Topo
Saída de Rede

Saída de Rede

Ainda sem Leal, Brasil erra menos e vence EUA na estreia da Liga das Nações

Janaína Faustino

2031-05-20T19:14:16

31/05/2019 14h16

Lucarelli foi o maior pontuador do confronto contra os EUA (Fotos: Divulgação/FIVB)

A seleção masculina começou a temporada 2019 nesta sexta-feira (31), estreando na Liga das Nações contra os norte-americanos, velhos conhecidos do vôlei nacional. A equipe não contou com Renan Dal Zotto no banco de reservas, uma vez que o técnico brasileiro recebeu uma suspensão de quatro partidas da Federação Internacional de Vôlei (FIVB) pelo incidente ocorrido no jogo contra a Rússia ainda no Campeonato Mundial do ano passado.

E, ainda sem a participação do ponteiro naturalizado brasileiro Yoandy Leal, o time fez um jogo consistente na cidade de Katowice, na Polônia, derrotando os americanos por 3 a 0 (22-25, 22-25 e 23-25).

Já classificada para a fase final da competição por ser o país-sede, a equipe norte-americana optou por poupar a maioria de suas estrelas (dos titulares, apenas o ponteiro Taylor Sander e o líbero Eric Shoji atuaram). O treinador John Speraw aproveitou para dar rodagem aos menos experientes.

O Brasil, por outro lado, entrou com força máxima, utilizando Cachopa no levantamento, Lucarelli e Douglas Souza na entrada, Lucão e Isac no meio, Wallace na saída e Maique e Tales se dividindo na recepção e na defesa.

Assim, sob o comando do auxiliar técnico Marcelo Fronckowiak, a seleção brasileira teve um início de partida um pouco nervoso. Sofrendo com a potência do saque rival e pouco efetivo no sideout, especialmente com as bolas rápidas de meio, o time verde-amarelo ainda apresentou falhas na marcação do bloqueio sobre os pontas Defalco e Sander, e o oposto Ensing no começo do primeiro set.

Wallace também se sobressaiu no ataque brasileiro

Contudo, a partir da metade da primeira parcial, a seleção melhorou a virada de bola, se valendo da regularidade da linha de passe brasileira com Lucarelli e Douglas Souza. Esta estabilidade na recepção favoreceu o trabalho de Cachopa, que, em evolução, teve novamente uma performance firme. Os norte-americanos ainda colaboraram cedendo 10 pontos em falhas ao Brasil somente no set de abertura.

Na segunda parcial, o equilíbrio entre as equipes se manteve nas ações ofensivas. Entretanto, os comandados de Renan foram mais consistentes no saque e no sistema defensivo, com destaque para a qualidade técnica do líbero Maique, que deu bastante volume de jogo ao time com ótimas defesas. Além disso, os brasileiros cometeram poucos erros em relação aos americanos (29 a 16 no total).

Leia mais:
O levantador Cachopa terminou substituído por Thiaguinho na terceira parcial por ter sentido uma lesão muscular, o que deu certa instabilidade momentânea ao conjunto. Contudo, os norte-americanos cometeram erros decisivos no set que acabaram dando a vitória ao selecionado brasileiro. Com ótima atuação, o ponteiro Lucarelli foi o maior pontuador do jogo, com 14 acertos, seguido Wallace, que fez 12. Do outro lado da quadra, os passadores Defalco e Sander se sobressaíram com 13 e 11, respectivamente.

Dando continuidade à primeira etapa da Liga das Nações, a seleção enfrentará os australianos neste sábado, às 9h, e finalizará esta semana contra os poloneses no domingo, às 12h. Os jogos terão transmissão do SporTV2.

Sobre a autora

Carolina Canossa - Jornalista com experiência de dez anos na cobertura de esportes olímpicos, com destaque para o vôlei, incluindo torneios internacionais masculinos e femininos.

Sobre o blog

O Saída de Rede é um blog que apresenta reportagens e análises sobre o que acontece no vôlei, além de lembrar momentos históricos da modalidade. Nosso objetivo é debater o vôlei de maneira séria e qualificada, tendo em vista não só chamar a atenção dos fãs da modalidade, mas também de pessoas que não costumam acompanhar as partidas regularmente.