Topo
Saída de Rede

Saída de Rede

Emergente, Fluminense incomoda favoritos e busca regularidade na Superliga

Janaína Faustino

12/12/2018 06h00

Fluminense, do técnico Hylmer Dias, vem mostrando consistência na Superliga e tem dado trabalho aos times considerados favoritos (Foto: Lucas Merçon)

Diferentemente das edições anteriores, a temporada 2018/2019 de clubes do Brasil, já neste início, vem sendo pautada pelo equilíbrio. Fatores como o nível de investimento financeiro, a participação recorde de estrangeiras e a repatriação de jogadoras consagradas e experientes têm colaborado para uma disputa mais acirrada nesta 25ª edição da Superliga feminina de vôlei. Além disso, equipes tradicionais vêm sendo superadas por emergentes, evidenciando o potencial de diversos times para concorrer a uma vaga nos playoffs.

O Fluminense é um exemplo disso. Com desempenho satisfatório em sua terceira participação na elite do vôlei nacional, o Tricolor carioca vem se destacando neste começo de primeiro turno, dando trabalho a equipes que acumulam experiência e títulos na competição. Além de ter batido o Osasco Audax por 3 sets a 0 dentro da casa do rival, em jogo válido pela quarta rodada do torneio, e ter derrubado a invencibilidade do Sesc-Rio, vencendo o clássico carioca de forma categórica por 3 sets a 1, o time comandado pelo técnico Hylmer Dias, ex-assistente de Bernardinho, assumiu a vice-liderança na tabela, com 13 pontos – atrás apenas do atual campeão Dentil Praia Clube.

Má organização e falta de estrutura fazem Superliga passar vergonha

Promessa de equilíbrio marca a 25a edição da Superliga feminina

Imprensa italiana especula Renan no Civitanova, mas técnico nega contato

Em entrevista ao Saída de Rede, o treinador Hylmer Dias falou sobre o atual momento da equipe na Superliga, sustentando que a boa fase é fruto de muito trabalho. "Atribuo [este momento] ao trabalho duro e à manutenção de uma base de jogadoras que deram certo na temporada passada, como [as centrais] Letícia Hage, Lara, [a levantadora] Giovana e [a líbero] Sassá, que nos permite já ter um grau de entrosamento", destacou. Segundo ele, além disso, a chegada da oposta Joycinha, que estava no Canakkale (Turquia) e da ponteira Pri Daroit, ex-Minas, também foi decisiva para a evolução do time.

Contratada nesta temporada, a experiente oposta Joycinha vem se destacando na saída de rede do Tricolor carioca (Foto: Mailson Santana)

De acordo com ele, a oposta Joycinha, que voltou ao Brasil após seis temporadas no exterior, trouxe mais experiência ao grupo. "Joyce veio substituir a Renatinha, um símbolo do projeto que muito nos ajudou e atendeu uma carência que tínhamos de definição nas bolas mais altas. Vem somando muito com sua experiência, liderança e espírito bom para o coletivo. Estamos muito satisfeitos", elogiou. A atleta também expressou alegria por ter voltado ao Brasil para atuar pela equipe carioca e mencionou que ainda está em busca do melhor entrosamento com as companheiras, o que ela acredita que deverá vir também com os jogos no decorrer da temporada. "Treinamos por um bom tempo, mas tem coisa que só se ganha jogando mesmo", ressaltou.

Sobre as ambições do Fluminense no campeonato, Hylmer Dias é cauteloso: "Sabemos que o campeonato é muito duro, equilibrado, com times muito fortes, jogadoras consagradas e técnicos renomados. Queremos jogar de igual para igual com todos e estar sempre entre os oito para depois pensarmos em algo a mais", concluiu. Joycinha faz coro com o treinador: "A Superliga só está começando. Conseguimos vitórias expressivas, mas ainda temos muitos jogos pela frente. Meu objetivo é o mesmo do grupo: o crescimento do time durante o campeonato", finalizou a oposta.

Curta o Saída de Rede no Facebook!

Siga-nos no Twitter: @saidaderede

Sobre a autora

Carolina Canossa - Jornalista com experiência de dez anos na cobertura de esportes olímpicos, com destaque para o vôlei, incluindo torneios internacionais masculinos e femininos.

Sobre o blog

O Saída de Rede é um blog que apresenta reportagens e análises sobre o que acontece no vôlei, além de lembrar momentos históricos da modalidade. Nosso objetivo é debater o vôlei de maneira séria e qualificada, tendo em vista não só chamar a atenção dos fãs da modalidade, mas também de pessoas que não costumam acompanhar as partidas regularmente.