Topo
Saída de Rede

Saída de Rede

Gabi se destaca, Minas faz 3 a 0 no Praia e leva o bi no Estadual

Carolina Canossa

07/11/2018 22h56

Mais equilibrado, Minas derrotou o Praia Clube e conquistou o Campeonato Mineiro (Foto: Cíntia Freitas/Praia Clube)

Por Janaina Faustino

Um duelo de gigantes definiu o campeão do Campeonato Mineiro feminino de vôlei em partida realizada nesta quarta-feira (07), na Arena Minas, em Belo Horizonte. O Minas Tênis Clube, atual detentor do troféu regional e também do sul-americano, derrotou o Praia Clube, campeão da última edição da Superliga, por 3 sets a 0, com parciais de 25-20, 25-23 e 25-21. Com isso, manteve a hegemonia no torneio estadual com seis títulos, sendo o segundo consecutivo.

O técnico italiano Stefano Lavarini iniciou o jogo com Natália e Gabi na entrada de rede, Macris no levantamento, Carol Gattaz e Mara Leão pelo meio, Bruna Honório na saída e Leia como líbero. Paulo Cocco, por outro lado, optou por Ellen e Fernanda Garay como ponteiras, Carol e Fabiana como centrais, Nicole Fawcett na saída e Suellen como líbero.

Em uma partida marcada pela falta de ritmo ainda esperada neste início de temporada, o time minastenista teve uma atuação mais segura em praticamente todo o jogo, contando com erros de ataque, saque e passe da equipe de Uberlândia. Apesar do início equilibrado principalmente nos dois primeiros sets, o grupo de Paulo Cocco demonstrou nervosismo e certa instabilidade na definição das jogadas, cedendo pontos em excesso ao rival. Assim, sem conseguir impor uma estratégia ofensiva mais eficiente, a equipe oscilou bastante. A levantadora Carli Lloyd, recém-chegada ao clube e ainda demonstrando pouco entrosamento com as companheiras, cometeu equívocos na distribuição das bolas tanto pelas extremidades quanto com as centrais, o que prejudicou a virada de bola e os contra-ataques praianos.

Por outro lado, como destaque da partida, a ponteira Gabi foi a bola de segurança da levantadora Macris, marcando pontos em todos os fundamentos. Além disso, Macris contou com um sistema de recepção menos oscilante para distribuir as bolas para todas as suas atacantes, utilizando principalmente Gabi, Natália e Bruna Honório – que causou problemas à recepção praiana com seu saque forçado – pelas extremidades, além de Carol Gattaz pelo meio e com sua característica jogada "China". Deste modo, conjugando melhor a equação saque-bloqueio-defesa, a equipe do Minas obteve mais sucesso na execução de suas ações ofensivas.

Egonu revela frustração após vice no Mundial: "Chorei"

Na força de Tiffany e Diouf, Sesi Vôlei Bauru conquista o Paulista invicto

Curta o Saída de Rede no Facebook!

Siga-nos no Twitter: @saidaderede

Sobre a autora

Carolina Canossa - Jornalista com experiência de dez anos na cobertura de esportes olímpicos, com destaque para o vôlei, incluindo torneios internacionais masculinos e femininos.

Sobre o blog

O Saída de Rede é um blog que apresenta reportagens e análises sobre o que acontece no vôlei, além de lembrar momentos históricos da modalidade. Nosso objetivo é debater o vôlei de maneira séria e qualificada, tendo em vista não só chamar a atenção dos fãs da modalidade, mas também de pessoas que não costumam acompanhar as partidas regularmente.