PUBLICIDADE
Topo

Kazan e Bucareste recebem finais da Liga dos Campeões

João Batista Junior

05/03/2018 06h00

Favorito ao título, Zenit Kazan já está nas semifinais da Liga dos Campeões (fotos: CEV)

A Confederação Europeia de Vôlei (CEV) anunciou, na sexta-feira, o chaveamento dos mata-matas dos dois naipes da Liga dos Campeões e também a sede de ambas as fases finais. Kazan, na Rússia, recebe o Final Four masculino, enquanto Bucareste, na Romênia, vai sediar o estágio decisivo da competição feminina.

Como o representante da cidade-sede do Final Four já tem vaga assegurada nas semifinais, dá para dizer que o favorito torneio masculino teve parte de seu trabalho poupado e que a surpresa da edição feminina recebeu um presentão.

Veja como ficaram as chaves:

Siga o @saidaderede no Twitter
Curta a página do Saida de Rede no Facebook

Masculino
Vencedor continental nos três últimos anos, o Zenit Kazan vai passar dois meses se dedicando exclusivamente às finais da liga russa. Com a escolha de Kazan como sede do Final Four da Liga dos Campeões masculina (entre os dias 12 e 13 de maio), os atuais campeões do mundo e donos da melhor campanha da fase de grupos da competição poderão esperar, confortavelmente, que as outras 12 equipes qualificadas aos playoffs definam os três outros participantes das semifinais.

Nos playoffs de 12, dois duelos caseiros: Zaksa Kedzierzyn-Kozle e Jastrzebski Wegiel definem um representante polonês na fase seguinte, assim como Berlin Recycling Volleys e Friedrichshafen apontarão quem será a equipe alemã que segue na disputa. Uma dessas quatro equipes estará nas semifinais, já que os vencedores dessas duas séries se cruzam nos playoffs de 6.

Caminhada do Perugia até o Final Four deve ter poucos percalços

Para o Perugia, uma das maiores apostas para desbancar o Zenit Kazan, o caminho até as semifinais parece tranquilo: pega Halkbank nos playoffs de 12 e, passando adiante, enfrenta o vencedor do choque entre o Noliko Maaseik (Bélgica) e o oscilante Lokomotiv Novosirbirsk (Rússia).

O outro chaveamento também tende a encaminhar uma equipe italiana às semifinais: o Lube Cucine Civitanova joga contra o PGE Skra Belchatow, da Polônia, nos playoffs de 12, cabendo ao vencedor uma série, nos playoffs de 6, contra Diatec Trentino ou Chaumont VB 52 Haute Marne (França).

As partidas de ida dos playoffs de 12 serão disputadas entre os dias 13 e 15 deste mês, com a volta marcada para a semana seguinte. Os playoffs de 6 serão em abril, com os jogos iniciais das séries marcados entre os dias 3 e 5 e os jogos finais, entre 10 e 12 do mesmo mês.

Feminino
Vencedor da chave de menor nível técnico da Champions League das mulheres – com Developres SkyRes Rzeszow (Polônia), Mulhouse (França) e o reformulado Volero Zürich (Suíça) –, o Volei Alba Blaj, da Romênia, pulou os playoffs de 6 e já está no Final Four, que ocorrerá nos dias 5 e 6 de maio. O time joga na cidade de Sibiu, mas, sendo o único representante romeno na competição, já pode comemorar uma inédita classificação entre os quatro melhores do Europa.

Mariana Aquino (4) em ação pelo Alba Blaj na Champions League

O Alba Blaj conta com a central brasileira Mariana Aquino (jogadora com passagem pela liga universitária dos EUA e pelo RC Cannes, da França) e tem na oposta cubana Yilian Cleger seu principal destaque: a atacante caribenha foi a maior pontuadora da fase de grupos do torneio, com 140 anotações (média de 6,09 por set).

Já nos playoffs de 6, fase que classifica três equipes para as finais, grande favoritismo do VakifBank, atual campeão europeu, sobre o Volero Zürich (que passou de fase no mesmo grupo das romenas e não é nem sombra do que era nas temporadas passadas).

Conegliano (amarelo) e Novara não terão vida fácil nos playoffs

Nos outros dois duelos, Galatasaray e Igor Gorgonzola Novara devem disputar uma série bastante interessante, enquanto Imoco Volley Conegliano e Dínamo Kazan medem forças num playoff desde já bastante aguardado.
Os jogos de ida dos playoffs de 6 serão realizados entre os dias 20 e 22 deste mês e a volta, 3 e 5 de abril.

Sobre a autora

Carolina Canossa - Jornalista com experiência de dez anos na cobertura de esportes olímpicos, com destaque para o vôlei, incluindo torneios internacionais masculinos e femininos.

Sobre o blog

O Saída de Rede é um blog que apresenta reportagens e análises sobre o que acontece no vôlei, além de lembrar momentos históricos da modalidade. Nosso objetivo é debater o vôlei de maneira séria e qualificada, tendo em vista não só chamar a atenção dos fãs da modalidade, mas também de pessoas que não costumam acompanhar as partidas regularmente.

Blog Saída de Rede