Topo
Saída de Rede

Saída de Rede

Campeã mundial com a Itália em 2002 morre aos 38 anos

Carolina Canossa

25/10/2018 15h20

Com uma carreira vitoriosa, Sara Anzanello foi um dos pilares do time campeão Mundial em 2002 (Foto: Divulgação/FIVB)

Por Janaina Faustino

Uma das protagonistas da seleção italiana de vôlei campeã mundial em 2002, na Alemanha, a central Sara Anzanello perdeu a batalha para a hepatite e faleceu nesta quinta-feira (25), na Itália, aos 38 anos de idade.

Um dos grandes pilares do time comandado pelo técnico Marco Bonitta, Sara chegou a se submeter a um bem-sucedido transplante de fígado, em 2013, quando atuava pelo Azerrail Baku, do Azerbaijão. Após a cirurgia, começou a se engajar em diversas campanhas a favor da doação de órgãos, além de se dedicar ao trabalho de formação nas categorias de base. Assim, retornando ao mundo do vôlei para trabalhar em 2014 como gerente do Club Italia, projeto criado pela Federação local para desenvolver jovens atletas, voltou a jogar, na temporada seguinte, pelo Novara, onde se aposentou.

Nascida em San Donà di Piave, província de Veneza, em julho de 1980, Sara Anzanello estreou na Série A italiana no time de Novara, com menos de vinte anos de idade. Em sua carreira vitoriosa, ganhou importantes títulos, dentre eles, três Copas da Itália, duas Supercopas, o Mundial de 2002, duas pratas no Grand Prix (2004, 2005), outra prata no Campeonato Europeu, em 2005, e duas Copas do Mundo, em 2007 e 2011. Foi neste ano que defendeu pela última vez as cores da Azzurra.

Ex-companheiras se manifestaram com mensagens de carinho e saudades, entre elas, a oposta Nadia Centoni, que disse que a jogadora estará eternamente "no coração". O presidente da Federação Italiana de Vôlei, Pietro Bruno Cattaneo, lamentou: "É uma notícia realmente chocante. Sara era uma pessoa maravilhosa que parecia ser capaz de vencer essa batalha pessoal, mas infelizmente as coisas não correram como esperávamos. Além de ser uma atleta de alto nível, foi uma pessoa excepcional. Ela também era parte da nossa família, pois pertencia a essa geração de atletas que fazia parte do Club Italia e não é coincidência que a FIPAV quisesse levá-la de volta". "Em nome de toda a Federação, quero enviar um abraço sincero e condolências à sua família e aos seus entes queridos", finalizou.

Em grupos diferentes, Praia e Minas conhecem seus adversários no Mundial

Superliga tem início nesta quarta com hegemonia do Sada Cruzeiro ameaçada

Curta o Saída de Rede no Facebook!

Siga-nos no Twitter: @saidaderede

Sobre a autora

Carolina Canossa - Jornalista com experiência de dez anos na cobertura de esportes olímpicos, com destaque para o vôlei, incluindo torneios internacionais masculinos e femininos.

Sobre o blog

O Saída de Rede é um blog que apresenta reportagens e análises sobre o que acontece no vôlei, além de lembrar momentos históricos da modalidade. Nosso objetivo é debater o vôlei de maneira séria e qualificada, tendo em vista não só chamar a atenção dos fãs da modalidade, mas também de pessoas que não costumam acompanhar as partidas regularmente.