Topo
Saída de Rede

Saída de Rede

Com recepção irregular, Brasil perde para a Sérvia B na volta de Bruno

Janaína Faustino

2014-06-20T19:16:27

14/06/2019 16h27

Com Bruno de volta, a seleção brasileira perdeu para a Sérvia nesta sexta-feira (14) (Fotos: Divulgação/FIVB)

Em Portugal para as partidas da terceira etapa da Liga das Nações, a seleção masculina de vôlei tentou, mas não conseguiu manter, na tarde desta sexta-feira (14), a invencibilidade na competição. Na cidade de Gondomar, o time de Renan Dal Zotto acabou superado pela desfalcada e aguerrida equipe sérvia por 3 sets a 2 (25-17, 22-25, 25-17, 20-25 e 12-15).

Para o confronto de abertura desta fase, Renan contou com o reforço do levantador Bruno – de volta ao grupo após um breve período de descanso -, que entrou efetivamente no jogo a partir do segundo set no lugar de Cachopa. Pelo lado europeu, o técnico Nikola Grbic escalou uma equipe B, já que vem poupando suas principais estrelas com foco no Pré-Olímpico de agosto e no Campeonato Europeu de setembro.

Estabelecendo bem a relação entre saque e bloqueio, a seleção masculina começou a partida jogando em ritmo de treino contra os reservas da Sérvia. Com um início um pouco confuso e desencontrado na construção de algumas jogadas no primeiro set, a equipe de Renan se estabilizou através de uma performance consistente no bloqueio ao fazer uma leitura adequada dos movimentos do levantador Vud Todorovic (que depois foi substituído por Nikola Jovovic), executando uma boa marcação do ataque rival com as bolas altas pelas extremidades.

Leia mais:

Leal e Lucarelli são trunfos de Renan para o começo da temporada

Fundamental em Taubaté, Renan Dal Zotto responde críticos com título da Superliga

Entretanto, aparentemente desconcentrado na segunda etapa, o selecionado nacional teve uma queda significativa e cometeu falhas no ataque, sobretudo com o oposto Wallace. A recepção também se mostrou instável e, na tentativa de dar mais constância ao passe, o técnico Renan escalou Lucas Lóh no lugar de Leal.

Outro fundamento em que o time teve problemas foi o saque, propiciando o crescimento dos europeus. Assim, mesmo cometendo mais erros do que o adversário, o valente time dos Bálcãs endureceu o jogo e venceu a parcial.

O Brasil voltou à quadra mais disposto no terceiro set, buscando compensar a instabilidade na recepção com a força do ataque, especialmente com Lucarelli – maior pontuador do jogo com 20 acertos – e Leal, responsável por 15 acertos.

O sistema defensivo também se sobressaiu em vários momentos do cotejo, principalmente com os líberos Maique e Tales. Apesar da melhora, quase sempre sem o passe A, o armador Bruno precisou se deslocar frequentemente para realizar a melhor distribuição pelas pontas. Isto acabou facilitando a leitura do jogo brasileiro pelo adversário.

Com potencial incontestável no ataque, Leal falhou em diversos momentos na recepção

Enfrentando uma equipe tecnicamente bastante inferior, porém, brigadora, o Brasil, vivendo altos e baixos, viu a Sérvia entrar de vez no jogo na quarta parcial, tendo como principal destaque o oposto Bozidar Vucicevic, terceiro atacante escalado por Grbic no confronto na saída de rede. Vale destacar que o time de Renan também errou demais (ao total, o Brasil cedeu 24 pontos em falhas ao rival e recebeu 27).

Com isso, no quinto set, foi justamente a recepção, o fundamento em que os brasileiros mais sofreram, que acabou determinando a vitória europeia no confronto, pois a linha de passe cometeu três falhas consecutivas na reta final da parcial. Outro aspecto negativo do jogo foi o desempenho bem abaixo do oposto Wallace, que marcou apenas 9 pontos.

Sobre a derrota, Renan Dal Zotto disse que há muito o que melhorar. "Nossa linha de passe deixou muito a desejar hoje. (…) Não temos tempo para pensar no passado. Temos que corrigir para vir amanhã com outra pegada. Teremos um jogo importante contra a China. É um time que joga muito rápido e saca bem. Enfim, hoje, pensando rapidamente, o nosso passe precisa dar uma encorpada", declarou o técnico da seleção masculina.

A seleção brasileira ainda enfrenta a China neste sábado (15), a partir das 12h. Os donos da casa serão os adversários do domingo, às 14h. As partidas terão transmissão do SporTV2.

*Entrevista concedida a Euclides Bomfim Neto

Ouça o Voleicast, o podcast de vôlei do Saída de Rede

Curta o Saída de Rede no Facebook!

Siga-nos no Twitter:@saidaderede

Sobre a autora

Carolina Canossa - Jornalista com experiência de dez anos na cobertura de esportes olímpicos, com destaque para o vôlei, incluindo torneios internacionais masculinos e femininos.

Sobre o blog

O Saída de Rede é um blog que apresenta reportagens e análises sobre o que acontece no vôlei, além de lembrar momentos históricos da modalidade. Nosso objetivo é debater o vôlei de maneira séria e qualificada, tendo em vista não só chamar a atenção dos fãs da modalidade, mas também de pessoas que não costumam acompanhar as partidas regularmente.