Topo
Saída de Rede

Saída de Rede

Ataque faz a diferença e Brasil estreia na Copa do Mundo com vitória

Janaína Faustino

01/10/2019 07h30

Seleção brasileira venceu o time canadense nesta terça-feira (1) (Fotos: Divulgação/FIVB)

Nesta terça-feira (1º), a seleção brasileira masculina de vôlei iniciou a sua caminhada em busca do terceiro título da Copa do Mundo. Jogando em Nagano, no Japão, a equipe de Renan Dal Zotto estreou na 14ª edição da competição com uma vitória tranquila por 3 a 0 diante do Canadá, com parciais de 25-14, 25-22 e 25-14.

O técnico Renan Dal Zotto entrou em quadra com praticamente todos os seus titulares: Bruno no levantamento, Leal e Lucarelli na entrada de rede, Maurício Souza e Lucão pelo meio, Alan na saída e Thales como líbero (Maique não esteve no revezamento na posição). O único que não está disputando a competição é o oposto Wallace, que ganhou folga do restante da temporada de seleções.

O time brasileiro foi dominante desde o começo da partida. Com bom rendimento na virada de bola e um saque pesado que desestruturou a linha de passe adversária, os tricampeões olímpicos rapidamente abriram 15 a 9 no marcador. Chamou a atenção, ainda, o bloqueio, que "achou" o ataque rival tocando em muitas bolas, o volume de jogo com boas coberturas na defesa e a disposição na execução dos fundamentos neste confronto de estreia.

O levantador Bruno, com um bom passe durante a maior parte desta primeira parcial, também fez uma distribuição equilibrada das jogadas, utilizando tanto as bolas rápidas pelo meio – o central Lucão foi o maior pontuador com 6 acertos – quanto pelas extremidades.

Mais organizado e cometendo menos erros, o selecionado canadense, que não contou com o técnico Glenn Hoag no banco de reservas, tentou uma reação a partir do segundo set principalmente através do saque e do bloqueio. O ataque também ganhou em eficiência com o crescimento do ponta Nicholas Hoag e do oposto Vernon-Evans. Assim, a equipe colocou 5 pontos de diferença no marcador (18 a 13).

Confira mais:

Ouça o Voleicast, o podcast de vôlei do Saída de Rede

Sérvia vence a Eslovênia e conquista título europeu também no masculino

Seleção feminina termina a Copa do Mundo do Japão fora do pódio

O Brasil, em contrapartida, perdeu em eficiência no serviço, no bloqueio, no sideout e no sistema defensivo. O passe também voltou a falhar. Na reta final, contudo, a seleção conseguiu o empate em 22 a 22 e a virada no placar a partir de uma sequência forte de saques de Leal e da entrada de Felipe Roque e Cachopa na inversão 5-1. E um erro do ataque canadense acabou ampliando a vantagem do time de Renan.

Pretendendo fechar logo a partida, o Brasil voltou à quadra em ritmo novamente acelerado. Mais mobilizado, construiu uma margem de 19 a 8 no placar com facilidade. O técnico Renan ainda aproveitou para fazer novas experiências com Cachopa Felipe Roque e Maurício Borges.

E foi justamente a intensidade no serviço e na virada de bola que determinaram o triunfo em sets diretos. Tanto que a equipe fez 43 pontos de ataque contra 31. No saque a seleção fez 7 aces contra apenas 1 dos adversários. Em relação aos erros, 19 para o Canadá e 13 para o Brasil.

O maior destaque ofensivo do jogo foi o oposto Alan, responsável por 14 acertos. Os pontas Lucarelli e Leal apareceram logo em seguida, com 11 e 10 pontos, respectivamente. Vencedora da Copa do Mundo em 2003 e 2007, a seleção brasileira voltará à quadra às 6h desta quarta-feira (2) para encarar a perigosa equipe australiana. Assim como o torneio no naipe feminino, a competição é disputada em sistema de pontos corridos. Todos jogam contra todos e o time que somar mais pontos fica com o troféu.

Curta o Saída de Rede no Facebook!

Siga-nos no Twitter: @saidaderede

Sobre a autora

Carolina Canossa - Jornalista com experiência de dez anos na cobertura de esportes olímpicos, com destaque para o vôlei, incluindo torneios internacionais masculinos e femininos.

Sobre o blog

O Saída de Rede é um blog que apresenta reportagens e análises sobre o que acontece no vôlei, além de lembrar momentos históricos da modalidade. Nosso objetivo é debater o vôlei de maneira séria e qualificada, tendo em vista não só chamar a atenção dos fãs da modalidade, mas também de pessoas que não costumam acompanhar as partidas regularmente.

Blog Saída de Rede