Topo
Saída de Rede

Saída de Rede

Gabi alerta: "Ainda não estamos com a mão na taça"

Carolina Canossa

21/04/2019 20h51

Gabi marcou 22 pontos para o Minas e foi eleita a melhor em quadra (Foto: Yuri Laurindo)

A vantagem de 1 a 0 na série melhor-de-três diante do Dentil/Praia Clube, um adversário já derrotado outras quatro vezes na temporada, não é suficiente para convencer a ponta Gabi, do Itambé Minas, de que o clube de Belo Horizonte está muito próximo de ficar com o título da Superliga feminina 2018/2019.

"Ainda não estamos com a mão na taça, pelo contrário, pois o Praia mostrou que não vai entregar nada fácil para a gente", comentou a jogadora, referindo-se ao fato de a equipe de Uberlândia ter levado para o tie-break um duelo que chegou a estar perdendo por 2 sets a 0. " Elas mostraram muita força, se reergueram na partida. Agora temos alguns dias para descansar um pouco, analisar os erros que cometemos, algumas coisas que batemos a cabeça e não podem ser repetir", alertou.

Para a levantadora Macris, um dos destaques do Minas ao longo da temporada, a tranquilidade do time mesmo diante da concretização de uma virada por parte do Praia, foi fundamental para a vitória no quinto set.

Leia mais:

– Gabi compara Lavarini a Bernardo e Zé Roberto: "Vai conquistar muita coisa"

– Brait pede dispensa e Thaisa anuncia adeus à seleção feminina

"No momento decisivo é preciso manter a cabeça no lugar, o sangue frio. A cada set tentamos dar o nosso melhor e, mesmo nos que perdemos, mantivemos a calma. Antes do tie-break conversamos, lembramos que somos um grupo, que uma precisa da ajuda da outra, e que era mais uma oportunidade de colocar tudo que sabemos em ação. O Praia tem uma grande equipe, precisamos estar sempre atentas, e todo jogo contra elas será difícil", afirmou.

O técnico Stefano Lavarini, por sua vez, ressaltou que espera novos confrontos equilibrados nesta final. "É importante porque demos um passo para o nosso objetivo, mas sabemos que precisamos ganhar dois jogos. Foi uma grande batalha. Começamos um pouco melhores, mas o Praia cresceu de produção e passou a jogar muito bem na defesa. Felizmente conseguimos voltar para o jogo no quinto set. Acredito que essa série será muito disputada até o final", avaliou.

ROSAMARIA RESSALTA UNIÃO EM PROL DE GARAY

Mesmo sem Garay, Praia mostrou união para quase vencer a partida (Foto: Yuri Laurindo)

Não bastasse a derrota no duelo, o Praia ainda sofreu outro duro baque neste domingo: uma de suas principais jogadoras, a ponteira Fernanda Garay pisou no pé da adversária Mara ao descer de um bloqueio no fim do primeiro set e torceu o tornozelo direito, saindo carregada de quadra. A campeã olímpica em Londres 2012 passará por exames na manhã desta segunda (22) para saber a gravidade do problema.

Garay foi imediatamente substituída por Ellen, mas, pouco depois, o técnico Paulo Coco também colocou Rosamaria em quadra como outra ponteira, no lugar de Michelle. E foi justamente Rosa quem revelou que a união do grupo em prol da colega machucada foi o combustível para o time de Uberlândia ter reequilibrado a primeira final.

"A gente tem que pensar em um jogo de cada vez. Infelizmente este não deu, a vitória acabou não vindo, mas nosso time foi muito guerreiro. E sei que podemos crescer muito. Quando perdemos a Fê Garay soubemos que precisaríamos fazer ainda mais, precisaríamos jogar por ela, que é uma peça chave em nossa equipe. Fiquei feliz que conseguimos mostrar força e virar uma situação muito adversa, e mostra que temos muito a crescer. Colocamos muita vontade dentro de quadra", contou.

Minas e Praia voltam a se enfrentar na próxima sexta (26), às 21h30, no ginásio Sabiazinho, em Uberlândia (MG). Se vencer novamente, o Minas volta a ser campeão brasileiro depois de 17 anos. Já o Praia, que luta pelo bi, precisa do resultado positivo para forçar o terceiro jogo, no dia 3 de maio, em Belo Horizonte.

– Curta o Saída de Rede no Facebook!

– Siga-nos no Twitter: @saidaderede

Sobre a autora

Carolina Canossa - Jornalista com experiência de dez anos na cobertura de esportes olímpicos, com destaque para o vôlei, incluindo torneios internacionais masculinos e femininos.

Sobre o blog

O Saída de Rede é um blog que apresenta reportagens e análises sobre o que acontece no vôlei, além de lembrar momentos históricos da modalidade. Nosso objetivo é debater o vôlei de maneira séria e qualificada, tendo em vista não só chamar a atenção dos fãs da modalidade, mas também de pessoas que não costumam acompanhar as partidas regularmente.