Topo
Saída de Rede

Saída de Rede

Em jogo emocionante, Minas abre 1 a 0 na final da Superliga feminina

Carolina Canossa

21/04/2019 13h40

Garay se machucou quando o Praia tinha 24 a 23 no primeiro set (Foto: Wander Roberto/Inovafoto/CBV)

Campeão da Superliga feminina pela última vez há 17 anos, o Itambé Minas deu um importante passo de volta ao ponto mais alto do pódio da competição neste domingo de Páscoa (21). Em duelo realizado no ginásio do Mineirinho, em Belo Horizonte, a equipe comandada pelo italiano Stefano Lavarini abriu 1 a 0 na série melhor-de-três ao fazer 3 sets a 2 sobre o Praia, com parciais de 28-26, 25-22, 17-25, 17-25 e 15-06.

O Minas contou com um incidente para chegar ao resultado positivo: uma das principais estrelas do time de Uberlândia, Fernanda Garay torceu o tornozelo direito ao pisar no pé de Mara ao tentar um bloqueio no fim do primeiro set, saindo de quadra carregada. Com um inchaço muito grande no local, a campeã olímpica foi obrigada a acompanhar o restante da partida no banco de reservas e ainda fará exames para saber a gravidade da lesão.

Enganou-se, porém, aqueles que pensaram que a perda seria decisiva para as pretensões da equipe de Uberlândia na partida: valente e com um excelente trabalho no bloqueio, o Praia pouco a pouco foi minando a confiança das adversárias, levando o confronto para o tie-break. Foi aí que o Minas voltou a brilhar: com a reserva Mayani bloqueando bem, uma importante e decisiva vantagem de 7 a 1 foi aberta em poucos minutos, sendo fundamental para o resultado final.

No próximo jogo, programado para sexta-feira (26) às 21h30 (horário de Brasília), em Uberlândia, a vitória será essencial caso o Praia queira repetir o título da temporada passada. Se necessária, uma terceira partida acontecerá em 3 de maio novamente no Mineirinho para definir o campeão.

FAWCETT E COCO BRILHAM, MAS NÃO É SUFICIENTE

Apesar do histórico de quatro derrotas em cinco jogos contra o Minas nesta temporada – incluindo as finais dos Campeonatos Sul-americano, Mineiro e da Copa Brasil -, o Praia não se intimidou nos primeiros minutos do confronto deste domingo. Forçando o saque na líbero Léia e com um bloqueio bastante agressivo, as comandadas do técnico Paulo Coco pressionaram o Minas desde o início, só não conseguindo uma vantagem mais confortável porque apenas a oposta Nicole Fawcett tinha um bom aproveitamento no ataque.

A americana, aliás, manteve a excelente performance ao longo de toda a partida, terminando como a maior pontuadora, com 30 acertos. Já no Minas, a levantadora Macris tinha à disposição um leque maior de opções, apostando especialmente na também oposta Bruna Honório e na ponteira Gabi.

Não há como negar o baque momentâneo da lesão de Garay no Praia, visto que, no momento do ocorrido, o Praia tinha o set point da primeira parcial (24-23). A saída forçada de uma jogadora do nível da ponteira, o time de Uberlândia não só tomou a virada no set como também acabou superado na etapa seguinte, por 25 a 22.

Foi então que brilhou a estrela de Paulo Coco. Com as reservas Michelle e Ellen de ponteiras (a titular Michelle não estava bem no ataque), um saque que incomodou demais a recepção adversária e um bloqueio extremamente acertado, o Praia voltou para o jogo, ganhando o terceiro set com facilidade. No quarto, o roteiro se repetiu, com as jogadoras do Minas apresentando falhas banais em todos os fundamentos, especialmente no ataque.

MINAS VAI COM TUDO NO TIE-BREAK

O momento era todo do Praia, mas novamente o improvável aconteceu: com a jovem Mayany no lugar de Mara, que sentiu câimbras, foi o Minas quem detonou no bloqueio, abrindo rapidamente 7 a 1 no placar. A concentração de bolas em Fawcett pesou, o time de Uberlândia não conseguiu encaixar uma boa sequência e saiu de quadra derrotado. Resta saber o quanto a decepção de não conseguir concretizar a virada e a possível ausência de Garay vão pesar não só para o Praia como para o Minas no próximo jogo.

*Ao contrário do informado anteriormente, Nicole Fawcett marcou 30 e não 29 pontos

Curta o Saída de Rede no Facebook!

Siga-nos no Twitter:@saidaderede

Sobre a autora

Carolina Canossa - Jornalista com experiência de dez anos na cobertura de esportes olímpicos, com destaque para o vôlei, incluindo torneios internacionais masculinos e femininos.

Sobre o blog

O Saída de Rede é um blog que apresenta reportagens e análises sobre o que acontece no vôlei, além de lembrar momentos históricos da modalidade. Nosso objetivo é debater o vôlei de maneira séria e qualificada, tendo em vista não só chamar a atenção dos fãs da modalidade, mas também de pessoas que não costumam acompanhar as partidas regularmente.

Blog Saída de Rede