PUBLICIDADE
Topo

Saída de Rede

Viradas marcam abertura da fase final da Liga das Nações feminina

Carolina Canossa

27/06/2018 12h31

Zhu, mais uma vez, carregou a seleção chinesa nas costas (Fotos: Divulgação/FIVB)

Favoritas ao título da Liga das Nações feminina, as seleções dos Estados Unidos e da China passaram por sustos para vencer na abertura da fase final da competição, nesta quarta (27) em Nanjing (China). Enquanto as americanas tiveram que virar um 0 a 2 diante da Turquia antes de fazer 17-25, 21-25, 25-21, 25-15 e 15-11, as donas da casa também passaram dificuldades para triunfar por 3 a 1 (20-25, 25-21, 25-22 e 25-18).

O destaque do dia ficou com a grande estrela do voleibol na atualidade, a chinesa Ting Zhu, responsável por 35 pontos. A oposta holandesa, Lonneke Sloetjes, também foi bem, com 28 acertos, enquanto Anne Buijs alcançou os 20 pontos. O esforço das europeias, porém, não foi suficiente para evitar o resultado negativo e agora elas precisam de uma vitória diante do Brasil nesta quinta (28), às 8h15 (horário de Brasília), se quiserem continuar na luta por um lugar no pódio.

Curta o Saída de Rede no Facebook!

Siga-nos no Twitter: @saidaderede

Mais cedo, os Estados Unidos voltaram a apresentar dificuldades contra as turcas, para quem já haviam perdido na primeira semana da competição. O que salvou a equipe do técnico Karch Kiraly foram as entradas de Michelle Bartsch-Hackley e Tetori Dixon no time titular a partir do terceiro set: juntas, elas somaram 32 pontos. Pelo lado turco, o destaque individual ficou por conta de Meliha Ismailoglu, que marcou 18 pontos (16 de ataque, um de bloqueio e um ace).

Kiraly exaltou o poder de reação da equipe, mas deixou claro que não gostou do voleibol das americanas

Apesar do susto, Karch Kiraly preferiu exaltar a qualidade do técnico rival, o italiano Giovanni Guidetti, além do poder de recuperação de sua equipe. "Eles estão fazendo uma ótima temporada esse ano e jogando em um nível muito alto, mas estou orgulhoso da resposta do nosso time. Nunca é fácil, mas há partidas que são complicadas o tempo inteiro. Lutamos o tempo inteiro e essa é a única coisa que podemos tirar deste duelo", admitiu.

A Turquia também volta à quadra nesta quinta, só que às 4 horas (de Brasília) para encarar a Sérvia. Estados Unidos e China ganham folga e só atuam novamente na sexta-feira (29). Os seis times desta fase final estão divididos em dois grupos (Brasil, China e Holanda de um lado e Estados Unidos, Sérvia e Turquia do outro), sendo que os dois melhores de cada chave se classificam para a semifinal.

Sobre a autora

Carolina Canossa - Jornalista com experiência de dez anos na cobertura de esportes olímpicos, com destaque para o vôlei, incluindo torneios internacionais masculinos e femininos.

Sobre o blog

O Saída de Rede é um blog que apresenta reportagens e análises sobre o que acontece no vôlei, além de lembrar momentos históricos da modalidade. Nosso objetivo é debater o vôlei de maneira séria e qualificada, tendo em vista não só chamar a atenção dos fãs da modalidade, mas também de pessoas que não costumam acompanhar as partidas regularmente.

Blog Saída de Rede