Topo
Saída de Rede

Saída de Rede

Rússia, México e Qatar são candidatos à sede do Mundial masculino de 2022

Carolina Canossa

10/11/2018 06h00

Sede do Mundial masculino de 2022 será anunciada ainda este ano (Foto: Divulgação/FIVB)

Por Janaina Faustino

A FIVB anunciará neste mês de novembro, no Congresso da entidade, em Cancún, qual país será sede do próximo Campeonato Mundial de vôlei masculino, que será disputado em 2022. Segundo o site Sputnik News, além da Rússia, o México e o Qatar manifestaram interesse em organizar a segunda mais prestigiosa competição do vôlei internacional, que perde em relevância apenas para os Jogos Olímpicos.

Apesar da falta de tradição no cenário internacional de vôlei, o Qatar já recebeu três edições do Campeonato Mundial de Clubes, em 2009, 2010 e 2011, participando com equipes amadoras. Desfrutando de grande poder econômico, será a sede da próxima Copa do Mundo de futebol.

Já o México, apesar da fragilidade técnica, está mais próximo de Brasil e EUA, as duas potências do continente, e esteve presente em competições da FIVB, tendo participado de três edições do Campeonato Mundial e, mais recentemente, da Rio 2016.

O candidato europeu, por outro lado, é um gigante da modalidade. Já foi anfitrião do Mundial em 1952 e 1962, ainda como União Soviética, e aparece como favorito para receber o campeonato em função de sua imensa tradição e da infraestrutura disponível utilizada em um dos campeonatos nacionais mais fortes do mundo. Em 2007, os russos organizaram o Campeonato Europeu e levaram a medalha de prata ao serem derrotados pela seleção espanhola na final.

Segundo o Ministro dos Esportes da Rússia, Pavel Kolobkov, se for disputado no país, o torneio, que teve a Polônia como campeã na edição deste ano, terá oito cidades-sede. Entre elas, Kazan, que abriga um dos mais tradicionais e poderosos times do mundo, o Zenit Kazan, de estrelas como o ponteiro norte-americano Matt Anderson, o francês Earvin Ngapeth e o oposto russo Maxim Mikhaylov.

Vale ressaltar que a Rússia acaba de receber competições esportivas importantes, como a Copa das Confederações e, principalmente, a Copa do Mundo de 2018. Além disso, o presidente da FIVB, Ary Graça, já se reuniu oficialmente com o ministro russo e com o presidente da federação local de vôlei, Stanislav Shevchenko, com o objetivo de conhecer a proposta de organização do evento.

Curta o Saída de Rede no Facebook!

Siga-nos no Twitter: @saidaderede

Sobre a autora

Carolina Canossa - Jornalista com experiência de dez anos na cobertura de esportes olímpicos, com destaque para o vôlei, incluindo torneios internacionais masculinos e femininos.

Sobre o blog

O Saída de Rede é um blog que apresenta reportagens e análises sobre o que acontece no vôlei, além de lembrar momentos históricos da modalidade. Nosso objetivo é debater o vôlei de maneira séria e qualificada, tendo em vista não só chamar a atenção dos fãs da modalidade, mas também de pessoas que não costumam acompanhar as partidas regularmente.