Topo
Saída de Rede

Saída de Rede

Brasil mantém liderança na Copa do Mundo com vitória fácil contra a Tunísia

Janaína Faustino

11/10/2019 03h32

Seleção masculina venceu a Tunísia com tranquilidade nesta sexta-feira (11) (Fotos: Divulgação/FIVB)

Canadá, Austrália, Egito, Rússia, Irã, Argentina e Estados Unidos. Embalada por estas sete vitórias consecutivas na Copa do Mundo, a seleção brasileira masculina de vôlei voltou a vencer. A "vítima" desta sexta-feira (11) foi a lanterna Tunísia, derrotada em sets diretos (17-25, 14-25 e 13-25) com extrema facilidade. Com o resultado positivo, o Brasil chegou aos 24 pontos, preservando a invencibilidade e a liderança no torneio.

O técnico Renan Dal Zotto aproveitou para poupar alguns de seus titulares e deu mais ritmo aos suplentes Cachopa, Maurício Borges, Douglas Souza, Isac e Flávio. Alan e Thales foram mantidos. O oposto Felipe Roque e o líbero Maique também foram utilizados em alguns momentos na partida.

Com apenas dois sets perdidos em uma campanha irretocável até o momento na competição, a seleção vem demonstrando que o período de treinamentos antes do torneio Sul-Americano e da própria Copa do Mundo foram fundamentais para o crescimento da equipe em todos os fundamentos.

E mais:

No Voleicast #9: Seleção masculina tem bom início, mas ainda será testada na Copa do Mundo

Siga o Voleicast no Instagram: @voleicast

E foi justamente com a eficiência do bloqueio, amortecendo diversas bolas, e da recepção – com uma linha de passe bastante equilibrada com Maurício Borges, Douglas Souza e Thales – que o jogo brasileiro fluiu plenamente desde o começo. Mesmo com os reservas, a seleção atuou com seriedade e intensidade, explorando a fragilidade técnica do conjunto africano.

Exercendo amplo domínio com muito volume de jogo e aproveitamento na virada de bola – na segunda parcial, por exemplo, o placar ficou em assustadores 18 a 6 no ataque -, os comandados de Renan também foram superiores no saque, quebrando a recepção tunisiana em diversos momentos do jogo.

Mais relaxada em função da vulnerabilidade do adversário, a seleção diminuiu um pouco o ritmo e a potência do saque na terceira etapa. Contudo, a concentração e a paciência na construção do jogo foram preservadas. Grande responsável pela autoridade verde e amarela, o levantador Cachopa esteve em um dia inspirado, realizando um excelente trabalho tanto na distribuição quanto na precisão dos movimentos.

O líbero Thales fez mais um jogo muito bom tanto na recepção quanto na defesa

Com isso, a superioridade brasileira ficou escancarada em todos os fundamentos. No ataque, impressionantes 47 a 27. O time de Renan também bloqueou mais (7 a 4) e foi mais competente no serviço (foram 4 aces contra 1 do oponente). Além disso, deu menos pontos de presente ao rival (12 contra 17).

O maior pontuador do confronto foi o oposto tunisiano Nagga. Entre os brasileiros, o central Isac, em grande exibição, e o ponta Douglas Souza marcaram 13 e 11 vezes, respectivamente. O oposto Alan, destaque ofensivo na competição, apareceu logo em seguida com 10 acertos.

A seleção folga no sábado e volta à quadra da Hiroshima Green Arena no domingo (13), às 3h, para encarar a tricampeã mundial (bi consecutiva) Polônia em mais um confronto direto na disputa pelo ouro na Copa do Mundo.

Curta o Saída de Rede no Facebook!

Siga-nos no Twitter: @saidaderede

Sobre a autora

Carolina Canossa - Jornalista com experiência de dez anos na cobertura de esportes olímpicos, com destaque para o vôlei, incluindo torneios internacionais masculinos e femininos.

Sobre o blog

O Saída de Rede é um blog que apresenta reportagens e análises sobre o que acontece no vôlei, além de lembrar momentos históricos da modalidade. Nosso objetivo é debater o vôlei de maneira séria e qualificada, tendo em vista não só chamar a atenção dos fãs da modalidade, mas também de pessoas que não costumam acompanhar as partidas regularmente.

Blog Saída de Rede