Topo
Saída de Rede

Saída de Rede

Crise no Sistema S: Giovane fala em queda no investimento do Sesc-RJ

Carolina Canossa

15/04/2019 06h00

Giovane diz que o Sesc-RJ está garantido por mais cinco temporadas do vôlei (Foto: Divulgação)

A promessa de cortes nas verbas do Sistema S prometida pelo Ministro da Economia, Paulo Guedes, já tem consequências no vôlei. Após a eliminação na semifinal da Superliga masculina, o técnico do Sesc-RJ, Giovane Gávio afirmou que o time continuará na ativa na próxima temporada, mas com uma provável queda no valor investido.

"O projeto está garantido por mais cinco anos. O nível de investimento talvez tenha que ser reduzido reduzir um pouco por conta desses cortes, mas já estamos nos adequando", afirmou o treinador, que, ao menos em teoria, continuará contando com seu principal astro, Wallace, uma vez que o oposto tem mais um ano de contrato com o time – o Sesc-RJ feminino, por sua vez, não só tem garantia de continuidade como fechou com a oposta Tandara para a Superliga 2019/2020.

Leia mais: 

– Planos de Guedes causam apreensão nos times de vôlei do Sesc e Sesi

Wallace, aliás, não escondeu a frustração com a derrota em três jogos na série melhor-de-cinco diante do Sesi. Com 480 pontos, ele lidera a estatística de maior pontuador da competição, mas o bom desempenho individual não foi suficiente para levar sua equipe à decisão.

"O time oscilou demais, principalmente no segundo turno. Fizemos um segundo jogo muito bom nesta semifinal, com grandes chances de ganhar. É lógico que fica uma frustração por não ter passado, não ter dado um pouco mais de gás para cima dos caras, pois sabíamos do potencial do nosso time. O time deles mereceu, jogaram redondinho, mas tínhamos grande chance de ter ganho pelo menos um jogo. A frustração fica aí", comentou.

Giovane, por sua vez, lamentou as lesões que assolaram a equipe ao longo dos últimos meses.

"Tudo o que falar agora pode soar um pouco como desculpa de perdedor, mas foi uma temporada difícil. O Penchev ficou dois meses sem jogar, o Maurício Borges quebrou o pé depois de voltar de lesão… são dois caras importantes dentro do time. Até o segundo jogo da semifinal, tínhamos entrado com times diferentes em todos os jogos. Isso não é o correto, mas a gente tenta, luta, busca. Esse grupo sempre treinou muito bem, então isso me dava uma esperança grande de que a gente pudesse chegar na final. Mas também havia um receio, porque em algum momento ia faltar. Nesse aspecto, foi um grande aprendizado este ano", avaliou.

Curta o Saída de Rede no Facebook!

Siga-nos no Twitter: @saidaderede

Sobre a autora

Carolina Canossa - Jornalista com experiência de dez anos na cobertura de esportes olímpicos, com destaque para o vôlei, incluindo torneios internacionais masculinos e femininos.

Sobre o blog

O Saída de Rede é um blog que apresenta reportagens e análises sobre o que acontece no vôlei, além de lembrar momentos históricos da modalidade. Nosso objetivo é debater o vôlei de maneira séria e qualificada, tendo em vista não só chamar a atenção dos fãs da modalidade, mas também de pessoas que não costumam acompanhar as partidas regularmente.

Blog Saída de Rede