Topo
Saída de Rede

Saída de Rede

Cumprindo tabela na Liga das Nações, Brasil vence o Canadá com facilidade

Janaína Faustino

29/06/2019 21h30

Seleção masculina venceu a equipe canadense com tranquilidade (Fotos: Divulgação/FIVB)

Com a vaga já garantida entre os finalistas da Liga das Nações, a seleção masculina de vôlei voltou, neste sábado (29), ao ginásio Nilson Nelson, em Brasília (DF), apenas para cumprir tabela contra a equipe canadense. Foi o penúltimo compromisso do time de Renan Dal Zotto na fase classificatória da competição. E o time não tirou o pé do acelerador, superando e eliminando os rivais em sets diretos (parciais de 25-20, 25-19 e 25-19), assumindo a ponta do torneio.

A seleção verde e amarela não enfrentou grandes dificuldades para impor o seu jogo diante dos canadenses. Mesmo com a já habitual oscilação na recepção, o time teve um ótimo aproveitamento na virada de bola (o placar ficou em 17 a 11 no fundamento na primeira parcial) e ainda conseguiu implementar uma eficiente estratégia de saque que tirou em diversos momentos o passe A das mãos do armador Walsh.

Leia mais:

Veja como as equipes de ponta estão se preparando para a Superliga masculina

Leal, sobre a seleção brasileira: "Chegou o momento de mostrar a que vim"

Do outro lado da rede, destaque para a boa variação do levantador Cachopa, que atuou como titular no lugar de Bruno, colocando todos os seus atacantes em boas condições de jogo.

Apesar do crescimento adversário no sideout nas duas últimas parciais, os brasileiros mantiveram o padrão agressivo com bom volume de jogo, fluidez e eficiência nos contra-ataques. Para tanto, contaram também com o ótimo desempenho do central Isac nas ações ofensivas e no bloqueio (foram 9 a 6 ao total neste fundamento), além do rendimento satisfatório de Douglas Souza na entrada de rede. Para se ter uma ideia, o meio de rede do Sada Cruzeiro teve 100% de eficiência no ataque.

Ao lado do central Isac, Douglas Souza foi o maior pontuador do jogo

Os canadenses esboçaram uma reação no set derradeiro, especialmente com a entrada do ponta Jason Derocco, mas não obtiveram sucesso na tentativa de frear o ímpeto brasileiro no ataque. Ao total, os campeões olímpicos fizeram 47 pontos na virada de bola contra apenas 30 dos rivais. Os maiores pontuadores foram Isac e Douglas com 14 acertos, seguidos de Alan, que fez 12.

Com o resultado, as seis seleções finalistas foram definidas. Brasil, Irã, Rússia, França, Polônia e os anfitriões norte-americanos disputarão o título do torneio na cidade de Chicago, entre os dias 10 e 14 de julho.

A seleção fecha a participação na etapa classificatória neste domingo (30), às 19h, contra a já eliminada Itália.

Ouça o Voleicast, o podcast de vôlei do Saída de Rede

Curta o Saída de Rede no Facebook!

Siga-nos no Twitter:@saidaderede

Sobre a autora

Carolina Canossa - Jornalista com experiência de dez anos na cobertura de esportes olímpicos, com destaque para o vôlei, incluindo torneios internacionais masculinos e femininos.

Sobre o blog

O Saída de Rede é um blog que apresenta reportagens e análises sobre o que acontece no vôlei, além de lembrar momentos históricos da modalidade. Nosso objetivo é debater o vôlei de maneira séria e qualificada, tendo em vista não só chamar a atenção dos fãs da modalidade, mas também de pessoas que não costumam acompanhar as partidas regularmente.