Topo
Saída de Rede

Saída de Rede

Contra time B da Sérvia, Brasil estreia com vitória na Copa do Mundo

Carolina Canossa

14/09/2019 07h22

Oposta Lorenne executa ataque na estreia do Brasil na Copa do Mundo (Foto: Divulgação/FIVB)

A seleção brasileira feminina de vôlei teve muitas dificuldades, mas estreou na Copa do Mundo neste sábado (14) com uma vitória de 3 sets a 2 sobre a Sérvia. A partida, realizada na cidade japonesa de Hamamatsu, terminou com parciais de 25-20, 23-25, 25-18, 22-25 e 15-12.

Atual campeã mundial e vencedora dos dois últimos Campeonatos Europeus (inclusive a edição 2019, encerrada no domingo passado), a seleção do Leste Europeu foi ao Oriente sem suas principais jogadoras, caso da oposta Tijana Boskovic, da ponteira Brankica Mihajlovic e da levantadora Maja Ognjenovic, que ganharam um período de descanso. Nem o técnico Zoran Terzic viajou, deixando o comando do grupo para o assistente Aleksandar Vladisavljev.

Ouça no Voleicast: Seleção feminina mantém hegemonia no Campeonato Sul-Americano 

Wallace diz se arrepender de 17 no Mundial, mas critica detratores

Melhor líbero do mundo, Grebennikov elogia Serginho e comenta desafios da França

O próprio Brasil também tem desfalques importantes, como a ponteira Natália e a oposta Tandara. Por outro lado, a equipe verde-amarela conta com reforços como a central Fabiana e a oposta Sheilla, que voltam à seleção após um hiato de três anos no qual preferiram se dedicar à vida pessoal – a meio-de-rede, inclusive, foi titular e acabou a partida como um dos destaques (16 pontos), mostrando estar recuperada de uma fascite plantar no pé direito.

A despeito dos desfalques, a Sérvia ofereceu muita resistência ao Brasil a partir do segundo set, quando o agressivo saque característico da equipe começou a entrar. Destaque ainda para as boas atuações da líbero Teodora Pusic e da oposta Ana Bjelica, que vai defender o Vôlei Osasco-Audax na volta da temporada de clubes – a atacante, inclusive, foi a maior pontuadora do jogo, com 24 pontos.

As brasileiras, por sua vez, mostraram um importante poder de reação quando jogaram atrás no placar, chegando perto de buscar o resultado após um segundo set repleto de falhas na recepção, conseguindo a virada depois de ter 8-11 de desvantagem na terceira parcial e também no tie-break. O bloqueio esteve bem de uma maneira geral, mas o saque não entrou como deveria e o ataque oscilou muito em todas as posições, assim como a defesa, que deixou cair diversas bolas que poderiam virar contra-ataques.

Como exemplo de tantos altos e baixos, no tie-break o Brasil começou de forma arrasadora, abrindo 4 a 0, mas o que parecia ser um set tranquilo quase se complicou, com a Sérvia passando à frente no placar. No fim, uma sequência de ataques de Lorenne (maior pontuadora brasileira, com 23 pontos) foi fundamental para que a equipe verde-amarela retomasse a dianteira e vencesse o jogo.

A seleção feminina volta à quadra às 5h da manhã (horário de Brasília) deste domingo (15) para um duelo regional contra a Argentina, que tomou um 3 a 0 da Holanda em sua estreia na competição. Na Copa do Mundo, todos os times enfrentam todos os times e quem somar mais pontos fica com o título.

Curta o Saída de Rede no Facebook!

Siga-nos no Twitter:@saidaderede

Sobre a autora

Carolina Canossa - Jornalista com experiência de dez anos na cobertura de esportes olímpicos, com destaque para o vôlei, incluindo torneios internacionais masculinos e femininos.

Sobre o blog

O Saída de Rede é um blog que apresenta reportagens e análises sobre o que acontece no vôlei, além de lembrar momentos históricos da modalidade. Nosso objetivo é debater o vôlei de maneira séria e qualificada, tendo em vista não só chamar a atenção dos fãs da modalidade, mas também de pessoas que não costumam acompanhar as partidas regularmente.