Topo
Saída de Rede

Saída de Rede

Douglas Souza se destaca e Taubaté impõe nova derrota ao Sesc-RJ

Janaína Faustino

20/02/2019 21h57

Equipe de Taubaté venceu o Sesc de virada em um jogo emocionante no Rio (Foto: Rafinha Oliveira/EMS Taubaté Funvic)

O confronto direto entre Sesc-RJ e EMS Taubaté Funvic, dois dos favoritos ao título da Superliga masculina de vôlei, marcou a 7ª rodada do returno nesta quarta-feira (20), na Jeunesse Arena (RJ). E, aprofundando ainda mais a queda no rendimento, os donos da casa levaram a pior no duelo, perdendo para a equipe do Vale do Paraíba de virada por 3 sets a 2, com parciais de 25-22, 23-25, 25-21, 30-32 e 12-15.

Vale ressaltar que ambos os times passam por momentos semelhantes na Superliga. Enquanto a equipe carioca vive uma fase ruim, colecionando quedas e resultados negativos na temporada, Taubaté também vem se esforçando para superar um período conturbado, motivado por eliminações e atuações irregulares que levaram à demissão do técnico argentino Daniel Castellani. Com Ricardo Navajas, o time do interior paulista aposta em uma retomada do caminho na competição.

Assim, com a vitória, o time do Vale do Paraíba somou 41 pontos, estando a 4 do líder Sada Cruzeiro. Já a equipe de Giovane Gávio permanece na quarta colocação, com 36.

Em um começo de partida disputado ponto a ponto, as falhas nas ações ofensivas e no saque da equipe taubateana foram determinantes para a vitória dos donos da casa na primeira parcial. Além disso, demonstrando instabilidade e insegurança também no sistema bloqueio-defesa, o time do Vale do Paraíba não conseguiu parar as cortadas do oposto Wallace, que esteve muito bem no set, colocando 7 bolas no chão somente neste set.

Leia mais:

Ponteiro Djalma afirma que Sesc-RJ vive um momento de insegurança na temporada

O que não deu certo em Taubaté com Daniel Castellani?

Classificados da Superliga masculina estão praticamente definidos

Com foco e reeducação alimentar, Carol Albuquerque segue jogando aos 41 anos

O equilíbrio voltou a dar a tônica no segundo set. Contudo, a equipe visitante voltou a ceder pontos ao adversário em momentos cruciais da parcial. Mesmo quando conseguia abrir uma pequena vantagem no placar, o time paulista voltava a oscilar, permitindo a recuperação carioca. Destaque negativo para o ponteiro Lucarelli, uma das principais armas ofensivas de Taubaté, que ainda luta para voltar à melhor forma física e técnica.

A virada de Taubaté na parcial, contudo, ocorreu a partir do crescimento no saque, colocando a linha de passe carioca em dificuldades e, sobretudo, com as mudanças do técnico Navajas, que escalou Douglas Souza no lugar de Lucarelli e o central Otávio – voltando de contusão -, que substituiu Renan. E foi justamente o ponteiro campeão olímpico quem decidiu o set a favor da equipe taubateana com dois ataques pela entrada de rede.

Mais agressivos e eficientes no serviço, os times tiveram boas passagens na terceira parcial. No entanto, os cariocas levaram a melhor no fundamento. Oscilantes, os comandados de Navajas não souberam manter a regularidade nos fundamentos. Com isso, o Sesc se aproveitou dos erros de recepção e de saque do rival para retomar o controle da partida. Os paulistas também falharam no sideout e desperdiçaram contra-ataques importantes na reta final do set. E foi em um erro de saque de Lucarelli, de volta ao confronto, que o time de Giovane Gavio abriu 2 a 1 no jogo.

Os visitantes chegaram a construir uma pequena vantagem de três pontos na quarta parcial, mas os donos da casa empataram com uma estratégia de saque forçado. O levantador Thiaguinho conseguiu fazer uma boa distribuição, acionando seus centrais Aracaju e Thiago Barth nas bolas rápidas de meio, e seus companheiros Wallace e Penchev nas extremidades.

Equipe de Taubaté chegou aos 41 pontos na Superliga (Foto: Erbs Jr)

Entretanto, em um final de parcial emocionante, extremamente equilibrado e decidido nos detalhes, Taubaté soube ser eficiente no saque e no sideout, levando a partida para o tie-break com uma participação importante dos ponteiros Lucarelli e, principalmente, Douglas Souza, que brilhou em momentos cruciais do confronto.

Os paulistas começaram o último set mais confiantes, sendo decisivos na virada de bola. O sistema defensivo também funcionou, gerando contra-ataques bem aproveitados. O bloqueio também apareceu na reta final da parcial, parando e intimidando o oposto Wallace, que vinha virando sendo o destaque carioca no ataque. E o ponteiro Douglas Souza voltou a ter um desempenho fundamental no set, ajudando a levar o time do interior paulista à segunda vitória consecutiva sob o comando de Ricardo Navajas.

Além do atacante da saída de rede carioca, maior pontuador do confronto com 28 pontos, vale mencionar a performance do búlgaro Penchev, que colocou 20 bolas no chão. Pelo lado vencedor, destaque para o oposto Abouba, que fez ótima partida, anotando 23, e para Douglas, que saiu do banco para fazer 19.

Curta o Saída de Rede no Facebook!

Siga-nos no Twitter: @saidaderede

Sobre a autora

Carolina Canossa - Jornalista com experiência de dez anos na cobertura de esportes olímpicos, com destaque para o vôlei, incluindo torneios internacionais masculinos e femininos.

Sobre o blog

O Saída de Rede é um blog que apresenta reportagens e análises sobre o que acontece no vôlei, além de lembrar momentos históricos da modalidade. Nosso objetivo é debater o vôlei de maneira séria e qualificada, tendo em vista não só chamar a atenção dos fãs da modalidade, mas também de pessoas que não costumam acompanhar as partidas regularmente.