Topo
Saída de Rede

Saída de Rede

Brasileiras atropelam Argentina e chegam à segunda vitória na Copa do Mundo

Carolina Canossa

15/09/2019 06h24

Gabi, no ataque, e Bia, com defesas importantes, estiveram entre os destaques individuais brasileiros na partida (Foto: Divulgação/FIVB)

Depois das fortes emoções vividas diante da equipe reserva da Sérvia na estreia da Copa do Mundo, a seleção brasileira feminina de vôlei teve um confronto bem mais tranquilo contra a Argentina. Na madrugada deste domingo (15), as jogadoras lideradas pelo técnico José Roberto Guimarães venceram as rivais sul-americanas por 3 sets a 0, parciais de 25-17, 25-19 e 25-16.

Houve duas alterações no time titular em relação ao time que bateu as sérvias: Amanda substituiu Drussyla no posto de ponteira de preparação e Camila Brait foi a líbero no lugar de Leia. As alterações surtiram efeito e o Brasil se mostrou bem mais consistente na recepção e, principalmente, na defesa, pontos que haviam se mostrado problemáticos no sábado (14).

Ouça no Voleicast: Seleção feminina mantém hegemonia no Campeonato Sul-Americano 

Wallace diz se arrepender de 17 no Mundial, mas critica detratores

Melhor líbero do mundo, Grebennikov elogia Serginho e comenta desafios da França

O ataque também foi mais efetivo, com destaque para a ótima atuação de Gabi, que fez 11 pontos no fundamento – maior pontuadora da seleção na partida, a ponteira ainda esteve bem no saque, com quatro aces, e bloqueio, onde marcou três pontos. Falando em bloqueio, mais uma vez o Brasil esteve bem neste aspecto (17 pontos no total).

Como ponto negativo, apenas a queda de performance quando Zé Roberto tentou rodar o time, na metade final do segundo set. Com uma formação com Roberta, Sheilla, Gabi Cândido e Carol em quadra, o Brasil executou mal jogadas ofensivas, desperdiçou set points e só não se complicou na parcial porque a vantagem aberta era muito grande. A questão foi resolvida rapidamente pela comissão técnica com a volta das titulares na terceira parcial, mas preocupa porque, em um campeonato longo como a Copa do Mundo, é importante contar com todo o elenco jogando bem.

A Argentina ainda teve outro bom momento logo no começo do jogo, quando conseguiu equilibrar o placar. O time celeste, porém, não aguentou o forte ritmo das brasileiras. A diferença técnica entre as equipes ficou ainda mais evidente com a dificuldade delas na recepção. Paula Nizetich, com dez pontos, foi a maior pontuadora argentina na partida.

Com cinco pontos em dois jogos, o Brasil faz um duelo de invictos no fim da madrugada desta segunda-feira (5h, de Brasília) contra a Holanda, que até o momento já bateu a própria Argentina e o Quênia. Na Copa do Mundo, todos os times enfrentam todos os times e quem somar mais pontos fica com o título.

Curta o Saída de Rede no Facebook!

Siga-nos no Twitter:@saidaderede

Sobre a autora

Carolina Canossa - Jornalista com experiência de dez anos na cobertura de esportes olímpicos, com destaque para o vôlei, incluindo torneios internacionais masculinos e femininos.

Sobre o blog

O Saída de Rede é um blog que apresenta reportagens e análises sobre o que acontece no vôlei, além de lembrar momentos históricos da modalidade. Nosso objetivo é debater o vôlei de maneira séria e qualificada, tendo em vista não só chamar a atenção dos fãs da modalidade, mas também de pessoas que não costumam acompanhar as partidas regularmente.