Topo
Saída de Rede

Saída de Rede

Mercado: Sada perde cubanos e rivais tentam quebrar hegemonia celeste

Carolina Canossa

28/07/2018 06h00

Apesar das mudanças, o time comandado por Marcelo Mendez segue forte e competitivo (Créditos: Wander Roberto/Inovafoto/CBV)

Por Daniel Rodrigues

A temporada de clubes 2018/2019 está prestes a começar e os times já iniciaram a preparação para seus desafios. Copa São Paulo e Campeonato Paulista agitam o estado já nos primeiros dias de agosto, com alguns dos principais times do país na disputa.

Não só as equipes paulistas, como as dos outros estados sofreram reformulações em seus elencos e o Saída de Rede vai te ajudar a ficar por dentro das principais movimentações do mercado masculino.

Hexacampeão da Superliga, o Sada Cruzeiro, sofreu baixas relevantes em seu plantel: os cubanos Leal e Simon. Enquanto o primeiro teve uma despedida oficial após o título nacional, com muito carinho da torcida antes de embarcar para a Itália, onde irá defender o Civitanova, o central saiu pela porta dos fundos. Isso porque, mesmo com contrato em vigor, Simon está forçando a barra para não pagar a multa rescisória rumo ao mesmo clube do compatriota. Para substituir tamanhas ausências, os dirigentes mineiros já fecharam com o norte-americano Taylor Sander, MVP da Liga Mundial 2014, e tentam trazer o francês Kevin Le Roux.

Outro jogador que despediu-se do time celeste foi o argentino Uriarte, dando lugar ao experiente Sandro. Fernando Cachopa e o levantador recém-chegado devem alternar-se no sexteto titular durantes os compromissos da temporada. Duas outras peças importantes que chegam ao Cruzeiro são o oposto Luan Weber, que atuava na Turquia, e o jovem Leonardo Nascimento, destaque na Superliga, que estava emprestado no Juiz de Fora. A base Serginho, Isac, Filipe e Evandro continua, além do ponteiro Rodriguinho, que poderá ter mais chances entre os titulares.

Apesar das mudanças, o time comandado por Marcelo Mendez segue forte e competitivo na luta pela manutenção da hegemonia nacional, além da busca pelo tetracampeonato do Mundial de Clubes, que ocorrerá entre 25 de novembro e 2 de dezembro, na Polônia.

Finalista da Superliga 2017/18, o Sesi-SP perdeu o central Lucão e o ponteiro Douglas Souza. Prontamente, o time paulistano se movimentou e repatriou Éder, que estava na Itália, e o selecionável Lucas Lóh, vindo da Turquia. Permanecem os líberos Murilo e Douglas Pureza, o levantador William, o central Gustavão, o campeão olímpico Lipe e o oposto Alan. Um dos pontos fortes do técnico Rubinho continua sendo o forte banco, com o Evandro, Franco, Renato, além de Alan Patrick que retorna ao clube, após uma experiência no Corinthians.

Prontamente, o time paulistano se movimentou e repatriou Éder, que estava na Itália (Crédito: Divulgação/Sesi-SP)

A EMS Taubaté Funciv é outro dos grandes que teve perdas relevantes, mas substituições à altura. Referência do time nas últimas temporadas, o oposto Wallace, transferiu-se para o Sesc-RJ, dando lugar ao conhecido Leandro Vissotto, que fez uma boa temporada pelo Vôlei Renata. Entre os principais jogadores, também deixaram o grupo os estrangeiros Ivovic e Solé, além do craque Dante, aposentado das quadras. Por outro lado, chegam nomes importantes como o argentino Facundo Conte e o campeões olímpicos Lucão e Douglas Souza. Uriarte aparece para uma interessante briga pela titularidade com o capitão Rapha, assim como a revelação Abouba, que pode ser uma surpresa na saída de rede. Thales, Otávio e Luceralli renovaram seus contratos, bem como o técnico Daniel Castellani.

Wallace, transferiu-se para o Sesc-RJ, dando lugar ao conhecido Leandro Vissotto (Crédito: Divulgação/EMS Funvic Taubaté)

O Sesc-Rj, terceiro colocado na Superliga 2017/18 e vice-líder da competição durante boa parte da fase classificatória, mostra que continuará a brigar por todos os títulos que disputar na próxima temporada. Além do já citado Wallace, chega o ponteiro búlgaro Penchev – eles substituem Renan e João Rafael e terão a companhia do promissor central Leandro Aracaju, ex-Sesi. Com exceção dessas alterações, o técnico Giovane manteve toda base e contará novamente com Tiago Brendle, Maurício Souza, Tiago Barth, Maurício Borges, Everaldo, Japa e PV.

Seguindo o exemplo dos cariocas, Minas e Corinthians-Guarulhos também optaram por mexer pouco em seus elencos, dando continuidade ao trabalho da temporada anterior. Entre os tradicionais mineiros, a ideia é permanecer dando oportunidades aos jovens talentos brasileiros. As novidades são o central Rafael Martins, para o lugar de Pétrus e o ponteiro Piá, que chega do Sesi. No Timão, os experientes Serginho (que também fará parte da coordenação técnica), Sidão, Riad e Rivaldo contam com a chegada do levantador Marcelinho e do forte ponteiro Diogo.

Vôlei Renata, representante de Campinas, se reforçou e promete incomodar os favoritos. Buscando a famosa mescla entre a experiência e a juventude o time manteve o central Vini e reformulou toda equipe titular. Entre os nomes estão o habilidoso levantador argentino Demian Gonzalez, o líbero Lukinha, o meio de rede Luizinho, o oposto Banderó, vindo da Itália, além de uma promissora dupla de ponteiros: Bruno Canuto e Gabriel Vaccari.

Vôlei Renata, representante de Campinas, se reforçou e promete incomodar os favoritos (Crédito: Divulgação/Vôlei Renata)

Outros quatro times também contrataram peças importantes e, apesar de coadjuvantes, podem surpreender. O Caramuru de Ponta Grossa (PR) manteve os conhecidos Índio e Leozão, e contratou nomes de destaque como o central Pedrão, o líbero Gianzinho, o ponteiro Jonatas e o argentino Toro. No também paranaense Maringá chegam Mario Júnior, Rodrigo Rodrigues, os ponteiros Hugo e Alan do exterior, além do jovem Romulo Henrique.

Da Superliga B sobem o Vôlei Ribeirão, comandado pelo técnico Marcos Pacheco, e o Itapetinga. O time de Ribeirão trouxe Álisson Melo e Ricardo Jr., da Itália, Pétrus, do Minas e Alemão, do Cruzeiro e manteve Fábio Paes, Jotinha, Brunão e Gabriel. O segundo colocado do torneio de acesso à Superliga principal tem parceira o Sesi-SP, que cederá atletas da base para compor o elenco do clube. Jogadores conhecidos como o levantador Pedro Teles, o ponteiro Mineiro, o oposto Leandrão (2,17m) e Victor Birigui, integrante da Seleção Brasileira na Liga das Nações, também compõem o time titular.

O que acharam das transferências das principais equipes para temporada 2018/19? Quais são os favoritos? Queremos saber sua opinião!

 

Curta o Saída de Rede no Facebook 

Siga-nos no Twitter: @saidaderede

Sobre a autora

Carolina Canossa - Jornalista com experiência de dez anos na cobertura de esportes olímpicos, com destaque para o vôlei, incluindo torneios internacionais masculinos e femininos.

Sobre o blog

O Saída de Rede é um blog que apresenta reportagens e análises sobre o que acontece no vôlei, além de lembrar momentos históricos da modalidade. Nosso objetivo é debater o vôlei de maneira séria e qualificada, tendo em vista não só chamar a atenção dos fãs da modalidade, mas também de pessoas que não costumam acompanhar as partidas regularmente.