Topo

Saída de Rede

Brasil ainda oscila, mas vence a, até então, invicta Turquia

Carolina Canossa

22/05/2018 14h29

Seleção feminina comemora vitória em Ancara (Foto: Divulgação/FIVB)

Por Daniel Rodrigues

A invencibilidade turca na Liga das Nações e o forte barulho da torcida no ginásio de Ancara não intimidaram as brasileiras na manhã desta terça-feira (22). No primeiro compromisso da segunda semana da competição, o Brasil impôs a primeira derrota à jovem seleção da Turquia por 3 sets a 1 e parciais de 25-17, 25-19, 23-25 e 25-21.

O técnico José Roberto Guimarães optou por iniciar o duelo com a mesma formação das vitórias diante do Japão e da Sérvia, com Roberta, Tandara, Gabi, Amanda, Adenizia, Bia e Suelen. No entanto, a postura da equipe foi outra: diferente dos triunfos anteriores, nossa seleção começou o desafio contra as donas da casa bastante concentrada e com uma agressividade positiva.

Com o passe estabilizado, o trabalho da levantadora Roberta foi favorecido, possibilitando uma distribuição homogênea, com destaque inicial para oposto Tandara que, inspirada e eficiente, anotou 7 pontos somente no primeiro set.

A segunda parcial marcou um crescimento turco, embalado por boas sequências de saques. Porém, mesmo com dificuldade no passe e errando mais, o Brasil se aproveitou da ofensividade da ponteira Drussyla, que substituiu Gabi, e conseguiu dividir a responsabilidade de virar bolas com Tandara. A queda de rendimento das comandadas de Zé Roberto foi abafada por um final de set incrível da ponteira do Sesc-RJ, fechando a parcial com 9 pontos.

Com a superioridade dos sets inciais, o Brasil relaxou e deixou as turcas evoluírem no duelo. As mudanças promovidas pelo técnico Giovanni Guidetti surtiram efeito e colocaram as brasileiras em desvantagem no placar. A vulnerabilidade das visitantes foi parcialmente resolvida com a entrada da levantadora Macris e da oposto Monique, dando novo ânimo ao time do Brasil. Mas, nos momentos decisivos, a Turquia se aproveitou dos erros brasileiros e fecharam a parcial.

O susto fez bem à seleção brasileira, que voltou à quadra disposta a liquidar a partida. Com o bloqueio bem mais agressivo e muito volume de jogo, o Brasil demonstrou um positivo poder de reação e levou as anfitriãs à primeira derrota na Liga das Nações, que só tem a Holanda como invicta.

Mesmo com a vitória e os importantes três pontos conquistados, as brasileiras erraram mais que suas adversárias: foram 22 erros, contra 17 das turcas. Os momentos de oscilação em excesso e a falta de consistência no decorrer do confronto também destacam sinal de alerta, apesar de esperados, se tratando do início da temporada.

Entre os destaques individuais, é fundamental apontar os 25 pontos de Tandara, mesmo ainda pecando em alguns momentos e necessitando melhorar o aproveitando nos ataques, além dos16 da jovem Drussyla, nos três sets em que atuou.

O próximo desafio do Brasil será na manhã desta quarta (23), quando enfrentará a Argentina, às 8h. A fragilidade do adversário dá esperança ao torcedor brasileiro de ver mais jogadoras sendo utilizadas e a prometida rodagem de Zé Roberto entrando em ação.

Sobre a autora

Carolina Canossa - Jornalista com experiência de dez anos na cobertura de esportes olímpicos, com destaque para o vôlei, incluindo torneios internacionais masculinos e femininos.

Sobre o blog

O Saída de Rede é um blog que apresenta reportagens e análises sobre o que acontece no vôlei, além de lembrar momentos históricos da modalidade. Nosso objetivo é debater o vôlei de maneira séria e qualificada, tendo em vista não só chamar a atenção dos fãs da modalidade, mas também de pessoas que não costumam acompanhar as partidas regularmente.