Topo
Saída de Rede

Saída de Rede

Em jogo equilibrado, seleção masculina se mantém invicta contra o Japão

Janaína Faustino

2008-06-20T19:08:26

08/06/2019 08h26

Contra a técnica seleção japonesa, o time de Renan Dal Zotto manteve a invencibilidade na Liga das Nações (Fotos: Divulgação/FIVB)

Embalada após a vitória de virada sobre o perigoso time iraniano, a seleção masculina de vôlei fez jus ao favoritismo e manteve os 100% de aproveitamento na Liga das Nações, somando 5 vitórias em 5 jogos, na manhã deste sábado (8), na Musashino Forest Sport Plaza, na capital japonesa.

Em jogo equilibrado válido pela segunda etapa da competição, os comandados de Renan Dal Zotto – que voltou a liderar os jogadores do banco de reservas depois de cumprir suspensão imposta pela Federação Internacional de Vôlei (FIVB) – bateram os donos da casa em sets diretos, com parciais de 22-25, 19-25 e 21-25.

Sem se intimidar com a seleção brasileira, os orientais – mesmo com as claras limitações físicas que impedem que eles se sobressaiam no cenário internacional – começaram a partida imprimindo a velocidade habitual de jogo e se destacando em todos os fundamentos. Foi desta maneira que o time japonês, bastante técnico, fez um primeiro set parelho com os brasileiros, liderando o placar durante a maior parte do tempo.

Leia mais:

Ex-Rio, Roberta chega a Osasco: "Creio que vamos fazer um ano maravilhoso"

Leal e Lucarelli são trunfos de Renan para a temporada de seleções

O time de Renan, entretanto, acabou fazendo a diferença através da força do saque e do ataque – o oposto Alan, titular no lugar de Wallace, colocou 8 bolas no chão somente neste início de confronto.

Apesar de ter mantido no segundo set a eficiência no sistema defensivo e o ótimo volume de jogo mesmo com a troca de várias peças, a seleção japonesa não conseguiu conter o ímpeto verde-amarelo no sideout e no bloqueio (ao total, os brasileiros fizeram 12 pontos no fundamento contra apenas 3 dos rivais).

Com uma boa linha de passe formada por Leal, Tales e Douglas Souza, o levantador Cachopa jogou com velocidade, distribuindo bem o jogo através das bolas de primeiro tempo com Flávio e Isac, e pelas extremidades, com Leal e Douglas Souza na entrada e Alan na saída.

Oposto Alan jogou como titular e foi o maior pontuador da partida

O ponteiro Yuki Ishikawa, estrela do time que havia feito uma grande partida na vitória contra a Argentina, marcando 28 pontos, não obteve o mesmo aproveitamento e, facilitando a vida brasileira, acabou substituído.

O equilíbrio continuou dando a tônica do confronto na última parcial, mas os brasileiros mantiveram o padrão de jogo com saque potente e bloqueio pesado, freando a reação adversária. Além disso, consistente, a seleção tirou proveito dos erros cometidos pelos japoneses em momentos cruciais do set e dos contra-ataques desperdiçados.

Entre os brasileiros, Alan, Leal e Flávio foram os maiores pontuadores com 16, 15 e 12 acertos, respectivamente. Pelo lado oriental, Ishikawa e Fukuzawa anotaram 7 cada.

O último adversário da seleção brasileira nesta segunda fase do torneio será a equipe argentina – do técnico Marcelo Mendez -, que ainda não venceu nesta etapa (foi derrotada tanto pelos japoneses quanto pelos iranianos). O jogo será neste domingo (9), às 3h10, e terá transmissão do SporTV2.

Ouça o Voleicast, o podcast de vôlei do Saída de Rede!

Curta o Saída de Rede no Facebook!

Siga-nos no Twitter:@saidaderede

Sobre a autora

Carolina Canossa - Jornalista com experiência de dez anos na cobertura de esportes olímpicos, com destaque para o vôlei, incluindo torneios internacionais masculinos e femininos.

Sobre o blog

O Saída de Rede é um blog que apresenta reportagens e análises sobre o que acontece no vôlei, além de lembrar momentos históricos da modalidade. Nosso objetivo é debater o vôlei de maneira séria e qualificada, tendo em vista não só chamar a atenção dos fãs da modalidade, mas também de pessoas que não costumam acompanhar as partidas regularmente.