Topo
Saída de Rede

Saída de Rede

Taubaté mostra a força do elenco e empata a final da Superliga masculina

Carolina Canossa

2027-04-20T19:23:22

27/04/2019 23h22

Ricardo Lucarelli e Facundo Conte estavam entre destaques da segunda partida da decisão (Foto: Gaspar Nobrega/Inovafoto/CBV)

Se no feminino já sabemos quem possui o melhor time do Brasil, no masculino a definição ainda está longe de acabar. Derrotado por 3 a 0 fora de casa pelo Sesi na primeira final, a EMS Taubaté Funvic foi embalada pela força de sua torcida e devolveu a vitória em sets direitos na noite deste sábado (27), empatando a série melhor-de-cinco em 1 a 1. As parciais foram de 25-23, 25-22 e 25-20.

Agora, os dois times voltam a se enfrentar na terça-feira (30), às 21h30, para saber quem terá a chance de levantar a taça no quarto jogo, programado para sábado (4), no mesmo horário. Caso seja necessário, o quinto e decisivo duelo será realizado no dia 11. Todas as partidas restantes serão jogadas em um ginásio neutro, a Arena Suzano, em Suzano (SP).

Leia mais:

– Por que a seleção feminina tem acumulado pedidos de dispensa?

– Crise no Sistema S: Giovane fala em investimento menor no Sesc-RJ

O grande segredo do triunfo de Taubaté foi a força do elenco. Depois de um primeiro set no qual aproveitou-se de um excelente saque para superar o rival paulistano, Taubaté passou a sentir dificuldades no ataque após acerto de marcação feito pelo técnico Rubinho na segunda etapa. Renan Dal Zotto então fez inversão 5-1, colocando o levantador Nico Uriarte e o oposto Abouba no lugar de Leandro Vissotto e Rapha, não só reequilibrando as ações como também virando um placar que era de grande desvantagem até então.

Deu tão certo que o treinador, que também comanda a seleção brasileira, manteve o time modificado em quadra na terceira parcial. Errando mais do que o costume, principalmente no ataque, o Sesi sentiu a falta de um banco tão qualificado como o do adversário, ficando sem reagir, perdendo uma invencibilidade de 18 jogos na Superliga.

Destaque ainda para Ricardo Lucarelli. Vítima de sérios problemas físicos nas últimas duas temporadas, o ponteiro de Taubaté mostrou mais uma vez que está plenamente recuperado não só com bons ataques como com passagens importantes no saque – ao todo, ele somou 16 pontos. O prêmio de melhor em quadra, porém, ficou com seu parceiro de posição, o argentino Facundo Conte, que fez 11 e também teve participação decisiva na vitória que deixa a final totalmente aberta.

Curta o Saída de Rede no Facebook!

Siga-nos no Twitter: @saidaderede

Sobre a autora

Carolina Canossa - Jornalista com experiência de dez anos na cobertura de esportes olímpicos, com destaque para o vôlei, incluindo torneios internacionais masculinos e femininos.

Sobre o blog

O Saída de Rede é um blog que apresenta reportagens e análises sobre o que acontece no vôlei, além de lembrar momentos históricos da modalidade. Nosso objetivo é debater o vôlei de maneira séria e qualificada, tendo em vista não só chamar a atenção dos fãs da modalidade, mas também de pessoas que não costumam acompanhar as partidas regularmente.