PUBLICIDADE
Topo

Saída de Rede

Reunião define decisão da Superliga Feminina em melhor de três jogos

Carolina Canossa

29/08/2018 16h30

A próxima edição do campeonato terá todo o playoff disputado em melhor de três partidas, incluindo a final(Crédito: Alexandre Loureiro/Inovafoto/CBV)

Por Daniel Rodrigues

Uma reunião realizada em São Paulo na tarde desta terça-feira (28) definiu alterações importantes para a Superliga Feminina 2018/2019. 12 equipes que participarão do torneio estiveram presentes no evento: Dentil/Praia Clube (MG), Sesc (RJ), Minas Tênis Clube (MG), Osasco/Audax (SP), Hinode Barueri (SP), Pinheiros (SP), Sesi Vôlei Bauru (SP), Fluminense (RJ), São Cristóvão Saúde/São Caetano (SP), BRB/Brasília (DF), Balneário Camboriú (SC) e Curitiba Vôlei (PR), além do superintendente e a gerente de competições de quadra da Confederação Brasileira de Voleibol, Renato D'Avila e Cilda D'Angelis.

Leia também: Estrangeiras invadem Superliga 2018/2019 e abrilhantam a edição

Mercado: mineiros saem frente, grande estrela é do Sesc e Bauru cresce

Desejo antigo de muitas atletas, torcedores e clubes, a próxima edição do campeonato terá todo o playoff disputado em melhor de três partidas, incluindo a final. Na temporada 2017/2018, o título foi decidido no golden set, após uma vitória para o Sesc-RJ e outra para o Dentil/Praia Clube, com as mineiras levando a melhor na parcial desempate. No naipe masculino, o Sada Cruzeiro derrotou o Sesi-SP por dois jogos a zero, sem a necessidade do super set –  ainda não houve a definição se os homens também disputarão o título em três jogos a partir de agora.

Satisfeito, Renato D´Ávila analisou as mudanças para a vigésima quinta Superliga. "Contamos com a presença de todos os 12 participantes, os 10 classificados da temporada passada, mais os dois times que vieram da Superliga Série B (Balneário Camboriú e Curitiba Vôlei). Podemos considerar este um dia histórico de mudanças na competição porque foi aprovado pelos clubes o playoff melhor de três em todas as etapas de finais e essa é uma condição que não acontecia há muitos anos. Tivemos ainda a decisão por outras mudanças como a premiação das melhores atletas da temporada, já que, ao invés de definirmos as melhores por fundamento, a plenária achou por bem aprovar a montagem da seleção do campeonato", pontuou o dirigente.

O campeonato está programado para começar em meados de novembro e o playoff final está previsto para acontecer nos dias 20 e 27 de abril, e, caso haja necessidade, com o duelo desempate no dia 4 de maio.

Curta o Saída de Rede no Facebook!

Siga-nos no Twitter: @saidaderede

Sobre a autora

Carolina Canossa - Jornalista com experiência de dez anos na cobertura de esportes olímpicos, com destaque para o vôlei, incluindo torneios internacionais masculinos e femininos.

Sobre o blog

O Saída de Rede é um blog que apresenta reportagens e análises sobre o que acontece no vôlei, além de lembrar momentos históricos da modalidade. Nosso objetivo é debater o vôlei de maneira séria e qualificada, tendo em vista não só chamar a atenção dos fãs da modalidade, mas também de pessoas que não costumam acompanhar as partidas regularmente.

Blog Saída de Rede