Topo
Saída de Rede

Saída de Rede

Com bom volume de jogo, seleção feminina volta a vencer na Liga das Nações

Janaína Faustino

2030-05-20T19:16:10

30/05/2019 16h10

Equipe brasileira não teve grande dificuldade para derrotar a seleção búlgara na tarde desta quinta-feira (30) (Foto: Divulgação/FIVB)

Depois do revés diante da Polônia, a seleção feminina de vôlei se reabilitou nesta quinta-feira (30), batendo a equipe búlgara por 3 sets a 0 (25-18, 25-23 e 25-18). Com o triunfo, o time de José Roberto Guimarães somou quatro vitórias em seis jogos, encerrando sua participação na segunda etapa da Liga das Nações na quinta colocação.

Estreante na elite do vôlei feminino, a Bulgária mostrou toda a fragilidade que a mantém na lanterna desta fase classificatória, sem conseguir vencer nenhum dos jogos disputados até o momento no torneio. Com isso, o time não deu muito trabalho ao Brasil.

Com um bom volume de jogo, a seleção fez uma exibição tranquila e mais consistente no ataque (o placar ficou em 47 a 36 no fundamento), diferentemente do que ocorreu contra a equipe polonesa, quando teve grande dificuldade para colocar a bola no chão. A oposta Paula Borgo, que necessita mostrar mais regularidade no campeonato, foi quem mais se destacou nas ações ofensivas, com 18 acertos.

A levantadora Macris, atuando com o passe nas mãos durante a maior parte do confronto, conseguiu realizar uma distribuição eficiente e mais fluida, acionando com mais frequência as centrais. Destaque para a meio de rede Mara, que teve uma bela atuação, anotando 12 pontos. Do outro lado da quadra, a ponteira Gergana Dimitrova foi responsável por 15 acertos.

Leia mais:

Naturalizado brasileiro, Leal se apresenta à seleção

Por Tóquio-2020, seleção feminina inicia temporada com grupo renovado

Assim, fazendo jus à sua superioridade técnica, a equipe brasileira encaminhou a vitória apostando ainda em um sistema defensivo que também se posicionou melhor. Outro ponto positivo foi o saque mais consistente, causando grande incômodo à linha de passe europeia. O técnico Zé Roberto voltou a utilizar o banco, colocando a levantadora Roberta e as ponteiras Julia Bergmann e Tainara em jogo.

Destaque negativo para a oscilação pela qual o time brasileiro ainda passa na recepção em alguns momentos. Foram as falhas neste fundamento que fizeram com que a equipe búlgara se aproximasse perigosamente no placar na segunda parcial. A seleção ainda cometeu alguns erros bobos e desperdiçou contra-ataques desnecessários que poderiam ter feito falta no decorrer do confronto.

A próxima parada da seleção brasileira será na cidade de Lincoln, nos Estados Unidos, onde iniciará a terceira fase da competição. Alemanha, Coreia do Sul e a equipe anfitriã serão os adversários entre os dias 4 a 6 de junho.

Curta o Saída de Rede no Facebook!

Siga-nos no Twitter:@saidaderede

Sobre a autora

Carolina Canossa - Jornalista com experiência de dez anos na cobertura de esportes olímpicos, com destaque para o vôlei, incluindo torneios internacionais masculinos e femininos.

Sobre o blog

O Saída de Rede é um blog que apresenta reportagens e análises sobre o que acontece no vôlei, além de lembrar momentos históricos da modalidade. Nosso objetivo é debater o vôlei de maneira séria e qualificada, tendo em vista não só chamar a atenção dos fãs da modalidade, mas também de pessoas que não costumam acompanhar as partidas regularmente.