Topo
Saída de Rede

Saída de Rede

“Zebras” na Copa Brasil, Minas e Maringá buscam força mental nas semifinais

Janaína Faustino

2025-01-20T19:06:00

25/01/2019 06h00

Uma das semifinalistas da Copa Brasil, equipe do Minas aposta na força de seus jovens atletas (Foto: Orlando Bento/MTC)

Em sua quinta edição, a Copa Brasil de vôlei masculino vem surpreendendo os fãs da modalidade com jogos parelhos e algumas gratas surpresas. Equipes com maior poder econômico, como Sesc-RJ e Sesi-SP, atualmente terceira e segunda colocadas na Superliga e, até então, vistas como candidatas ao título da Copa, acabaram superadas nas quartas de final por Fiat/Minas e Copel/Telecom Maringá Vôlei, respectivamente – hoje sexto e sétimo na classificação geral da mais importante competição nacional.

Ambos os favoritos perderam para seus adversários em casa e em partidas equilibradas por 3 sets a 2. Com isso, superando as expectativas de muitos, Maringá e Minas garantiram as vagas nas semifinais e enfrentarão Sada Cruzeiro e EMS Taubaté Funvic, na ordem, em jogos que serão disputados no próximo sábado (26), em Lages, Santa Catarina. A grande final será no domingo (27).

Em ascensão na temporada, o time do Maringá tem conseguido um desempenho satisfatório e está empatado em 20 pontos com o quinto colocado Vôlei Renata na tabela da Superliga. Além disso, a equipe impôs uma dura derrota ao poderoso Sesc-RJ por 3 a 1 no começo deste returno, tirando dos cariocas a liderança na competição. Segundo o treinador Alessandro Fadul, a performance é o foco principal do time. Para ele, é preciso pensar em jogar bem antes de falar em vencer.

"Nas partidas das quartas de final contra o Sesi-SP, nós sabíamos da força da equipe, do favoritismo, do histórico e do nível de investimento. Mas, assim como em todos os jogos, nesse nós entramos para tentar repetir o bom desempenho e readquirir nosso ritmo de jogo. Nós vínhamos de um turno de Superliga muito bom e então nosso foco principal era entrar em quadra para fazer o melhor", explica.

Para Alessandro Fadul, técnico do Maringá, equipe precisa focar no desempenho se quiser chegar à final (Foto: João Paulo Santos/Resenha Comunicação)

De acordo com o técnico, a vitória é fruto de um trabalho contínuo em equipe. "Saímos de uma situação difícil no primeiro set onde fomos muito mal. Mas conseguimos equilibrar as ações e saímos de quadra com uma vitória que poucos esperavam. Uma vitória importante, construída, fruto de uma qualidade no dia a dia que se refletiu na partida. Foi um jogo importante em um momento bom para a equipe, para a cidade e para o projeto", salienta.

Sobre a semifinal contra o Cruzeiro, Fadul se mostra confiante e, ao mesmo tempo, com os pés no chão. "Nossa expectativa é repetir as boas atuações que a gente vem tendo. Não estamos preocupados se vamos passar ou não para a final (…). Nosso foco principal tem sido o nosso desempenho. Evoluir a cada partida, fazer sempre um jogo melhor do que o anterior. E nós sabemos que estamos jogando bem e que, atuando da forma como estamos atuando, nós temos condições de equilibrar as partidas contra qualquer equipe", coloca.

Leia mais:

"Meu sonho é ser campeão olímpico com a seleção", diz Gabriel Vaccari

Primeiro turno da Superliga masculina reforça equilíbrio entre favoritos

"É plenamente possível repetir um bom jogo. A gente só precisa de uma boa partida para chegar à final de uma Copa Brasil. Então, é possível vencer, chegar à decisão e surpreender, quem sabe, saindo de lá com o título. Mas não estamos preocupados com isso, ansiosos, afoitos. Muito pelo contrário, estamos bem tranquilos, com os pés no chão. Sabemos muito bem o que temos que fazer e o que podemos fazer dentro de quadra", complementa o treinador de Maringá.

Já o técnico do Minas, Nery Tambeiro, atribui o bom momento do time, atual sexto colocado na Superliga, a um projeto que vem dando espaço aos jovens atletas e a um processo de preparação que culmina no crescimento da equipe. "Ganhar do Sesc foi uma tarefa árdua. Tanto que o jogo foi 3 a 2. Mas o Minas tem jovens valores que estão despontando e que, quando jogam o seu melhor, a equipe consegue fazer jogo duro com os melhores times", ressalta.

Para o levantador Marlon, equipe minastenista vem construindo mentalidade vencedora (Foto: Orlando Bento/MTC)

O experiente levantador Marlon faz coro com o técnico: "Eu vejo como um processo de crescimento, evolução, não dependendo de contra quem foi. [Não importa] se foi contra uma equipe que hoje tem um dos maiores investimentos ou não. Porque a gente alimenta a vitória diariamente nos treinos. A gente fez uma preparação para a retomada do segundo turno da Superliga e consequentemente o jogo da Copa Brasil. O resultado mostra que a gente fez exatamente o que tinha que ser feito", afirma, categórico.

"O trabalho foi construído, a evolução e [teve] a performance de alguns atletas que melhorou. Tudo isso era esperado. Não penso que nós ultrapassamos as expectativas das pessoas. Penso que estamos construindo essa equipe para vencer quem for", observa o armador.

Sobre a possibilidade de ganhar de Taubaté e chegar à final da Copa Brasil, o jogador do Minas menciona que o time precisa estar pronto mentalmente para superar qualquer adversário. "O pensamento é o mesmo. É uma equipe grande? Ótimo. Se fosse uma de médio ou menor porte, seria ótimo também. Porque para nós o que vale é a próxima partida. E a gente constrói assim o nosso dia a dia, a nossa mentalidade para vencer. Se for na Copa Brasil agora, vai gerar um resultado fantástico para nós. E isso alimenta ainda mais a nossa motivação".

O treinador minastenista também afirma que o time precisa jogar bem e ceder menos erros ao rival. "Acho que o Minas entra em quadra para ganhar. Se vamos vencer ou não, é outra circunstância. Mas vamos encarar o Taubaté da melhor forma possível, tentando enfrentá-los de igual para igual e aproveitando as oportunidades que vão aparecer. É importante minimizar os nossos erros. E sabemos que para conquistarmos a vitória o nosso saque tem que funcionar (…). O Minas não vai entrar em quadra se contentando com qualquer posição. Queremos a vitória e almejamos chegar o mais longe que pudermos no campeonato", finaliza.

COPA BRASIL

Semifinais – sábado (26)

Sada Cruzeiro x Copel Telecom/Maringá Vôlei, às 19h (horário de Brasília), no Ginásio Jones Minosso, em Lages (SC) – SporTV2

Fiat/Minas x EMS Taubaté Funvic, às 21h (horário de Brasília), no Ginásio Jones Minosso, em Lages (SC) – SporTV2

Final – domingo (27)

Às 19h30 (horário de Brasília), no Ginásio Jones Minosso, em Lages (SC) – SporTV2

Curta o Saída de Rede no Facebook!

Siga-nos no Twitter: @saidaderede

Sobre a autora

Carolina Canossa - Jornalista com experiência de dez anos na cobertura de esportes olímpicos, com destaque para o vôlei, incluindo torneios internacionais masculinos e femininos.

Sobre o blog

O Saída de Rede é um blog que apresenta reportagens e análises sobre o que acontece no vôlei, além de lembrar momentos históricos da modalidade. Nosso objetivo é debater o vôlei de maneira séria e qualificada, tendo em vista não só chamar a atenção dos fãs da modalidade, mas também de pessoas que não costumam acompanhar as partidas regularmente.