Topo
Saída de Rede

Saída de Rede

Mais regular, seleção feminina bate equipe belga na Liga das Nações

Janaína Faustino

2019-06-20T19:11:39

19/06/2019 11h39

Mais consistente, a seleção feminina derrotou a equipe belga nesta quarta-feira (19) (Fotos: Divulgação/FIVB)

Ocupando temporariamente a primeira posição na tabela da Liga das Nações, a seleção feminina de vôlei, já classificada para o Final Six da competição, entrou em quadra nesta quarta-feira (19), em Ankara, na Turquia, para encarar o valente time belga em seu penúltimo compromisso na etapa que encerra esta fase preliminar.

E, ainda sonhando com um lugar na fase decisiva do torneio, as europeias entraram para o tudo ou nada contra as brasileiras. Para que pudesse seguir viva, era fundamental que a Bélgica, então 8ª colocada, vencesse o Brasil e torcesse por uma improvável combinação de resultados. Contudo, o time de José Roberto Guimarães eliminou o adversário, conquistando a 11ª vitória no campeonato por 3 sets a 0, com parciais de 23-25, 15-25 e 18-25.

O técnico Zé Roberto iniciou o duelo com o time que vem atuando como titular na Liga das Nações. E, em um começo equilibrado com bastante alternância no placar, a seleção brasileira sofreu com o saque bem direcionado da equipe rival, cometendo erros na recepção especialmente com a líbero Léia e a ponteira Natália.

Seleção brasileira conseguiu manter o padrão de jogo contra o time belga

Além disso, o time também apresentou algumas falhas nas coberturas do ataque adversário. Por outro lado, o bloqueio realizou uma boa leitura da distribuição da levantadora Van De Vyver, amortecendo bolas importantes. Entretanto, foi através do saque, fundamento no qual vinha oscilando, que o Brasil buscou a reação, pressionando a instável linha de passe belga no lance derradeiro da parcial (um ace da ponteira Amanda).

Impondo seu ritmo de forma mais regular, a seleção brasileira conseguiu vencer o segundo e o terceiro sets com ampla vantagem, investindo na agressividade do saque e na efetividade do sideout (somente no ataque, a segunda parcial ficou em 17 a 10 a favor do Brasil). Destaque para a oposta Paula Borgo e a ponteira Gabi, que terminaram a partida com 14 e 13 pontos, respectivamente.

Leia mais:

Bruno, sobre a seleção brasileira: "O time tem muito a crescer ainda"

Leal: "Chegou o momento de mostrar a que vim"

Zé Roberto: "Se pudesse, não jogaria a Liga das Nações"

Vale apontar ainda a eficiência das brasileiras no fundo de quadra, sobretudo com a líbero Léia e a ponta Natália. Com boas defesas, elas geraram contra-ataques bem aproveitados, minando a confiança das atacantes belgas. Ao total, as europeias cederam 15 pontos em erros e receberam 8. Deste modo, apesar da oscilação no passe em alguns momentos, as comandadas de Zé Roberto fizeram por merecer a vitória.

Com os resultados desta rodada, Brasil, Itália, Turquia, Estados Unidos e Polônia se justaram à anfitriã China e disputarão a fase final na cidade de Nanquim entre os dias 3 e 7 de julho. As equipes serão divididas em duas chaves de três e as duas primeiras colocadas avançam às semifinais. Antes disso, no entanto, as brasileiras ainda encaram as turcas nesta quinta-feira, às 13h. A partida terá transmissão do SporTV2.

Ouça o Voleicast, podcast de vôlei do Saída de Rede

Curta o Saída de Rede no Facebook!

Siga-nos no Twitter: @saidaderede

Sobre a autora

Carolina Canossa - Jornalista com experiência de dez anos na cobertura de esportes olímpicos, com destaque para o vôlei, incluindo torneios internacionais masculinos e femininos.

Sobre o blog

O Saída de Rede é um blog que apresenta reportagens e análises sobre o que acontece no vôlei, além de lembrar momentos históricos da modalidade. Nosso objetivo é debater o vôlei de maneira séria e qualificada, tendo em vista não só chamar a atenção dos fãs da modalidade, mas também de pessoas que não costumam acompanhar as partidas regularmente.