Topo
Saída de Rede

Saída de Rede

Instável, Minas vence e Praia estreia com tranquilidade no Mundial

Carolina Canossa

04/12/2018 06h35

O bloqueio foi uma das armas do Dentil Praia Clube contra o frágil time tailandês (Fotos: Divulgação/FIVB)

Por Janaina Faustino

Em uma estreia relativamente tranquila no Campeonato Mundial de Clubes de vôlei feminino, o Dentil Praia Clube não teve grandes dificuldades para vencer o inexpressivo Supreme Chonburi, da Tailândia, por 3 sets a 0, com parciais de 22-25, 16-25 e 14-25, na madrugada desta terça-feira (4), em Shaoxing, na China. Com o resultado, o time de Uberlândia somou 3 pontos na tabela de classificação do grupo B. Na outra chave, o Minas Tênis Clube, em uma partida tecnicamente ruim, sofreu muito, mas bateu o aguerrido Volero Le Cannet por 3 sets a 2 (17-25, 25-20, 25-16, 17-25 e 16-14), marcando 2 pontos.

Apesar de ter passado por alguns momentos de instabilidade no passe provocados pelo saque flutuante tailandês, sobretudo no primeiro set, a equipe de Paulo Coco apresentou bom volume de jogo em praticamente toda a partida e teve paciência para impor seu ritmo frente a um adversário cuja força motriz está no sistema defensivo. Seguro, o time soube conter o ímpeto rival mesmo quando as adversárias ameaçavam equilibrar o jogo. Vale mencionar, por outro lado, algumas falhas técnicas cometidas pela levantadora Carli Lloyd, especialmente nesta primeira parcial, com as bolas rápidas de meio com a central Fabiana, apontando ainda a falta de um ajuste mais apurado. No decorrer do confronto, contudo, a construção das jogadas da norte-americana com suas atacantes se deu de maneira menos problemática.

Também procurando forçar o saque, o time do Triângulo Mineiro manteve a regularidade e conseguiu minar a recepção asiática. Com isso, sem o passe nas mãos, a levantadora Poomjaroen não foi feliz na distribuição das jogadas, o que facilitou o bloqueio praiano (foram 10 pontos somente neste fundamento). A armadora Lloyd, em oposição, tirando proveito de uma recepção mais constante a partir da segunda parcial buscou uma distribuição igualitária, pondo todas as suas atacantes para jogar.

Deste modo, em um jogo com vários ralis, as comandadas de Paulo Coco conseguiram se sair bem taticamente e demonstraram concentração para colocar as bolas no chão, contando com a ineficiência do atual campeão asiático na construção dos contra-ataques. Isso porque as tailandesas trabalhavam muito bem na defesa, subindo diversas bolas importantes, mas falhavam em demasia na conclusão. Para se ter uma ideia da fragilidade do time nas ações ofensivas, a maior pontuadora do Chonburi foi a central Thinkaow, com 12 acertos. Já Apinyapong e Srithong, atacantes da entrada de rede, anotaram, juntas, apenas 15 pontos. Pelo lado brasileiro, a ponteira Fernanda Garay e a meio-de-rede Carol foram as maiores pontuadoras, com 13 bolas no chão, cada uma. Logo em seguida, apareceu a oposta norte-americana Fawcett, com 12 pontos (ao total, foram 46 a 32 para o Praia no ataque).

Trentino bate Civitanova, de Bruno e Leal, e é penta no Mundial de Clubes

Má organização e falta de estrutura fazem Superliga passar vergonha

Com um desempenho de altos e baixos ao longo do confronto contra o Le Cannet, o Minas conseguiu vencer por 3 a 2

Na chave A, enfrentando graves problemas na recepção e demonstrando nervosismo, o Minas sofreu bastante na primeira parcial com o saque forçado francês. A armadora Macris, sem o passe A e também oscilando muito na distribuição, precisou se deslocar na quadra em busca da melhor combinação ofensiva. Deste modo, com as bolas altas e mais lentas pelas extremidades, o bloqueio francês funcionou muito bem (foram 4 pontos neste primeiro set e 21 no total contra 12 da equipe brasileira). Além disso, cedendo pontos em excesso ao rival e com dificuldade na virada de bola, as brasileiras chegaram a estar perdendo por 20 a 14, sendo completamente dominadas pelas europeias.

Sacando com mais eficiência, o time de Stefano Lavarini conseguiu vencer o segundo set, utilizando-se também dos erros cometidos pelo rival no ataque e na recepção. Melhor nos contra-ataques, contou ainda com o crescimento da oposta Bruna Honório, que pontuou em momentos complicados da parcial. Pelo lado europeu, a armadora Eva Mori, imprimindo um ritmo de jogo bem acelerado, se valeu muito da força de ataque da jovem oposta cubana Heidy Casanova, que, sobrecarregada, passou a ter mais problemas na virada de bola. Ainda assim, foi a maior pontuadora do jogo com 25 acertos. A mesma contundência nas ações ofensivas e no sistema defensivo foi mostrada na terceira parcial, quando o time de Belo Horizonte chegou a abrir 19 a 12 no placar, ampliando a vantagem sem esforço.

Entretanto, com muitos altos e baixos, as brasileiras favoreceram o crescimento do tradicional Volero, que chegou a marcar 12 a 6 na quarta parcial. Apresentando um jogo tecnicamente muito ruim, o time mineiro se perdeu novamente no passe e pecou no sistema defensivo, o que propiciou o empate francês no confronto. Em um tie-break imprevisível, as comandadas de Lavarini começaram novamente com mais agressividade e virando bolas certeiras com Bruna Honório, que anotou 17 pontos, e principalmente Carol Gattaz, que colocou 19 bolas no chão em todo o duelo, sendo decisiva no set final. Com 14 a 11, o time voltou a oscilar, desperdiçando match points, e permitiu que as europeias empatassem a parcial. Mas, com um ataque de Bruna Honório, o Minas conquistou a vitória, fechando o jogo em 16 a 14.

Curta o Saída de Rede no Facebook!

Siga-nos no Twitter: @saidaderede

Sobre a autora

Carolina Canossa - Jornalista com experiência de dez anos na cobertura de esportes olímpicos, com destaque para o vôlei, incluindo torneios internacionais masculinos e femininos.

Sobre o blog

O Saída de Rede é um blog que apresenta reportagens e análises sobre o que acontece no vôlei, além de lembrar momentos históricos da modalidade. Nosso objetivo é debater o vôlei de maneira séria e qualificada, tendo em vista não só chamar a atenção dos fãs da modalidade, mas também de pessoas que não costumam acompanhar as partidas regularmente.