Saída de Rede

Alemanha pressiona, mas Rússia fatura título europeu

Sidrônio Henrique

04/09/2017 06h00

MVP Maxim Mikhaylov em ação no ataque: Rússia ganhou mais um título continental (fotos: CEV)

Cracóvia, Polônia – Por muito pouco a bem estruturada e valente equipe alemã não freou a favorita Rússia na decisão do Campeonato Europeu de vôlei masculino, neste domingo (3). Atuando no limite, a Alemanha foi o primeiro time desta edição do torneio a jogar de igual para igual com a seleção russa, sacando com agressividade, facilitando a relação bloqueio-defesa. Até então, os russos não haviam perdido um set sequer nas cinco partidas disputadas. Os alemães chegaram a liderar o tie break por 5-2. Porém, ao final, a Rússia fez prevalecer sua melhor condição física e técnica, vencendo por 3-2 (25-19, 20-25, 25-22, 17-25, 15-13).

Siga @saidaderede no Twitter
Curta o Saída de Rede no Facebook

Foi o 14º título continental dos russos, levando em conta 11 conquistas da extinta União Soviética e uma da efêmera Comunidade dos Estados Independentes (CEI). A Alemanha comemorou sua primeira medalha na história da competição. Na preliminar, em outra partida emocionante, a Sérvia superou a Bélgica por 3-2 e ficou com o bronze – o quarto lugar foi a melhor colocação do vôlei masculino belga no Europeu.

Mikhaylov vs. Grozer
No duelo entre os opostos, o alemão Gyorgy Grozer marcou mais vezes do que o russo Maxim Mikhaylov, foram 27 pontos contra 19. Grozer foi o maior pontuador da decisão, mas na reta final foi Mikhaylov quem fez a diferença. O russo levou pequena vantagem no aproveitamento no ataque, com índice de 45%, enquanto o alemão ficou com 41%. Grozer fez estragos com seu saque: além de quatro aces, várias vezes quebrou o passe adversário.

A Alemanha teve melhor desempenho no ataque, com 46% de aproveitamento diante dos 40% dos russos. Aqui vale ressaltar a boa exibição do levantador alemão Lukas Kampa, que vive a melhor fase da sua carreira. O seu colega titular da Rússia, Sergey Grankin, vinha fazendo partidas tão boas que antes da final era cotado para ser o MVP, mas oscilou a ponto de ser substituído por Alexander Butko. Um treinador que acompanhava a partida entre os jornalistas e pediu anonimato comentou marotamente: “Ninguém joga como o Grankin nem treme em decisões como ele”.

Grozer diante do bloqueio russo: oposto alemão entrou na seleção do torneio

Incoerência
O MVP afinal foi Mikhaylov, que estranhamente não estava na seleção do campeonato. Ficou claro que a Confederação Europeia de Voleibol (CEV) queria premiar também Grozer, mas como pode o MVP não integrar o time ideal? Não é a primeira vez que isso ocorre no vôlei. Além do oposto alemão, a seleção do torneio teve como levantador Grankin, os pontas Denys Kaliberda (Alemanha) e Dmitry Volkov (Rússia), os centrais Srecko Lisinac (Sérvia) e Marcus Böhme (Alemanha), e ainda o líbero Lowie Stuer (Bélgica).

Após receber sua medalha, Mikhaylov, balbuciando algumas palavras em inglês, disse que era bom ganhar novamente. O último título havia sido o Europeu 2013 – sem contar obviamente com o pré-olímpico continental em 2016. Ainda seguindo o protocolo, o MVP falou que a vitória na Polônia dava mais confiança ao time. A Rússia começou o ciclo passado como a melhor equipe do mundo, mas a partir de 2014 teve queda de rendimento. O técnico Sergey Shlyapnikov, que assumiu o comando esta temporada, afirmou que tem como meta construir um time forte para brigar pelo ouro no Mundial 2018 e em Tóquio 2020.

Os alemães deixaram a Tauron Arena de cabeça erguida. O técnico deles, o italiano Andrea Giani, um ex-jogador universal que foi um dos maiores da modalidade em todos os tempos, comemorou sua segunda prata consecutiva no Europeu – ele havia levado a Eslovênia ao vice-campeonato em 2015. “Fizemos um jogo incrível, perdemos por pouco, mas nos consideramos vencedores. Temos um time muito bom. Veja que a Rússia não havia perdido sets e hoje (ontem) quase perdeu o jogo. Eu amo meus jogadores”, comentou o treinador, que fez questão de abraçar todos os seus atletas após a partida. A Alemanha, bronze no Mundial 2014, está fora do próximo, no ano que vem, por não ter conseguido a vaga no qualificatório nem na repescagem.

Sobre o autor

Carolina Canossa - Jornalista com experiência de dez anos na cobertura de esportes olímpicos, com destaque para o vôlei, incluindo torneios internacionais masculinos e femininos. João Batista Junior - Já cobriu campeonatos mundiais e a Liga Mundial. Sidrônio Henrique - Trabalhou para publicações da Europa e da América do Norte, produziu conteúdo para a Federação Internacional de Vôlei (FIVB).

Sobre o blog

O Saída de Rede é um blog que apresenta reportagens e análises sobre o que acontece no vôlei, além de lembrar momentos históricos da modalidade. Nosso objetivo é debater o vôlei de maneira séria e qualificada, tendo em vista não só chamar a atenção dos fãs da modalidade, mas também de pessoas que não costumam acompanhar as partidas regularmente.

ID: {{comments.info.id}}
URL: {{comments.info.url}}

Ocorreu um erro ao carregar os comentários.

Por favor, tente novamente mais tarde.

{{comments.total}} Comentário

{{comments.total}} Comentários

Seja o primeiro a comentar

{{subtitle}}

Essa discussão está encerrada

Não é possivel enviar novos comentários.

{{ user.alternativeText }}
Avaliar:
 

* Ao comentar você concorda com os termos de uso. Os comentários não representam a opinião do portal, a responsabilidade é do autor da mensagem. Leia os termos de uso

Escolha do editor

{{ user.alternativeText }}
Escolha do editor

Blog Saída de Rede
Blog Saída de Rede
Blog Saída de Rede
Blog Saída de Rede
Blog Saída de Rede
Blog Saída de Rede
Blog Saída de Rede
Blog Saída de Rede
Blog Saída de Rede
Blog Saída de Rede
Blog Saída de Rede
Blog Saída de Rede
Blog Saída de Rede
Blog Saída de Rede
Blog Saída de Rede
Blog Saída de Rede
Blog Saída de Rede
Blog Saída de Rede
Blog Saída de Rede
Blog Saída de Rede
Blog Saída de Rede
Blog Saída de Rede
Blog Saída de Rede
Blog Saída de Rede
Blog Saída de Rede
Blog Saída de Rede
Blog Saída de Rede
Blog Saída de Rede
Blog Saída de Rede
Blog Saída de Rede
Blog Saída de Rede
Blog Saída de Rede
Blog Saída de Rede
Blog Saída de Rede
Blog Saída de Rede
Blog Saída de Rede
Blog Saída de Rede
Blog Saída de Rede
Blog Saída de Rede
Blog Saída de Rede
Blog Saída de Rede
Blog Saída de Rede
Blog Saída de Rede
Blog Saída de Rede
Blog Saída de Rede
Blog Saída de Rede
Blog Saída de Rede
Blog Saída de Rede
Blog Saída de Rede
Blog Saída de Rede
Topo