Topo
Saída de Rede

Saída de Rede

Aos 42 anos, campeão olímpico Ricardinho anuncia aposentadoria

Carolina Canossa

18/07/2018 17h36

Campeão olímpico é considerado um revolucionário na posição de levantador (Foto: Divulgação/FIVB)

Por Naiara Araújo 

Essa não é a primeira despedida do mês no vôlei brasileiro. Após Jaqueline anunciar a sua saída da seleção, foi a vez de Ricardinho se despedir das quadras. Nesta quarta-feira (18), o campeão olímpico, que fez história como levantador na seleção brasileira, anunciou a sua aposentadoria.

Foram anos dedicados ao vôlei, não só com a camisa da seleção, mas também com o uniforme de clubes como o Banespa, Suzano, Minas, Vôlei Futuro, além dos italianos Treviso e Modena. Por último, o Maringá, equipe que Ricardinho defendeu e na qual segue como presidente.

Segundo o jogador, a decisão já vinha sendo pensada há algum tempo. "Decidi me dedicar 100% não só ao projeto social, mas quanto à equipe principal. Realmente fora de quadra. O corpo está 100%, estou voando, a cabeça está voando. Mas foi uma decisão que tive de tomar. E tomei. É o que tem de ser feito. Não tem muito o que questionar ", explicou Ricardinho ao Globo Esporte.

Ao longo da sua trajetória, Ricardinho não só colecionou vitórias e lances geniais, mas também crises, como a polêmica com o técnico Bernardinho.

Não há dúvidas de que ele se despede com uma bagagem cheia de vitórias e a certeza de que nunca será esquecido pelo seu desempenho como levantador. Acompanhado de uma das melhores formações que a seleção brasileira já apresentou, Ricardinho conquistou o título de campeão olímpico nos Jogos de Atenas em 2004. Oito anos mais tarde, em Londres, fez parte do time que voltou para casa com a medalha de prata.

Dos três títulos mundiais da seleção, ele esteve presente nas vitórias de 2002 e 2006. Ricardinho também fez história na Copa dos Campeões e na Liga Mundial, campeonato que lhe rendeu seis títulos de campeão.

Além de Ricardinho, recentemente outros três ídolos do vôlei brasileiro também deixaram as quadras: André Nascimento, Dante e Fabi. Com a decisão do levantador, somente um campeão olímpico do vôlei masculino em Atenas segue em atividade, o líbero Serginho, que também trabalhará na comissão técnica do Corinthians-Guarulhos na próxima temporada.

Curta o Saída de Rede no Facebook
Siga-nos no Twitter: @saidaderede

Sobre a autora

Carolina Canossa - Jornalista com experiência de dez anos na cobertura de esportes olímpicos, com destaque para o vôlei, incluindo torneios internacionais masculinos e femininos.

Sobre o blog

O Saída de Rede é um blog que apresenta reportagens e análises sobre o que acontece no vôlei, além de lembrar momentos históricos da modalidade. Nosso objetivo é debater o vôlei de maneira séria e qualificada, tendo em vista não só chamar a atenção dos fãs da modalidade, mas também de pessoas que não costumam acompanhar as partidas regularmente.