Topo
Saída de Rede

Saída de Rede

Os desafios do Sada Cruzeiro no Campeonato Mundial de Clubes

Carolina Canossa

24/11/2018 06h00

Equipe cruzeirense perdeu jogadores importantes para esta temporada, mas busca adaptação às novas peças para atingir o melhor nível no Mundial de Clubes (Fotos: Divulgação/ FIVB)

Por Janaina Faustino

Após perder jogadores fundamentais para esta temporada, como o ponteiro Yoandy Leal e o central Robertlandy Simon, o Sada Cruzeiro vem vivendo um período de adaptação às novas peças que chegaram. Além do passador norte-americano Taylor Sander e do meio-de-rede francês Kévin Le Roux, o levantador Fernando Cachopa assumiu a titularidade no lugar do argentino Nico Uriarte, que se transferiu para o EMS Taubaté Funvic. Com tantas mudanças e a habitual oscilação de início de temporada, o time ainda busca mais regularidade e entrosamento. E será desta forma, procurando alcançar o seu melhor nível, que a equipe de Marcelo Mendez fará sua estreia nesta segunda-feira (26) no Mundial de Clubes de vôlei masculino, na Polônia, almejando a conquista de seu quarto título no torneio.

Além do melhor entrosamento com as peças recém-contratadas, a Raposa ainda procura reintegrar o ponta Filipe, capitão do time, que voltou a jogar após três semanas sem atuar por causa de uma lesão na panturrilha. Filipe entrou em quadra contra o Caramuru, na última partida disputada pelo Cruzeiro na Superliga antes do Mundial. Sem ele, Mendez estava utilizando Sander e Rodriguinho na entrada de rede. Com o seu retorno e a intensificação dos treinamentos, será preciso observar em quais condições físicas o ponteiro estará para disputar a competição.

Em relação aos adversários do torneio internacional, é possível afirmar que a equipe celeste caiu em uma chave mais acessível nesta primeira fase. Além do time da casa, o Asseco Resovia, o clube mineiro jogará pelo grupo B, nesta ordem, contra o italiano Trentino e o iraniano Khatam Ardakan. As maiores "pedreiras", no entanto, estão no grupo A: o italiano Lube Civitanova, de Leal, Simon, Bruninho e Osmany Juantorena, o russo Zenit Kazan, atual campeão mundial que conta com Matt Anderson, Maxim Mikhaylov e o recém-contratado Earvin Ngapeth, o polonês Skra Belchatow e o também russo Fakel Novy Urengoy. Os dois primeiros classificados de cada grupo avançarão para as semifinais.

Sada Cruzeiro busca o tetracampeonato mundial, o primeiro fora de casa

Contudo, apesar de ter caído no grupo menos complicado, não dá para dizer que a chave dos mineiros seja uma "moleza". Ao contrário, o primeiro adversário, o polonês Asseco Resovia, é bastante competitivo e pode incomodar qualquer favorito. Tem em seu elenco jogadores de várias seleções importantes, entre eles, os norte-americanos Kawika Shoji (levantador) e David Smith (central), o talentoso ponteiro polonês Mateusz Mika e o habilidoso passador francês Thibault Rossard.

Em seguida, os cruzeirenses encaram, na próxima quarta-feira (28), o Trentino, um dos mais tradicionais clubes de vôlei do mundo e, certamente, candidato a avançar às semifinais junto com a equipe de Belo Horizonte. Para a temporada 2018/2019, o time italiano contratou reforços de peso, como o meio-de-rede sérvio Srecko Lisinac, o ponteiro norte-americano Aaron Russell e o líbero francês Jenia Grebennikov – o melhor do mundo na atualidade –, além de ter mantido no plantel o armador Simone Giannelli e o ponteiro sérvio Uros Kovacevic. Para se ter uma ideia do nível do grupo, todos estes jogadores atuaram como titulares em suas respectivas seleções no último Campeonato Mundial.

Block no racismo: os grandes negros da história do vôlei

Fechando a primeira fase, a Raposa enfrentará, no dia seguinte, os iranianos do Khatam Ardakan, "azarão" do grupo, mas que também conta com atletas da seleção asiática, como o oposto Shahram Mahmoudi e o líbero Mehdi Marandi. Além disso, por ser o rival considerado mais frágil, exigirá do time de Marcelo Mendez mais regularidade e, principalmente, concentração para evitar qualquer deslize. Afinal, caberá aos favoritos evitar a perda de pontos para que a classificação para as semifinais não seja prejudicada.

As cidades de Plock e Rzeszów recebem, respectivamente, os grupos A e B. As semifinais e a grande final serão disputadas em Czestochowa.

O SporTV2 transmite todos os jogos do Campeonato Mundial de Clubes. Confira os dias e horários (de Brasília):

Segunda (26)

17h20 – Asseco Resovia x Sada Cruzeiro

Quarta (28)

14h20 – Sada Cruzeiro x Trentino

Quinta (29)

17h20 – Khatam Ardakan x Sada Cruzeiro

 

Curta o Saída de Rede no Facebook!

Siga-nos no Twitter:@saidaderede

 

Sobre a autora

Carolina Canossa - Jornalista com experiência de dez anos na cobertura de esportes olímpicos, com destaque para o vôlei, incluindo torneios internacionais masculinos e femininos.

Sobre o blog

O Saída de Rede é um blog que apresenta reportagens e análises sobre o que acontece no vôlei, além de lembrar momentos históricos da modalidade. Nosso objetivo é debater o vôlei de maneira séria e qualificada, tendo em vista não só chamar a atenção dos fãs da modalidade, mas também de pessoas que não costumam acompanhar as partidas regularmente.