Topo
Saída de Rede

Saída de Rede

Argentinos dominam lista de estrangeiros da Superliga Masculina 2018/2019

Carolina Canossa

13/08/2018 11h46

 O Cruzeiro contratou o norte-americano Taylor Sander e o francês Kévin Le Roux (Crédito: Divulgação/FIVB)

Por Daniel Rodrigues

A Superliga Masculina 2018/2019 promete ser uma das mais disputadas dos últimos tempos. A maioria dos times fortaleceu seu elenco para tentar quebrar a hegemonia do Sada Cruzeiro, campeão consecutivo das últimas cinco edições da competição.

Além de repatriar alguns atletas importantes, os times também buscaram forças através dos estrangeiros. Ao todo já são sete os confirmados para a 25ª edição do maior torneio de voleibol do Brasil, sendo quatro argentinos.

Leia também: Estrangeiras invadem Superliga 2018/2019 e abrilhantam a edição

Mercado: Sada perde cubanos e rivais tentam quebrar hegemonia celeste

O Sada Cruzeiro perdeu o cubano Robertlandy Simon e seu compatriota naturalizado brasileiro, Yoandy Leal, para o Civitanova da Itália e, para substitui-los, o clube mineiro buscou o norte-americano Taylor Sander e o francês Kévin Le Roux.

Sander é ponteiro e um dos nomes de confiança do técnico John Speraw na seleção dos Estados Unidos. O jogador foi bronze nos Jogos Olímpicos do Rio de Janeiro (2016) e estava atuando no Civitanova na última temporada. Aos 26 anos e com 1,96m, Taylor foi eleito o MVP da Liga Mundial de 2014, após derrotar o Brasil na decisão.

O central Le Roux é outro atleta muito respeitado no mundo do vôlei e chega com a missão de dividir a responsabilidade no meio de rede com seu companheiro de posição, Isac. O francês, que já passou por clubes da Rússia, Itália, Turquia e Coreia, tem 29 anos e 2,09m. Entre suas premiações individuais, a mais relevante foi o título de melhor central da Liga das Nações de 2018.

Também na luta para acabar com a hegemonia celeste, o EMS Taubaté Funvic conseguiu uma importante vitória fora das quadras, tirando do rival mineiro o argentino Nicolas Uriarte. O levantador, que tem um estilo de jogo bastante agressivo, com saques potentes e distribuição criativa, dividirá a posição com o capitão Rapha. A briga pela titularidade promete ser boa, além de ampliar o leque de opções do técnico, também argentino, Daniel Castellani.

Outro "hermano" fecha a trinca azul e branca do Taubaté. Trata-se de Facundo Conte, o grande craque da seleção argentina. O ponteiro de 1,98m chega do voleibol chinês, onde foi bicampeão nacional com o Shanghai Golden Age. Em sua carreira, Conte também foi eleito como melhor jogador do Jogos Pan-Americanos de 2015, quando sagrou-se campeão com seu selecionado, vencendo os brasileiros na final.

Uriarte e Conte chegam ao Taubaté (Crédito: Divulgação/EMS Funvic Taubaté)

Um outro estrangeiro de ponta que abrilhantará a Superliga 2018/19 é o búlgaro Rozalin Penchev. O ponteiro reforçará o Sesc-RJ e deve dividir a posição com o campeão olímpico, Maurício Borges. Penchev estava no Bolívar da Argentina, e tem passagens por clubes da Itália e Polônia. Aos 23 anos, o jovem é uma das bolas de segurança da seleção búlgara e será companheiro de Wallace no time carioca.

O ponteiro Penchev reforçará o Sesc-RJ(Crédito: Divulgação/Sesc-RJ)

Pelo Vôlei Renata foi contratado um velho conhecido campineiro: o levantador Demián González. Aos 35 anos, o experiente argentino retorna ao Brasil após experiências na Turquia e em seu país de origem.

Aos 35 anos, o experiente Gonzaléz retorna ao Brasil (Crédito: Divulgação/FIVB)

O ponteiro Alejandro Toro completa a lista dos jogadores internacionais e defenderá o Caramuru de Ponta Grossa (PR). Também vindo da Argentina, Toro tem 29 anos e representou a seleção de seu país na Liga das Nações deste ano.

Curta o Saída de Rede no Facebook 

Siga-nos no Twitter: @saidaderede

Sobre a autora

Carolina Canossa - Jornalista com experiência de dez anos na cobertura de esportes olímpicos, com destaque para o vôlei, incluindo torneios internacionais masculinos e femininos.

Sobre o blog

O Saída de Rede é um blog que apresenta reportagens e análises sobre o que acontece no vôlei, além de lembrar momentos históricos da modalidade. Nosso objetivo é debater o vôlei de maneira séria e qualificada, tendo em vista não só chamar a atenção dos fãs da modalidade, mas também de pessoas que não costumam acompanhar as partidas regularmente.