Topo
Saída de Rede

Saída de Rede

De malas prontas, Natália e Thaísa torcem pela estabilização da Turquia

Carolina Canossa

30/07/2016 06h00

Natália e Thaísa vão jogar respectivamente pelo Fenerbahce e pelo Eczacibasi (Fotos: FIVB e Eczacibasi)

Natália e Thaísa vão jogar pelo Fenerbahce e pelo Eczacibasi (Fotos: FIVB e Eczacibasi)

Bomba em aeroporto, tentativa de golpe militar, ameaças terroristas. Principal destino do voleibol feminino de clubes na atualidade, a Turquia viu sua situação política se agravar nas últimas semanas. Não por acaso, fãs de jogadoras estão apreensivos quanto à segurança delas após a Olimpíada. É o caso de duas atletas da seleção brasileira, Natália e Thaísa, que na próxima temporada irão defender respectivamente o Fenerbahce e o Eczacibasi, ambos sediados em Istambul, maior cidade do país.

Apesar de toda a concentração das duas no momento estar na luta pelo tricampeonato olímpico, elas falaram rapidamente com o Saída de Rede sobre o país que morarão depois da Rio 2016. "Tenho acompanhado o que está acontecendo. Fico triste com o que tem ocorrido não só na Turquia, mas em outros países como a Alemanha", comentou Natália.

Apressar os jogadores pra sacar diminuiu a duração das partidas de vôlei? 

Thaísa, por sua vez, ressalta as experiências positivas que já teve por lá. "Espero que a situação do país se estabilize o quanto antes. Tenho um carinho grande pelo povo turco, que sempre me recebeu com carinho", destacou.

Ao lado do restante da seleção brasileira, ambas jogadoras estavam treinando justamente na Turquia em 28 de junho, quando duas bombas mataram 44 pessoas no Ataturk, maior aeroporto do país. Na ocasião, todas ficaram em segurança por estarem hospedadas longe do local.

Mais do que qualquer interferência externa, o foco das brasileiras é corresponder às expectativas em quadra. "O Eczacibasi montou uma equipe muito forte para essa temporada e minha motivação é muito grande para buscar os melhores resultados possíveis por lá", afirmou a meio de rede, que jogará ao lado de nomes como a russa Tatiana Kosheleva, a americana Jordan Larson e a sérvia Tijana Boskovic.

Curta o Saída de Rede no Facebook!

Já pelo rival Fenerbahce, Natália terá sua primeira experiência em um time do exterior ao lado de ninguém menos que a sul-coreana Kim Yeon-Koung, considerada pelo técnico da seleção, José Roberto Guimarães, a melhor jogadora do mundo. "Fui muito bem recebida no Fenerbahce e a estrutura de todo o clube é incrível. Estou muito motivada para a temporada por lá e espero retribuir as expectativas", comentou a ponteira.

————-

Receba notícias de vôlei pelo WhatsApp

Quer receber notícias no seu celular sem pagar nada? 1) adicione este número à agenda do seu telefone: +55 11 94546-6166 (não esqueça do "+55″); 2) envie uma mensagem para este número por WhatsApp, escrevendo só: giba04

Sobre a autora

Carolina Canossa - Jornalista com experiência de dez anos na cobertura de esportes olímpicos, com destaque para o vôlei, incluindo torneios internacionais masculinos e femininos.

Sobre o blog

O Saída de Rede é um blog que apresenta reportagens e análises sobre o que acontece no vôlei, além de lembrar momentos históricos da modalidade. Nosso objetivo é debater o vôlei de maneira séria e qualificada, tendo em vista não só chamar a atenção dos fãs da modalidade, mas também de pessoas que não costumam acompanhar as partidas regularmente.