Topo
Saída de Rede

Saída de Rede

No primeiro Leal x León por seleções, Brasil vence a Polônia em amistoso

Carolina Canossa

02/08/2019 16h01

León marcou 12 pontos em seu primeiro jogo contra o Brasil (Foto: Divulgação)

O aguardado encontro entre dois dos mais badalados jogadores naturalizados da atualidade foi pouco visto, mas aconteceu na tarde desta sexta-feira (2): ex-companheiros de seleção cubana, o agora brasileiro Yoandy Leal venceu o agora polonês Wilfredo León em partida válida pelo torneio amistoso Hubert Jerzy Wagner Memorial. O placar foi 3 sets a 1, com parciais de 25-20, 21-25, 29-27 e 25-22.

Por ter jogado a partida inteira, León teve uma pontuação maior que Leal, que ficou na reserva de Maurício Borges e só entrou em quadra na reta final do terceiro set, ficando em quadra também em boa parte da última parcial: 12 x 9. O brasileiro, porém, teve a espantosa eficiência de 75% no ataque, tendo sido o responsável por evitar que o time de Renan Dal Zotto não tomasse uma virada. León, por sua vez, virou 43% das bolas que recebeu. Nenhum deles pontuou no saque ou no bloqueio.

Entre os demais atletas, destaque para os dois opostos, Wallace e Muzaj, com 18 pontos cada.

O confronto, que também foi uma reedição da final do último Campeonato Mundial, foi importante para a preparação de ambas equipes para o Pré-Olímpico masculino, que será disputado entre os dias 9 e 11 de agosto. Enquanto o Brasil encara a Bulgária, Porto Rico e Egito em Varna (Bulgária) por uma vaga em Tóquio 2020, a Polônia disputará a vaga com ninguém menos que a França, além de ter que encarar Eslovênia e Tunísia.

Com duas vitórias em dois jogos no Hubert Jerzy Wagner Memorial (a seleção bateu a Finlândia nesta quinta por 3 a 0), o Brasil repetirá o título de 2010 no torneio amistoso se bater a Sérvia neste sábado (3).

SELEÇÃO B

Enquanto os principais jogadores do Brasil estão focados no Pré-Olímpico, a seleção masculina B tomou um susto contra o Chile, mas conquistou sua segunda vitória nos Jogos Pan-Americanos de Lima na noite desta quinta-feira (1): 25-22, 22-25, 25-16 e 25-17. Como já havia batido o México na estreia, o resultado garantiu a equipe na semifinal de Lima 2019.

Com respectivamente 19 e 18 pontos, o oposto Aboubacar e o central Matheus Pinta foram os maiores pontuadores do jogo.  "Tivemos um grande adversário do outro lado. O Chile teve méritos, venceu os Estados Unidos ontem, nos incomodou hoje, a comissão técnica tem feito um grande trabalho e eles estão evoluindo. Nós temos essa situação de jovens jogadores também do nosso lado, mas soubemos reagir quando necessário. De um modo geral, estamos caminhando bem", analisou o técnico Marcelo Fronckowiak, que está no lugar de Renan Dal Zotto.

O Brasil volta à quadra às 22h30 desta sexta (2) para enfrentar os Estados Unidos. Se vencer, fica em primeiro lugar no grupo.

Curta o Saída de Rede no Facebook!

Siga-nos no Twitter: @saidaderede

Sobre a autora

Carolina Canossa - Jornalista com experiência de dez anos na cobertura de esportes olímpicos, com destaque para o vôlei, incluindo torneios internacionais masculinos e femininos.

Sobre o blog

O Saída de Rede é um blog que apresenta reportagens e análises sobre o que acontece no vôlei, além de lembrar momentos históricos da modalidade. Nosso objetivo é debater o vôlei de maneira séria e qualificada, tendo em vista não só chamar a atenção dos fãs da modalidade, mas também de pessoas que não costumam acompanhar as partidas regularmente.