Topo
Saída de Rede

Saída de Rede

Astro da seleção francesa, N'gapeth se lesiona às vésperas do Mundial

Carolina Canossa

01/09/2018 06h00

Recuperação do ponteiro é estimada para acontecer entre duas e três semanas (Foto: http://fundacjawagnera.pl)

Forte candidata ao título do Campeonato Mundial de vôlei masculino, cujo início está programado para o próximo dia 9, a seleção francesa recebeu uma péssima notícia: o ponteiro Earvin N'gapeth, o principal jogador do grupo comandado por Laurent Tillie, sofreu uma lesão no abdômen durante treinamento realizado na última quarta-feira, (29) e terá que ficar de duas a três semanas afastado das quadras.

Sendo assim, N'gapeth será desfalque, no mínimo, na estreia da França na competição, contra a China em 12 de setembro. Porém, ainda que tenha condições de jogo rapidamente, fica a dúvida em relação ao ritmo dele para as demais partidas do torneio, especialmente na primeira fase, incluindo o confronto contra o Brasil em 13 de setembro.

Jogador de muita técnica e enorme habilidade, N'gapeth é um dos astros do voleibol mundial na atualidade. Sem ele, a equipe da França perde muita força: no Campeonato Europeu de 2017, por exemplo, os "Bleus" foram eliminados ainda nas oitavas de final com N'gapeth jogando no sacrifício por conta de uma lesão nas costas.

Apesar de a Federação Francesa tentar transparecer tranquilidade e confiança na nota oficial que divulgou sobre o assunto, há um clima de apreensão no ar: nem o jogador e nem o técnico Laurent Tillie deram declarações sobre o problema até agora. Neste domingo (2), a seleção francesa fará um jogo de preparação contra a Sérvia em Paris – na semana passada, o time participou de um torneio amistoso na Polônia, sendo derrotada pela seleção de casa (3-2) e pela Rússia (1-3), e vencendo o Canadá (3 a 1).

Além de China e Brasil, o grupo da França no Campeonato Mundial conta com Canadá, Egito e Holanda – os quatro melhores avançam à segunda fase, onde carregam os resultados desta primeira etapa na tentativa de se manter na luta pelo título. A grande decisão será jogada em 30 de setembro, na cidade italiana de Turim.

Campeã da Liga Mundial em 2015 e 2017 e vice na edição 2018, rebatizada de Liga das Nações, a França ainda fica devendo quando o assunto são os torneios mais valiosos do vôlei: na Olimpíada do Rio, por exemplo, a equipe decepcionou ao sequer passar da primeira fase, enquanto em Campeonatos Mundiais o melhor resultado é a terceira colocação em 2002 – na última edição, em 2014, o time terminou em quarto lugar depois de perder a semifinal para o Brasil no tie-break.

Curta o Saída de Rede no Facebook!

Siga-nos no Twitter: @saidaderede

Sobre a autora

Carolina Canossa - Jornalista com experiência de dez anos na cobertura de esportes olímpicos, com destaque para o vôlei, incluindo torneios internacionais masculinos e femininos.

Sobre o blog

O Saída de Rede é um blog que apresenta reportagens e análises sobre o que acontece no vôlei, além de lembrar momentos históricos da modalidade. Nosso objetivo é debater o vôlei de maneira séria e qualificada, tendo em vista não só chamar a atenção dos fãs da modalidade, mas também de pessoas que não costumam acompanhar as partidas regularmente.