Saída de Rede

Fãs se revoltam após TVs ignorarem jogos da seleção brasileira de vôlei

Carolina Canossa

07/09/2017 06h00

É melhor rir do que chorar: torcedor faz piada com a dificuldade em ver a Copa dos Campeões (Fotos: Reprodução)

A Copa dos Campeões é a última oportunidade de ver as seleções brasileiras em ação no ano de 2017, mas nem isso foi o suficiente para as principais emissoras esportivas do Brasil chegarem a um acordo com a FIVB (Federação Internacional de Vôlei) visando a transmissão do torneio. Nem mesmo o SporTV, veículo que tradicionalmente mais mostra a modalidade por aqui, está disponibilizando os jogos em algum de seus três canais de TV a cabo.

Em tempos de streaming e internet de alta velocidade, acompanhar os duelos não é tarefa impossível. Para a Copa dos Campeões, por exemplo, basta acessar o canal da FIVB no YouTube para ver as partidas ao vivo. Porém, assistir aos embates em uma tela menor e sem narração/comentários em português não é o cenário ideal, especialmente para um esporte que visa ser o número dois em popularidade no país, atrás somente do imbatível futebol.

Direitos de transmissão da Globo impedem Brasil de ver vôlei no YouTube

Unilever patrocinado o Praia Clube? Entenda como isso vai acontecer

Não por acaso, as redes sociais se tornaram palco das reclamações de diversos fãs de vôlei. Ao publicar a notícia da vitória brasileira na estreia contra a Rússia, a página do SporTv no Facebook foi inundada de comentários criticando a ausência da Copa dos Campeões da grade de programação. “Lembraram do vôlei? ???? Vergonha desse canal que transmite reprise de jogos da série B mas não dá o devido espaço para o esporte mais vitorioso do país” e ” SporTV uaaau como vcs ficaram sabendo do resultado desse jogo? Ah, já sei, foi por assistir a transmissão da FIVB igual a mim e a tds os outros torcedores do volei brasileiro, né…” foram alguns dos comentários postados.

Página do SporTv no Facebook recebeu diversas reclamações de fãs de vôlei

Memes foram criados e até mesmo uma proposta de abaixo-assinado está sendo discutida entre fãs em grupos sobre vôlei na internet. Os números no YouTube também deixam claro a popularidade do esporte: mesmo com pouca divulgação e confrontos na madrugada, as partidas entre Brasil x Rússia e Brasil x China pela Copa dos Campeões feminina somavam 282 mil visualizações até a noite desta quarta-feira (6). São, até o momento, os duelos mais populares da competição no canal mantido pela FIVB.

Procurado pelo Saída de Rede, o SporTv afirmou que não está exibindo os jogos da Copa dos Campeões por não ter os direitos de transmissão, mas, apesar de não ter explicado o motivo pelo qual isso ocorreu, reforçou seu compromisso com o vôlei: “A modalidade continua sendo foco de nossa programação. Esse ano não chegamos a um acordo com a Federação Internacional de Vôlei para essa competição. O canal segue com a cobertura e exibição dos eventos da Confederação Brasileira de Vôlei e com a transmissão das principais competições  internacionais como o Mundial de Vôlei Masculino e Feminino”**.

Consultada, a FIVB afirmou que o pacote de transmissões de seus torneios adquirido pela Globo não contempla a Copa dos Campeões e que nenhuma outra emissora a procurou para comprar o direito de passar a edição 2017 do campeonato*.

Torcida tem se organizado para subir hashtags e fazer memes contra o canal esportivo

ESPN também é alvo de críticas

A recente ira dos fãs de vôlei não se limita ao canal esportivo das Organizações Globo. A decisão da ESPN em relegar praticamente todo o Campeonato Europeu de vôlei masculino ao canal ESPN Extra (disponível apenas na Sky) e ao Watch ESPN (disponível somente pela internet) também gerou muitas críticas – a exceção ficou por conta da abertura, entre Polônia e Sérvia. Neste caso específico, tal escolha foi uma decisão da direção da emissora, que prioriza jogos de futebol europeu, NBA e NFL em sua grade de programação, relegando as demais modalidades ao segundo plano.

Diante deste cenário, cabe aos dirigentes do vôlei brasileiro fazerem uma reflexão sobre os motivos pelos quais os canais estão deixando a modalidade de lado mesmo com tamanha popularidade no país. Caso isso não seja feito, corre-se o risco de, a longo prazo, o vôlei se tornar um esporte de nicho, com uma enorme redução nos investimentos e na formação de atletas. Consequentemente, os bons resultados obtidos por brasileiros vão diminuir até quase desaparecer. Aí, talvez seja tarde demais para reclamar.

Curta o Saída de Rede no Facebook!

Siga-nos no Twitter: @saidaderede

*Atualizado com a resposta da FIVB às 11h23 de 07/09
** Atualizado com a resposta do SporTv em 08/09 às 17h17

Sobre o autor

Carolina Canossa - Jornalista com experiência de dez anos na cobertura de esportes olímpicos, com destaque para o vôlei, incluindo torneios internacionais masculinos e femininos. João Batista Junior - Já cobriu campeonatos mundiais e a Liga Mundial. Sidrônio Henrique - Trabalhou para publicações da Europa e da América do Norte, produziu conteúdo para a Federação Internacional de Vôlei (FIVB).

Sobre o blog

O Saída de Rede é um blog que apresenta reportagens e análises sobre o que acontece no vôlei, além de lembrar momentos históricos da modalidade. Nosso objetivo é debater o vôlei de maneira séria e qualificada, tendo em vista não só chamar a atenção dos fãs da modalidade, mas também de pessoas que não costumam acompanhar as partidas regularmente.

ID: {{comments.info.id}}
URL: {{comments.info.url}}

Ocorreu um erro ao carregar os comentários.

Por favor, tente novamente mais tarde.

{{comments.total}} Comentário

{{comments.total}} Comentários

Seja o primeiro a comentar

{{subtitle}}

Essa discussão está encerrada

Não é possivel enviar novos comentários.

{{ user.alternativeText }}
Avaliar:
 

* Ao comentar você concorda com os termos de uso. Os comentários não representam a opinião do portal, a responsabilidade é do autor da mensagem. Leia os termos de uso

Escolha do editor

{{ user.alternativeText }}
Escolha do editor

Blog Saída de Rede
Blog Saída de Rede
Blog Saída de Rede
Blog Saída de Rede
Blog Saída de Rede
Blog Saída de Rede
Blog Saída de Rede
Blog Saída de Rede
Blog Saída de Rede
Blog Saída de Rede
Blog Saída de Rede
Blog Saída de Rede
Blog Saída de Rede
Blog Saída de Rede
Blog Saída de Rede
Blog Saída de Rede
Blog Saída de Rede
Blog Saída de Rede
Blog Saída de Rede
Blog Saída de Rede
Blog Saída de Rede
Blog Saída de Rede
Blog Saída de Rede
Blog Saída de Rede
Blog Saída de Rede
Blog Saída de Rede
Blog Saída de Rede
Blog Saída de Rede
Blog Saída de Rede
Blog Saída de Rede
Blog Saída de Rede
Blog Saída de Rede
Blog Saída de Rede
Blog Saída de Rede
Blog Saída de Rede
Blog Saída de Rede
Blog Saída de Rede
Blog Saída de Rede
Blog Saída de Rede
Blog Saída de Rede
Blog Saída de Rede
Blog Saída de Rede
Blog Saída de Rede
Blog Saída de Rede
Blog Saída de Rede
Blog Saída de Rede
Blog Saída de Rede
Blog Saída de Rede
Blog Saída de Rede
Blog Saída de Rede
Topo