Topo
Saída de Rede

Saída de Rede

Ataque desequilibra e seleção masculina vence o Egito no Pré-Olímpico

Janaína Faustino

10/08/2019 12h30

Com outro espírito, a seleção brasileira derrotou os egípcios no Pré-Olímpico (Fotos: Divulgação/FIVB)

Depois de ter jogado para o gasto na partida de estreia no Pré-Olímpico contra Porto Rico, a seleção brasileira masculina de vôlei voltou, neste sábado (10), ao Palácio de Esportes e Cultura de Varna, na Bulgária, para encarar o Egito, segundo adversário da chave A neste quadrangular classificatório. E, mais aguerrida, a equipe de Renan Dal Zotto venceu os africanos com tranquilidade por 3 sets a 0 (25-12, 25-19 e 25-14).

Para este segundo desafio, Renan escalou o levantador Bruno, os ponteiros Leal e Maurício Borges, os centrais Lucão e Flávio, o oposto Wallace e o líbero Thales.

Com uma postura bem diferente daquela apresentada diante dos porto-riquenhos, os brasileiros iniciaram o jogo em ritmo bastante acelerado. Afiado no bloqueio, na defesa e pressionando o rival no saque, a seleção não deixou o time egípcio respirar. Vale ressaltar ainda a superioridade brasileira no ataque e nos contra-ataques.

Com uma linha de passe um pouco mais estabilizada e o bloqueio atento, a equipe africana ensaiou uma reação na primeira metade do segundo set. Assim como o brasileiro Bruno, que fez uma distribuição equilibrada entre as extremidades e o meio na parcial preliminar, o armador Abdalla também passou a acionar todos os seus atacantes, dificultando a leitura do bloqueio verde-amarelo.

Com 13 acertos, Leal foi o maior destaque do jogo

Com uma boa passagem no serviço, já na reta final do set, os egípcios também tentaram empatar o cotejo. Entretanto, os brasileiros retomaram a agressividade no saque, quebrando a recepção do oponente, e mantiveram a supremacia na virada de bola e nos contra-ataques, tolhendo o crescimento africano.

O selecionado nacional não deixou cair o ritmo na terceira parcial. Renan aproveitou a oportunidade para fazer a inversão 5-1 e também apostou novamente em Douglas para a entrada no lugar de Maurício Borges. E, sustentando a eficiência no saque, no sideout (ao total, foram 46 pontos de ataque contra apenas 21 dos adversários) e principalmente no sistema defensivo, os atuais campeões olímpicos deslancharam e não deram qualquer chance ao rival. Os maiores pontuadores brasileiros foram Leal e Maurício Borges com 13 e 12 acertos, respectivamente.

Confira mais:

Renan usa exemplo do feminino para evitar surpresas no Pré-Olímpico

Ouça o Voleicast, o podcast de vôlei do Saída de Rede

O ponta Leal, maior pontuador do confronto, comentou seu desempenho. "Estou feliz. O jogo é jogado. Me sinto muito bem no ataque e no saque. Acho que foi uma boa partida e agora precisamos descansar porque amanhã vai ser forte", afirmou o jogador. Sobre vestir a camisa verde-amarela, o atleta naturalizado brasileiro agradeceu o apoio da torcida. "Estou muito feliz por fazer parte da seleção. Em cada jogo e treino eu dou 100%. E pretendo estar desta forma amanhã para conseguirmos a classificação", complementou.

Time de Renan Dal Zotto manteve o padrão tático de jogo em toda a partida

Em relação ao duelo decisivo contra a Bulgária, o armador Bruno salientou a importância de a equipe manter o padrão de jogo. "É uma final, né? Um jogo que pode nos colocar em Tóquio. Acho que eles têm um bom time. Precisamos limitar o [oposto] Sokolov, que é o jogador mais importante. A gente sabe que não vai conseguir tirá-lo do jogo porque ele é realmente muito bom. Mas precisamos limitá-lo, tocar em bolas, bloquear. Acredito que se conseguirmos jogar o nosso jogo e segurar bem o passe, vamos ter boas chances de vitória amanhã", observou.

O passador Maurício Borges, destaque da equipe na recepção e no ataque, também falou sobre suas expectativas para o cotejo contra os europeus. "Espero que a gente dê o máximo. Acho que vai ser um grande espetáculo. Jogar aqui dentro desse ginásio não é fácil. Mas deixar tudo dentro de quadra é o mais importante para nós. Temos que focar naquilo que precisamos fazer para defender e rodar", concluiu.

A seleção brasileira encara os donos da casa neste domingo (11) às 14h30 no duelo que decidirá a vaga olímpica. A partida terá transmissão do SporTV2.

*Entrevistas concedidas a Euclides Bomfim Neto

Curta o Saída de Rede no Facebook!

Siga-nos no Twitter:@saidaderede

Sobre a autora

Carolina Canossa - Jornalista com experiência de dez anos na cobertura de esportes olímpicos, com destaque para o vôlei, incluindo torneios internacionais masculinos e femininos.

Sobre o blog

O Saída de Rede é um blog que apresenta reportagens e análises sobre o que acontece no vôlei, além de lembrar momentos históricos da modalidade. Nosso objetivo é debater o vôlei de maneira séria e qualificada, tendo em vista não só chamar a atenção dos fãs da modalidade, mas também de pessoas que não costumam acompanhar as partidas regularmente.