Topo
Saída de Rede

Saída de Rede

Com distribuição homogênea, Brasil derrota a Eslovênia e avança no Mundial

Carolina Canossa

22/09/2018 17h36

O triunfo garantiu a equipe comandada por Renan Dal Zotto na liderança do Grupo F (Crédito: Divulgação/FIVB)

Por Daniel Rodrigues

A seleção masculina do Brasil protagonizou uma grande atuação no Campeonato Mundial na tarde deste sábado (22). Diante da Eslovênia, uma das revelações da competição, os brasileiros souberam se impor do início ao fim e, com consistência, superaram os adversários europeus por 3 sets a 0, com parciais de 25-22, 25-21 e 25-16, em partida disputada na cidade de Bolonha, na Itália. O triunfo garantiu a equipe comandada por Renan Dal Zotto na liderança do Grupo F, independente do próximo desafio contra a Bélgica, e a consequente classificação para terceira fase do torneio, que será realizada em Turim.

Assim como na vitória contra os australianos, o time atual campeão olímpico entrou em quadra com Bruninho, Wallace, Douglas Souza, Lipe, Lucão, Isac e o líbero Thales. O central Maurício Souza seguiu sendo poupado pela comissão, após sentir um desconforto na coxa direita, na última quinta-feira (20). Isac, escalado para seu lugar, substituiu o jogador à altura e foi um dos destaques do confronto, com 11 pontos, além de excelentes sequências de saque.

Leia também: Brasil tem caminho livre rumo à 3ª fase do Mundial, mas bloqueio preocupa

Após polêmica com Bolsonaro, seleção proíbe expressões políticas coletivas

Outro jogador de grande relevância na tarde deste sábado foi o ponteiro Douglas Souza. Aos 23 anos, o atleta foi o maior pontuador do embate com 15 bolas no chão, sendo 12 em ataques, duas em bloqueios e um ace. O campeão olímpico vem se destacando mais a cada compromisso da seleção, tornando-se uma opção importante para Bruninho.

O passe regular foi outro ponto alto do jogo contra os eslovenos, conhecidos pelo forte poderio no saque. Com o fundo de quadra estabilizado por Douglas, Lipe e Thales, o levantador Bruno conseguiu variar suas jogadas positivamente, voltou a utilizar os centrais com maior frequência e diminuiu a incidência de bolas para Wallace. Com 10 pontos, o oposto terminou a partida somente como o terceiro maior anotador brasileiro, fato raro na temporada.

Em relação aos fundamentos ofensivos, pôde-se observar uma evolução no bloqueio, responsável por seis pontos dos 75 marcados. A marcação evoluiu, mas ainda precisa ser mais eficiente, principalmente contra os adversários mais qualificados que deverão vir pela frente. Com nove aces, o Brasil também demonstrou sua agressividade no saque, facilitando o caminho para um resultado mais tranquilo. Por fim, o fator que mais desequilibrou no duelo foram os erros, sendo 25 da Eslovênia e somente 16 dos brasileiros. Os números refletem a atuação contundente dos comandados de Renan e dão confiança ao grupo para a fase sequente.

A seleção volta à quadra já neste domingo (23), quando irá enfrentar a Bélgica, às 15h30. Como o Brasil já está classificado para a próxima etapa, o compromisso poderá servir de descanso para os titulares, dando oportunidades a alguns atletas que não vêm sendo utilizados com frequência na competição.

Curta o Saída de Rede no Facebook!

Siga-nos no Twitter: @saidaderede

 

 

 

Sobre a autora

Carolina Canossa - Jornalista com experiência de dez anos na cobertura de esportes olímpicos, com destaque para o vôlei, incluindo torneios internacionais masculinos e femininos.

Sobre o blog

O Saída de Rede é um blog que apresenta reportagens e análises sobre o que acontece no vôlei, além de lembrar momentos históricos da modalidade. Nosso objetivo é debater o vôlei de maneira séria e qualificada, tendo em vista não só chamar a atenção dos fãs da modalidade, mas também de pessoas que não costumam acompanhar as partidas regularmente.