Topo
Saída de Rede

Saída de Rede

Título de Ágatha/Duda em evento-teste encaminha vagas olímpicas do Brasil

Carolina Canossa

28/07/2019 13h52

Ágatha e Duda fizeram um torneio de superação em Tóquio após perderem dois jogos na fase de grupos (Foto: Divulgação/FIVB)

Atuais campeãs do Circuito Mundial, Ágatha e Duda deram um importante passo para assegurar um lugar na Olimpíada de 2020 ao vencerem o evento-teste do vôlei de praia em Tóquio, no Japão. Na madrugada deste domingo (28), as brasileiras bateram as americanas April Ross e Alix Klineman por 2 sets a 0, parciais de 21-19 e 21-18, chegando a 5.190 pontos na corrida olímpica que define os representantes nacionais nos Jogos.

Os 800 pontos conquistados por Ágatha e Duda com o ouro em terras nipônicas fizeram com que elas se distanciassem ainda mais das principais rivais na luta pela vaga, as cariocas Carol Solberg e Maria Elisa, que caíram nas oitavas de final em Tóquio e somam atualmente 3.770 pontos. A liderança na disputa é de Ana Patrícia e Rebecca, que também foram eliminadas nas oitavas e, agora, possuem 5.300 pontos.

A classificação das duas duplas que defenderão o Brasil na Olimpíada do ano que vem é feita através de uma pontuação dada aos dez melhores resultados dos torneios quatro e cinco estrelas do Circuito Mundial, além do Campeonato Mundial, entre março de 2019 e fevereiro de 2020. Até o momento, foram disputadas dez etapas no masculino e nove no feminino.

Curiosamente, a mais recente conquista de Ágatha e Duda ocorreu depois que a dupla esteve muito perto de ser eliminada ainda na fase de grupos, onde sofreu dois resultados negativos.

Confira mais:

– Voleicast: queda na Liga das Nações liga o sinal de alerta da seleção masculina

Campeão olímpico, Alison diz: "Não é meu momento, mas quero mais que eles"

"Precisávamos fazer alguma coisa após aquelas duas derrotas na chave. Conversamos bastante com nossa comissão técnica e voltamos jogando de maneira mais inteligente. Viram o pior de nosso jogo no início, e o melhor da nossa dupla nas últimas quatro partidas. Essa é uma grande vitória para nós, estamos na disputa dura com as outras ótimas duplas brasileiras por um lugar nos Jogos Olímpicos de 2020", afirmou Ágatha.

No mata-mata, as brasileiras não só ganharam da tricampeã olímpica Kerri Walsh e de sua parceira Sweat como bateram em sets diretos Ross e Klineman, que são as atuais vice-campeãs mundiais como líderes do ranking mundial. "Foi um aprendizado enorme, não nos deixamos abater com as derrotas na primeira fase, tivemos sucesso em colocar uma mentalidade positiva, buscar uma recuperação e corrigir os detalhes ainda dentro do torneio. Estamos muito felizes com essa conquista e pela demonstração de força que tivemos aqui no Japão", comemorou Duda.

NO MASCULINO, MELHOR RESULTADO É O QUARTO LUGAR

A disputa entre homens no evento-teste da Olimpíada de Tóquio terminou sem medalhas para o Brasil. Única parceria do país presente entre os quatro semifinalistas, Alison e Álvaro Filho perderam a disputa do bronze para holandeses Brouwer/Meeuwsen por 2 sets a 0 (21-12 e 21-17). O título foi para os noruegueses Mol e Sorum, que, pela nona vez, levaram o ouro em uma etapa do Circuito Mundial nos últimos 13 meses.

O quarto lugar rendeu aos dois 560 pontos na corrida olímpica, onde, agora, eles somam 4.390, mantendo uma disputa intensa com André Stein e George, que têm 4.000 após ficarem em quinto lugar. A liderança é de Evandro e Bruno Schmidt, que chegaram aos 5.120 depois de também caírem nas quartas de final.

CONFIRA A CORRIDA OLÍMPICA BRASILEIRA:

Feminino

1- Ana Patrícia/Rebecca – 5.300 pontos
2- Ágatha/Duda – 5.190 pontos
3- Carol Solberg/Maria Elisa – 3.770 pontos
4- Fernanda Berti/Bárbara Seixas – 3.370 pontos
5- Talita/Taiana – 2.930 pontos

Masculino

1 – Evandro/Bruno Schmdit – 5.120 pontos
2 – Alison/Álvaro Filho – 4.390 pontos
3 – André Stein/George – 4.000 pontos
4 – Pedro Solberg/Vitor Felipe – 2.800 pontos
5- Guto/Saymon – 2.300 pontos

Curta o Saída de Rede no Facebook!

Siga-nos no Twitter: @saidaderede

Sobre a autora

Carolina Canossa - Jornalista com experiência de dez anos na cobertura de esportes olímpicos, com destaque para o vôlei, incluindo torneios internacionais masculinos e femininos.

Sobre o blog

O Saída de Rede é um blog que apresenta reportagens e análises sobre o que acontece no vôlei, além de lembrar momentos históricos da modalidade. Nosso objetivo é debater o vôlei de maneira séria e qualificada, tendo em vista não só chamar a atenção dos fãs da modalidade, mas também de pessoas que não costumam acompanhar as partidas regularmente.