Topo
Saída de Rede

Saída de Rede

América Vôlei “engrossa” lista de problemas da Superliga masculina

Janaína Faustino

19/11/2019 06h00

Equipe mineira admitiu que está enfrentando dificuldades financeiras na Superliga masculina (Foto: América Vôlei/Divulgação)

Nem bem começou e a Superliga masculina de vôlei já tropeça em obstáculos. Além da deserção do Botafogo, antes mesmo do início da competição, e da lastimável participação do Ponta Grossa Vôlei – substituto do time carioca – na segunda rodada, chegou a vez do América Vôlei, de Montes Claros (MG), anunciar que deu "carta branca" aos jogadores com os quais mantinha vínculo para buscarem outros clubes.

Em comunicado divulgado nesta segunda-feira (18), o clube admitiu que não dispõe de recursos financeiros para bancar a participação na Superliga. O América alega que, para manutenção da temporada 2019/2020, se estruturou com o Projeto de Lei de Incentivo do Estado de Minas Gerais e com dois projetos de Lei de Incentivo ao Esporte Federal.

Entretanto, segundo o time do Norte de Minas, na quarta-feira (6), a comissão de avaliação da Lei de Incentivo Federal rejeitou o projeto que previa justamente o custeio de bolsas de incentivo ao esporte para os jogadores. Como resposta, o clube entrará com um recurso no próximo mês requerendo a liberação dos valores já acertados.

"Diante dos fatos expostos, para não cometermos os mesmos erros de outras equipes do presente e do passado no voleibol, informamos aos atletas que são custeados por nós que, em função da não liberação destes recursos para utilização, estes teriam liberdade de buscarem outro clube que garantisse o sustento deles e de suas famílias", informou a nota, se valendo do fato de que o regulamento da Superliga permite que os profissionais troquem de clube dentro da mesma divisão até a realização da quinta rodada, prevista para ocorrer nos dias 30 de novembro e 1 de dezembro.

Este, no entanto, não é o primeiro imbróglio no qual se envolve a equipe. A própria realização de sua inscrição – confirmada pela Confederação Brasileira de Vôlei (CBV) – nesta Superliga foi bastante polêmica. Para quem não lembra, a equipe de Montes Claros "alugou" sua vaga para o Corinthians-Guarulhos na temporada passada.

No entanto, de acordo com as regras do Fair Play financeiro da Superliga, para que a inscrição fosse validada seria necessário que o Corinthians apresentasse um termo com a assinatura dos atletas, comprovando o pagamento dos salários atrasados. Como não foram remunerados, os profissionais se recusaram. Montes Claros, então, abriu processo contra os profissionais e teve a sua inscrição avalizada pela CBV.

Para esta temporada, o América assegura que não dispensou nenhum atleta e que apenas deixou os profissionais livres para seguirem o caminho que desejarem. A nota ainda complementa que, em caso de saída, o projeto buscará suprir tais perdas de acordo com os recursos disponíveis.

Leia mais:

Ouça no Voleicast #12: o equilíbrio de forças da Superliga masculina 2019/2020

Joia da Argentina, Matías Sanchez comemora a chance de jogar no Sesc-RJ

Confira abaixo a íntegra da nota do América Vôlei:

O América Vôlei, para estruturação e organização financeira nesta temporada 2019/20, se organizou com o Projeto de Lei de Incentivo do Estado de Minas Gerais e com outros dois Projetos de Lei de Incentivo Esporte Federal, todos aprovados e com recursos captados já nas contas do projeto. As Leis de Incentivo ao Esporte possibilitam a destinação, por parte de pessoas físicas ou jurídicas, de um percentual do Imposto de Renda para o desenvolvimento e aprimoramento das atividades desportivas no Brasil.

Dentre os projetos supracitados, dois foram colocados em execução e tiveram suas autorizações pelos órgãos competentes. Todas as despesas contidas nos mesmos garantem a estrutura necessária para a manutenção da equipe, pagamentos de salários em dia da Comissão Técnica, moradia e alimentação dos atletas, além de outros itens descritos.

O terceiro projeto contém as bolsas de incentivo ao esporte para os atletas, referente à Lei de Incentivo Federal. Mesmo com os recursos para custeamento dessa despesa já disponíveis nas contas do clube, infelizmente, no último dia 06 deste mês, devido à negativa de alguns ajustes solicitados por nós, este projeto foi rejeitado pela comissão de avaliação da Lei de Incentivo Federal. Como resposta imediata, já preparamos o recurso para a próxima reunião, marcada para o final do mês, solicitando assim a liberação imediata para utilização dos valores captados.

Diante dos fatos expostos, para não cometermos os mesmos erros de outras equipes do presente e do passado no voleibol, informamos aos atletas que são custeados por nós que, em função da não liberação destes recursos para utilização, estes teriam liberdade de buscarem outro clube que garantisse o sustento deles e de suas famílias. Os atletas agradeceram pela sinceridade e pela transparência no qual o fato foi tratado. Um dos pilares deste projeto, desde que voltou à Montes Claros, é a verdade.

Ao longo desses anos de projeto em Montes Claros, nosso objetivo sempre foi honrar todos os nossos compromissos, sendo claros, diretos e transparentes com todos aqueles que aqui já passaram.

Em nenhum momento houve dispensa de algum atleta, mas demonstramos preocupação com o presente e futuro dos que aqui estão, principalmente porque, conforme regulamento da Superliga, estes teriam até a quinta rodada para mudarem de clube da mesma divisão. Todas as informações acima podem ser confirmadas pelos próprios atletas.

Caso ocorra alguma saída, informaremos a todos, buscando o melhor para o atleta nesta conjuntura. O América Vôlei, neste caso, buscará a rápida reposição das peças dentro das condições da equipe no momento.

Nossas forças estão todas concentradas para a resolução desta situação, para que possamos representar Montes Claros da melhor forma possível.

Siga o Voleicast no Instagram: @voleicast

Curta o Saída de Rede no Facebook!

Siga-nos no Twitter: @saidaderede

Sobre a autora

Carolina Canossa - Jornalista com experiência de dez anos na cobertura de esportes olímpicos, com destaque para o vôlei, incluindo torneios internacionais masculinos e femininos.

Sobre o blog

O Saída de Rede é um blog que apresenta reportagens e análises sobre o que acontece no vôlei, além de lembrar momentos históricos da modalidade. Nosso objetivo é debater o vôlei de maneira séria e qualificada, tendo em vista não só chamar a atenção dos fãs da modalidade, mas também de pessoas que não costumam acompanhar as partidas regularmente.

Blog Saída de Rede