Topo
Saída de Rede

Saída de Rede

Brasil vence Rússia B e mantém invencibilidade na Copa do Mundo

Carolina Canossa

05/10/2019 03h52

Alan (à esquerda) mais uma vez foi o destaque brasileiro na partida (Foto: Divulgação/FIVB)

Com um placar de 3 sets a 0, a seleção brasileira masculina de vôlei bateu a Rússia em partida válida pela Copa do Mundo na madrugada deste sábado (05). O jogo, disputado na cidade japonesa de Nagano, teve parciais de 25-16, 25-22 e 25-22.

Trata-se da quarta vitória brasileira na competição – antes, os comandados do técnico Renan Dal Zotto já haviam batido o Canadá (3-0), a Austrália (3-0) e o Egito (3-1). Vale destacar, porém, que os russos, atuais bicampeões da Liga das Nações, jogaram com um time B, sem suas principais estrelas. Dentre os titulares desta partida, por exemplo, o nome mais famoso era o do experiente levantador Sergey Grankin, de 34 anos e campeão olímpico em Londres 2012.

 Participe do financiamento coletivo do Voleicast e ganhe prêmios!

 Siga o Voleicast no Instagram: @voleicast

Independente de quem estava vestindo a camisa russa, a tática para vencê-los é a mesma: quebrar o passe adversário, jogar com velocidade e, quando isso não for possível, evitar encarar os fortes bloqueios montados. Foi justamente atuando assim que a seleção brasileira construiu mais um resultado positivo, apesar de a falta de consistência no saque brasileiro ter equilibrado as ações ao longo do duelo. Equilíbrio que, ressalte-se, também é mérito do serviço russo, que alternou os tradicionais saques potentes com tentativas encurtadas que surpreendeu a recepção verde-amarela.

No fim, porém, valeu a capacidade reativa do Brasil quando esteve atrás no placar, principalmente no terceiro set, cuja virada aconteceu graças à excelente passagem de Alan no saque depois que o placar chegou a estar 18-20. O número de pontos cedidos ao adversário em erros também é importante para entender a partida: enquanto o Brasil recebeu 24 pontos "de graça", cedeu apenas 15.

Individualmente falando, o destaque brasileiro foi, mais uma vez, Alan, substituto de Wallace, único grande desfalque brasileiro na competição: ao todo, o oposto marcou 18 pontos (13 no ataque, um no bloqueio e quatro no saque, fundamento no qual também tem se destacado). Na sequência, apareceu Leal, com 12, um a menos que Yaroslav Podlesnykh, maior pontuador russo.

O Brasil volta à quadra às 2 horas da manhã neste domingo (6) para encarar o Irã, que também poupa seus principais jogadores na competição.

Ouça no Voleicast: seleção feminina termina a Copa do Mundo na quarta posição e mostra que tem muito a evoluir até os Jogos de Tóquio

Curta o Saída de Rede no Facebook!

Siga-nos no Twitter: @saidaderede

Sobre a autora

Carolina Canossa - Jornalista com experiência de dez anos na cobertura de esportes olímpicos, com destaque para o vôlei, incluindo torneios internacionais masculinos e femininos.

Sobre o blog

O Saída de Rede é um blog que apresenta reportagens e análises sobre o que acontece no vôlei, além de lembrar momentos históricos da modalidade. Nosso objetivo é debater o vôlei de maneira séria e qualificada, tendo em vista não só chamar a atenção dos fãs da modalidade, mas também de pessoas que não costumam acompanhar as partidas regularmente.

Blog Saída de Rede