Saída de Rede

Russos e sérvios chegam às semifinais do Campeonato Europeu como favoritos

Sidrônio Henrique

01/09/2017 06h00

Paredão às vezes foi intransponível para a Eslovênia. Foram 13 bloqueios da Rússia na partida (fotos: CEV)

Cracóvia, Polônia – Rússia, Sérvia, Alemanha e Bélgica são os finalistas do Campeonato Europeu de vôlei masculino. Nos jogos das quartas de final, disputados nesta quinta-feira (31), em Cracóvia e em Katowice, na Polônia, os primeiros colocados da fase de grupos, todos invictos até aqui, levaram a melhor diante de Eslovênia, Bulgária, República Tcheca e Itália, respectivamente. Mais rodados, com experiência em partidas importantes, russos e sérvios despontam como favoritos para decidir o título, mas os oponentes impõem respeito.

Siga @saidaderede no Twitter
Curta o Saída de Rede no Facebook

Neste sábado (2), pelas semifinais, em Cracóvia, às 15h30 (horário de Brasília), a Rússia enfrenta a surpreendente Bélgica, que chega a uma semifinal do Europeu pela primeira vez na sua história. Antes, ao meio-dia e meia, a Sérvia encara a Alemanha, que com o reforço do oposto Gyorgy Grozer, do ponta Denys Kaliberda e do levantador Lukas Kampa voltou a mostrar o voleibol que a levou ao bronze no Mundial 2014. Os russos foram campeões pela última vez em 2013, liderados pelo central Dmitriy Muserskiy, que está fora da seleção desde o ano passado, após brigar com a federação do seu país. Os sérvios foram campeões europeus em 2011.

Russos celebram ponto: time não perdeu um set sequer

Rússia vs. Eslovênia
A Rússia ainda não perdeu um set sequer na competição e tem contado com um bom saque e a distribuição equilibrada do veterano levantador Sergey Grankin para se impor nesse torneio na Polônia. A vítima nas quartas de final foi a boa seleção da Eslovênia, que na véspera tinha despachado o time da casa, mas que já havia perdido dos russos na fase de grupos. Diante da Rússia, em Cracóvia, os eslovenos, sem o ponta Klemen Cebulj, que sofreu um estiramento no abdômen antes da competição, não ofereceram resistência. Vitória russa por 25-17, 25-19, 25-19.

Oposto sérvio Luburic explora o bloqueio búlgaro

Sérvia vs. Bulgária
No jogo de fundo em Cracóvia, os búlgaros caíram em sets diretos, por 25-21, 25-22, 28-26, diante dos sérvios. Até tiveram chances em cada uma das parciais, especialmente na terceira, quando desperdiçaram dois set points, tendo o contra-ataque para marcar. No entanto, com uma recepção tão irregular e oscilações no ataque por parte da Bulgária, fica difícil enfrentar a Sérvia quando o jogo deles flui. O time comandado pelo técnico Nikola Grbic sacou com inteligência, variando o serviço, provocando erros na linha de passe búlgara.

Alemanha vs. Rep. Tcheca
Em Katowice, as quartas de final começaram com o confronto entre alemães e tchecos. Poder contar novamente com o oposto Gyorgy Grozer faz muita diferença – por momentos como o do vídeo acima. A Alemanha errou bastante, mas a República Tcheca, responsável pela eliminação da França na véspera, não apresentou nada excepcional – até ganhou um set com facilidade, ainda que principalmente em razão das falhas alemãs, mas ficou nisso. Placar final: Alemanha 3-1, com parciais de 25-22, 16-25, 25-23, 25-20.

Festa belga em Katowice: primeira semifinal deles no Europeu

Bélgica vs. Itália
O triunfo belga sobre os italianos em Katowice foi surpreendente, não pela vitória dos Red Dragons, mas pela forma como ocorreu, com direito a um humilhante 25-11 na segunda parcial. Sem os craques Ivan Zaytsev (ponta/oposto) e Osmany Juantorena (ponta), a Itália, que havia feito uma campanha pífia na Liga Mundial, vinha pedindo para ser eliminada no Europeu. A Bélgica não se fez de rogada e sapecou um 3-0 (25-21, 25-11, 25-23) na Azzurra. O destaque negativo da partida foi a dispersa linha de passe italiana, que fez da vida do jovem levantador Simone Giannelli um inferno. Há que se ressaltar o bom voleibol dos belgas, que já haviam feito apresentações consistentes na Liga Mundial 2017, quase avançando às finais (apesar disso, estão fora da edição de 2018), e apresentaram ainda maior solidez no Campeonato Europeu, com uma recepção mais segura e um bloqueio eficiente.

Sobre o autor

Carolina Canossa - Jornalista com experiência de dez anos na cobertura de esportes olímpicos, com destaque para o vôlei, incluindo torneios internacionais masculinos e femininos. João Batista Junior - Já cobriu campeonatos mundiais e a Liga Mundial. Sidrônio Henrique - Trabalhou para publicações da Europa e da América do Norte, produziu conteúdo para a Federação Internacional de Vôlei (FIVB).

Sobre o blog

O Saída de Rede é um blog que apresenta reportagens e análises sobre o que acontece no vôlei, além de lembrar momentos históricos da modalidade. Nosso objetivo é debater o vôlei de maneira séria e qualificada, tendo em vista não só chamar a atenção dos fãs da modalidade, mas também de pessoas que não costumam acompanhar as partidas regularmente.

ID: {{comments.info.id}}
URL: {{comments.info.url}}

Ocorreu um erro ao carregar os comentários.

Por favor, tente novamente mais tarde.

{{comments.total}} Comentário

{{comments.total}} Comentários

Seja o primeiro a comentar

{{subtitle}}

Essa discussão está encerrada

Não é possivel enviar novos comentários.

{{ user.alternativeText }}
Avaliar:
 

* Ao comentar você concorda com os termos de uso. Os comentários não representam a opinião do portal, a responsabilidade é do autor da mensagem. Leia os termos de uso

Escolha do editor

{{ user.alternativeText }}
Escolha do editor

Blog Saída de Rede
Blog Saída de Rede
Blog Saída de Rede
Blog Saída de Rede
Blog Saída de Rede
Blog Saída de Rede
Blog Saída de Rede
Blog Saída de Rede
Blog Saída de Rede
Blog Saída de Rede
Blog Saída de Rede
Blog Saída de Rede
Blog Saída de Rede
Blog Saída de Rede
Blog Saída de Rede
Blog Saída de Rede
Blog Saída de Rede
Blog Saída de Rede
Blog Saída de Rede
Blog Saída de Rede
Blog Saída de Rede
Blog Saída de Rede
Blog Saída de Rede
Blog Saída de Rede
Blog Saída de Rede
Blog Saída de Rede
Blog Saída de Rede
Blog Saída de Rede
Blog Saída de Rede
Blog Saída de Rede
Blog Saída de Rede
Blog Saída de Rede
Blog Saída de Rede
Blog Saída de Rede
Blog Saída de Rede
Blog Saída de Rede
Blog Saída de Rede
Blog Saída de Rede
Blog Saída de Rede
Blog Saída de Rede
Blog Saída de Rede
Blog Saída de Rede
Blog Saída de Rede
Blog Saída de Rede
Blog Saída de Rede
Blog Saída de Rede
Blog Saída de Rede
Blog Saída de Rede
Blog Saída de Rede
Blog Saída de Rede
Topo