Topo
Saída de Rede

Saída de Rede

Mari sobre o primeiro torneio na praia: "Experiência enriquecedora"

Carolina Canossa

22/11/2019 06h00

Duda e Mari fizeram uma parceria improvisada apenas para a etapa de Ribeirão Preto (Foto: Divulgação/CBV)

Campeã olímpica com a seleção brasileira feminina de vôlei, Mari Steinbrecher disputou, esta semana, seu primeiro torneio oficial como jogadora de vôlei de praia. Atuando ao lado de Duda na etapa de Ribeirão Preto do Circuito Brasileiro, ela foi eliminada após duas derrotas na fase de grupos da disputa, mas, apesar disso, se disse satisfeita com a oportunidade.

"Foi uma experiência muito enriquecedora, avalio de maneira positiva. Sempre queremos vencer quando somos atletas de alto rendimento, mas seria muita pretensão minha, com esse curto período de experiência, ainda montando uma estrutura, achar que estaria no mesmo nível das demais equipes. Mas houve um salto muito positivo, conseguimos dificultar os dois jogos", comentou a atleta, de 36 anos. "Tenho várias coisas para melhorar, mas foi bom ter a dimensão de que é possível, sentir que a melhora pode acontecer com rapidez", analisou.

E mais:

 Ouça no Voleicast #13: quem são os favoritos ao título da Superliga feminina 2019/2020?

Depois de passarem por Emanuely/Lara (21-13, 21-11) e por Ari Melo/Débora (21-16, 21-14) no qualifying, a dupla formada por Mari e Duda acabou superada por Josi e pela experiente Juliana, bronze em Londres 2012, com parciais de 17-21, 21-19 e 15-10, e por Rosimeire Lima/Naiana (22-20, 13-21 e 15-10). "Para o vôlei de praia é algo muito legal ter alguém como a Mari vindo e a Duda fazendo esta ponte com ela. O nosso esporte só tem a ganhar", comentou Juliana.

A parceria de Mari e Duda foi válida apenas para esta etapa, uma vez que a campeã olímpica em 2008 tem dupla firmada com outra jogadora gabaritada no vôlei indoor, Paula Pequeno – o objetivo de ambas é a classificação para os Jogos de Paris, em 2024. Duda, por sua vez, joga rotineiramente ao lado de Agatha, que está aprimorando a forma física visando a próxima temporada e, por isso, não foi a Ribeirão Preto – juntas, as duas foram campeãs do Circuito Mundial em 2018 e estão classificadas para Tóquio 2020, onde são uma das esperanças de medalha para o Brasil.

Os jogos da etapa de Ribeirão Preto do Circuito Brasileiro de vôlei de praia podem ser vistos ao vivo pelo site da Confederação Brasileira de Vôlei (CBV).

Siga o Voleicast no Instagram: @voleicast

Curta o Saída de Rede no Facebook!

Siga-nos no Twitter: @saidaderede

Sobre a autora

Carolina Canossa - Jornalista com experiência de dez anos na cobertura de esportes olímpicos, com destaque para o vôlei, incluindo torneios internacionais masculinos e femininos.

Sobre o blog

O Saída de Rede é um blog que apresenta reportagens e análises sobre o que acontece no vôlei, além de lembrar momentos históricos da modalidade. Nosso objetivo é debater o vôlei de maneira séria e qualificada, tendo em vista não só chamar a atenção dos fãs da modalidade, mas também de pessoas que não costumam acompanhar as partidas regularmente.

Blog Saída de Rede