Topo
Saída de Rede

Saída de Rede

Na estreia de Leal, Brasil sofre, mas vence a Austrália no quinto set

Carolina Canossa

2001-06-20T19:11:35

01/06/2019 11h35

Leal (à direita na foto) nasceu em Cuba, mas se naturalizou brasileiro em 2015 (Fotos: Divulgação/FIVB)

O que era pra ser um dia de festa, quase virou frustração: na aguardada estreia de Yoandy Leal com a camisa da seleção brasileira masculina de vôlei, o time nacional sofreu, mas conseguiu vencer a Austrália por 3 sets a 2, parciais de 32-34, 25-16, 25-19, 27-29 e 15-13.

Quatro anos depois de completado o processo de naturalização do ponteiro nascido em Cuba, ele foi escalado como titular pelo técnico Marcelo Fronckowiak, substituto de Renan Dal Zotto, que cumpre suspensão por ter arremessado uma bola em quadra durante um ponto no último Campeonato Mundial. Leal já estava à disposição na vitória contra os Estados Unidos nesta sexta (31), mas a comissão técnica optou por mantê-lo no banco.

Leal encara um bloqueio triplo neste sábado (1). Ao todo, o cubano fez 14 pontos, sendo dez de ataque

Ainda se adaptando ao novo grupo, o jogador de 30 anos nascido em Havana (Cuba), sofreu na linha de passe junto de Douglas Souza e do líbero Thales – o ótimo saque australiano, em especial de Samuel Walker, responsável por sete aces, foi um dos destaques da partida. Em termos ofensivos, o novo jogador da seleção marcou 14 pontos, sendo 10 de ataque, dois de bloqueio e dois de saque. O aproveitamento dele nas cortadas foi de 35,7%, reflexo da dificuldade de entrosamento com o levantador Fernando Cachopa – por mais que os dois tenham jogado juntos no Sada Cruzeiro, à época o atacante era titular e o armador costumava ficar na reserva.

Três brasileiros fizeram mais pontos que Leal na partida: o oposto Wallace, responsável por 20 acertos, o ponteiro Douglas Souza e o central Flávio, ambos com 17. Do lado australiano, Walker foi o maior pontuador, com 21 pontos, mesmo número obtido por Jordan Richards. Em dia inspirado, a dupla impôs muitas dificuldades ao Brasil.

Fosse mais consistente (ao total, o time cedeu 31 pontos ao Brasil), a Austrália certamente sairia de quadra neste sábado com a vitória. Depois de um primeiro set muito bom, com boas defesas e muita eficiência no ataque, a equipe da Oceania foi presa fácil nas duas parciais seguintes. O panorama parecia o mesmo na primeira metade do quarto set, onde o Brasil chegou a ter 17-12. Porém, uma ótima passagem de Walker pelo saque retomou a confiança dos australianos, que não só forçaram como lideraram o tie-break, mas acabaram tomando a virada graças ao brilho de Flávio, outro jogador que está chegando à seleção agora.

Em busca da terceira vitória em três jogos na Liga das Nações, o Brasil volta à quadra neste domingo (2), às 12 horas (horário de Brasília), para encarar a Polônia. Será a reedição da final do último Campeonato Mundial, quando os europeus conquistaram a taça.

Curta o Saída de Rede no Facebook!

Siga-nos no Twitter:@saidaderede

Sobre a autora

Carolina Canossa - Jornalista com experiência de dez anos na cobertura de esportes olímpicos, com destaque para o vôlei, incluindo torneios internacionais masculinos e femininos.

Sobre o blog

O Saída de Rede é um blog que apresenta reportagens e análises sobre o que acontece no vôlei, além de lembrar momentos históricos da modalidade. Nosso objetivo é debater o vôlei de maneira séria e qualificada, tendo em vista não só chamar a atenção dos fãs da modalidade, mas também de pessoas que não costumam acompanhar as partidas regularmente.