Topo
Saída de Rede

Saída de Rede

Após derrota na 1ª final da Superliga, Taubaté fala em “lições para tirar”

Janaína Faustino

2024-04-20T19:12:10

24/04/2019 12h10

Taubaté precisa crescer para seguir com chances de conquistar o primeiro título da Superliga (Foto: Wander Roberto/Inovaofoto/CBV)

Após demonstrar consistência e evolução tática na reta final da Superliga masculina de vôlei, o EMS Taubaté Funvic não conseguiu apresentar o mesmo desempenho na abertura da série melhor-de-cinco que definirá o campeão da competição. Com isso, a equipe acabou superada pelo Sesi-SP nesta terça-feira (23), no ginásio da Vila Leopoldina, em São Paulo (SP), por um triplo 25-22.

Desperdiçando contra-ataques importantes e cometendo erros nos momentos decisivos dos sets, o time de Renan Dal Zotto pouco incomodou o atual vice-campeão brasileiro, que manteve uma linha de passe equilibrada e uma virada de bola regular em praticamente todo o confronto. Para o capitão taubateano Rapha, o grupo precisa recuperar o padrão de jogo para seguir vivo na série.

"Temos muitas lições para tirar da partida. Não foi o começo de série final que nós gostaríamos, mas muito por mérito do Sesi também, que fez um jogo muito bom. Cometemos erros e também deixamos de colocá-los sob pressão com o nosso saque. Com eles fazendo um jogo mais cômodo, com o passe na mão, nós não conseguimos sair dessa situação. Agora precisamos voltar para Taubaté, avaliar o que erramos, treinar forte e buscar empatar a série no sábado com o apoio da nossa torcida", afirmou o levantador.

Leia mais:

Busca por ponteiros foi o motivo da dispensa de Le Roux do Cruzeiro

Destaque na Superliga, oposto Alan é a principal arma do Sesi na final

Em duelo marcado pela lesão de Fernanda Garay, Minas abre vantagem na final

O ponteiro Lucarelli, responsável por 10 pontos de Taubaté, reforçou a necessidade de a equipe buscar a mesma constância da fase semifinal.

"Sabemos que temos que fazer bem melhor. Precisamos aperfeiçoar o saque, agredir um pouco mais para tirar o passe das mãos deles e acertar um pouco mais nossa virada de bola. Na fase final são mais detalhes, corrigir esses erros. O principal que tinha que ser treinado, já foi, mas sabemos o que temos que fazer e vamos tentar reproduzir no jogo", frisou.

Já o líbero Tales reconheceu as falhas no sistema defensivo. "Nós não fizemos uma boa partida e não ajustamos bem nossa marcação. Acho que também defendemos mal, mais da minha parte, já que é no que eu posso ajudar mais o time. Temos que sentar, olhar os números, ver com calma o jogo. E precisamos fazer mais. Temos consciência de que o time joga mais. Viemos de partidas boas contra o Cruzeiro. Então esse é um jogo para aprender e acertar o que fizemos de errado".

Pelo lado vencedor, o oposto Alan, maior pontuador do confronto, com 14 acertos, exaltou a força do conjunto para este primeiro êxito na final.

"O jogo foi bem apertado, mas todo mundo se saiu bem. (…) Todos os jogadores estão sendo importantes. O Gustavão, o Lipe, o Lucas Loh… Então fica muito difícil para a outra equipe nos marcar. Assim, fica mais fácil para eu me destacar nos jogos", disse o atleta, que ocupa a segunda posição entre os maiores pontuadores do campeonato com 418 acertos.

As equipes voltarão a se enfrentar no próximo sábado (27), às 21h30, no ginásio do Abaeté, em Taubaté. O confronto terá transmissão do SporTV2.

Curta o Saída de Rede no Facebook!

Siga-nos no Twitter:@saidaderede

Sobre a autora

Carolina Canossa - Jornalista com experiência de dez anos na cobertura de esportes olímpicos, com destaque para o vôlei, incluindo torneios internacionais masculinos e femininos.

Sobre o blog

O Saída de Rede é um blog que apresenta reportagens e análises sobre o que acontece no vôlei, além de lembrar momentos históricos da modalidade. Nosso objetivo é debater o vôlei de maneira séria e qualificada, tendo em vista não só chamar a atenção dos fãs da modalidade, mas também de pessoas que não costumam acompanhar as partidas regularmente.