Topo
Saída de Rede

Saída de Rede

Gabi avisa torcida: “Estamos prontas para buscar o título do Mundial"

Carolina Canossa

28/09/2018 17h41

Gabi diz que seleção feminina aprendeu com os problemas mostrados até agora na temporada (Fotos: Divulgação/FIVB)

Gabriela Guimarães tem apenas 24 anos, mas já pode ser considerada uma veterana da seleção brasileira feminina de vôlei. Com três títulos de Grand Prix, uma prata na Copa dos Campeões e uma participação olímpica no currículo, a ponteira é uma das lideranças da equipe que, a partir deste sábado (29), inicia a busca do inédito título do Campeonato Mundial, torneio no qual ela já tem uma medalha, o bronze na edição 2014.

Em entrevista exclusiva ao Saída de Rede, Gabi falou sobre as possibilidades do Brasil subir ao ponto mais alto do pódio após uma temporada oscilante, na qual a seleção acumula duas quartas colocações, uma na Liga das Nações (antigo Grand Prix) e outra no torneio amistoso Montreux Volley Masters. Para ela, os treinos das últimas semanas devem se traduzir em melhores atuações no Japão.

"Cada campeonato é único. Muitas vezes favoritos perdem e surpresas vencem. A gente se preparou da melhor forma possível, nos dedicamos a cada treinamento e estamos prontas para dar 100% e buscar esse título que a torcida e a gente quer muito. Ao longo dessas duas competições passamos por altos e baixos, tivemos que lidar com lesões, mas tenho certeza que aprendemos muito com as derrotas também. Saímos fortalecidas destas competições. Agora tivemos um bom período de treinamento e estamos confiantes", afirmou a atleta.

Brasil bate reservas dos EUA e encaram a Sérvia na semi do Mundial masculino

Na visão da jogadora, os problemas vistos até agora na linha de passe podem ser justificados justamente pelo pouco tempo de treinamento que a equipe teve antes da Liga das Nações e do Montreux. "Mas acho que isso já ficou para trás. Pudemos avaliar o que fizemos de bom, de ruim e treinamos para ajustar os pontos sensíveis. Toda nossa temporada foi visando o Campeonato Mundial. Queríamos chegar aqui na melhor forma possível. Tivemos uma semana de aclimação ao fuso horário, estamos ambientadas com a alimentação e agora queremos entrar em quadra e jogar o nosso melhor. Tenho certeza que não vai faltar vontade para esse grupo", destacou.

Para a jogadora, China e EUA são os favoritos ao título no Mundial do Japão

CANDIDATOS À TAÇA

Ao analisar o equilíbrio de forças do Mundial, Gabi admite que o Brasil não entra na competição como favorito. "Com certeza China e EUA se sobressaem. São equipes que possuem talentos individuais que podem fazer a diferença a qualquer momento. São realmente diferenciadas. Acho que os dois países estão à frente dos demais. No segundo pelotão tem Brasil, Rússia, Turquia, Itália, Sérvia… Enfim, vai ser muito nivelado. A República Dominicana também é um time que sempre inspira cuidado. Vamos enfrentar na primeira fase e a gente precisa ter atenção. Cada jogo é uma final", analisou.

Para ela, a melhor tática é focar apenas no próximo jogo: "Vamos pensar fase a fase. Não adianta pensar lá na frente agora. Primeiro objetivo é fazer a melhor campanha possível na primeira fase. E dando tudo certo, passamos a pensar na segunda".

Curta o Saída de Rede no Facebook!

Siga-nos no Twitter: @saidaderede

A volta de jogadoras importantes, como Dani Lins, Fernanda Garay, Natália e Thaísa, é apontada por Gabi como mais um dos motivos para a torcida ficar otimista. "A confiança e a experiência delas nos ajudam e acho que agora estamos com um grupo mais completo, coeso e com mais tempo de treinamento. Recuperamos jogadoras importantes, e isso com certeza vai nos ajudar a conquistar resultados",afirmou.

O SporTv 2 transmite o Mundial feminino de vôlei. Confira a programação do canal para a primeira semana de disputas:

Sábado (29)
1h40 – Porto Rico x Brasil

Domingo (30)
1h40 – Brasil x República Dominicana
7h20 – Turquia x China

Segunda (1)
7h20 – Sérvia x Brasil

Terça (2)
7h20 – EUA x Coreia do Sul

Quarta (3)
7h20 – Quênia x Brasil

Quinta (4)
7h20 – Brasil x Cazaquistão

Sobre a autora

Carolina Canossa - Jornalista com experiência de dez anos na cobertura de esportes olímpicos, com destaque para o vôlei, incluindo torneios internacionais masculinos e femininos.

Sobre o blog

O Saída de Rede é um blog que apresenta reportagens e análises sobre o que acontece no vôlei, além de lembrar momentos históricos da modalidade. Nosso objetivo é debater o vôlei de maneira séria e qualificada, tendo em vista não só chamar a atenção dos fãs da modalidade, mas também de pessoas que não costumam acompanhar as partidas regularmente.