Saída de Rede

Paulo Coco: “O fator emocional não pesou na hora da decisão”

Carolina Canossa

24/01/2018 06h00

Coco: “Nunca considerei a nossa equipe imbatível, a favorita isolada” (Foto: Cristiano Andujar/Inovafoto)

Quatro finais e quatro derrotas. A sorte do Dentil/Praia Clube em decisões de primeira linha no voleibol brasileiro, definitivamente, não tem sido nada boa. Derrotado pelo Rexona-Sesc nos desfechos da Superliga, Copa Brasil e Supercopa, todas em 2016, o time mineiro teve a chance da redenção na última sexta (19). Jogando um voleibol de alto nível, era o favorito para levar a última edição da Copa do Brasil, mas apresentou uma atuação bem abaixo do que esperava e perdeu por incontestáveis 3 a 0 para o Vôlei Nestlé.

Diante deste histórico, fica a pergunta: quanto o fator emocional está pesando para o Praia, um dos maiores investimentos recentes no voleibol brasileiro, engrenar de vez? Para o técnico Paulo Coco, que assumiu o time nesta temporada, a resposta é: zero. Em entrevista exclusiva ao Saída de Rede, ele, que também é auxiliar técnico da seleção brasileira feminina, falou sobre o momento da equipe, apontou as razões para o revés em Santa Catarina e reforçou sua confiança de que o projeto mineiro vai figurar no ponto mais alto do pódio em breve: “Tenho convicção que isso acontecerá”.

Wal e Fabiana admitem frustração com derrota na final da Copa Brasil: “Gosto amargo”

Destaque na decisão, Tássia fala sobre os críticos: “Se são chatos, eu sou mais ainda comigo mesma”

Confira abaixo:

Saída de Rede: Você atribui o jogo irregular contra o Fluminense (na Superliga) e a derrota pra Osasco (na Copa Brasil) aos problemas físicos da Nicole Fawcett? Vê dependência do time em relação à oposta americana?
Paulo Coco: A Nicole Fawcett é uma das grandes atletas do voleibol mundial. Jogaria em qualquer equipe, pois tem muitos predicados. Porém, não acredito nesta dependência. No duelo ante o Fluminense, a parada teve um reflexo durante a partida, o adversário estava mais ritmado e teve os méritos no embate que foi bastante parelho.

SdR: O que aconteceu na volta após a pausa de fim de ano para que o time passasse por tantas dificuldades?
Paulo: Penso que essas dificuldades também apareceram no primeiro turno. A perda de ritmo, perda da sequência de jogos que estava muito intensa. O grupo, no entanto, fez uma grande semifinal contra o Minas, com um 3 a 0. Pouco a pouco retomaremos nossa melhor performance com a volta dos confrontos menos espaçados. A pausa é o mérito dos adversários nos causaram algumas dificuldades.

Time mineiro é líder isolado e está invicto na Superliga (Foto: Greik Pacheco/CBV)

SdR: Considerando o nível de experiência da maioria das jogadoras, você imaginava que o fator emocional poderia pesar tão negativamente na hora da decisão na Copa Brasil?
Paulo: Não concordo. Acredito que o fator emocional não tenha pesado na hora da decisão. Na verdade, foram fatores técnicos. Fizemos uma partida muito ruim, cometemos muitos erros. O adversário, por outro lado, esteve em uma noite iluminada. Foi preciso, jogou um ótimo voleibol. Eles (Osasco) nos pressionaram o duelo todo e tiveram todos os méritos no triunfo. Nós cometemos erros acima da média, principalmente no sistema defensivo que, até então, estava funcionando muito bem. Este, aliás, foi ineficiente durante o jogo. Não vejo o lado emocional neste revés, pois acredito que este não tenha sido o fator preponderante. É importante ressaltar que o projeto Dentil/Praia Clube busca galgar degraus, ganhar títulos e tenho convicção que isso acontecerá. Contudo, é preciso ter essa maturação, jogar decisões. Buscaremos a evolução jogo a jogo e a conquista de títulos para diminuirmos este tipo de consideração.

SdR: Em que a má atuação diante de Osasco pode influenciar a preparação do time daqui para a frente? Como evitar que o resultado negativo na final da Copa Brasil afete a parte mental do time na Superliga?
Paulo: Não há equipe invencível. Nunca considerei a nossa equipe imbatível, a favorita isolada. Fui indagado, antes da semifinal da Copa Brasil, sobre o favoritismo absoluto do nosso plantel nos certames nacionais e eu disse que não. Reitero, mais uma vez, que os grandes favoritos continuam sendo o Rio e o Osasco, afinal, são os maiores vencedores do voleibol brasileiro, com títulos da Superliga e da Copa Brasil. O Minas, o Barueri também são postulantes ao título. A gente está neste grupo de agremiações qualificadas e com chances de título ao término da temporada. Estamos trabalhando para que o duelo no Sul do país tenha sido um ponto fora da curva, que a equipe volte a apresentar o voleibol de alto nível. Retomaremos o nosso melhor nos próximos desafios

*Colaborou Sidrônio Henrique

Curta o Saída de Rede no Facebook!

Siga-nos no Twitter: @saidaderede

Sobre o autor

Carolina Canossa - Jornalista com experiência de dez anos na cobertura de esportes olímpicos, com destaque para o vôlei, incluindo torneios internacionais masculinos e femininos. João Batista Junior - Já cobriu campeonatos mundiais e a Liga Mundial. Sidrônio Henrique - Trabalhou para publicações da Europa e da América do Norte, produziu conteúdo para a Federação Internacional de Vôlei (FIVB).

Sobre o blog

O Saída de Rede é um blog que apresenta reportagens e análises sobre o que acontece no vôlei, além de lembrar momentos históricos da modalidade. Nosso objetivo é debater o vôlei de maneira séria e qualificada, tendo em vista não só chamar a atenção dos fãs da modalidade, mas também de pessoas que não costumam acompanhar as partidas regularmente.

ID: {{comments.info.id}}
URL: {{comments.info.url}}

Ocorreu um erro ao carregar os comentários.

Por favor, tente novamente mais tarde.

{{comments.total}} Comentário

{{comments.total}} Comentários

Seja o primeiro a comentar

{{subtitle}}

Essa discussão está encerrada

Não é possivel enviar novos comentários.

{{ user.alternativeText }}
Avaliar:
 

* Ao comentar você concorda com os termos de uso. Os comentários não representam a opinião do portal, a responsabilidade é do autor da mensagem. Leia os termos de uso

Escolha do editor

{{ user.alternativeText }}
Escolha do editor

Blog Saída de Rede
Blog Saída de Rede
Blog Saída de Rede
Blog Saída de Rede
Blog Saída de Rede
Blog Saída de Rede
Blog Saída de Rede
Blog Saída de Rede
Blog Saída de Rede
Blog Saída de Rede
Blog Saída de Rede
Blog Saída de Rede
Blog Saída de Rede
Blog Saída de Rede
Blog Saída de Rede
Blog Saída de Rede
Blog Saída de Rede
Blog Saída de Rede
Blog Saída de Rede
Blog Saída de Rede
Blog Saída de Rede
Blog Saída de Rede
Blog Saída de Rede
Blog Saída de Rede
Blog Saída de Rede
Blog Saída de Rede
Blog Saída de Rede
Blog Saída de Rede
Blog Saída de Rede
Blog Saída de Rede
Blog Saída de Rede
Blog Saída de Rede
Blog Saída de Rede
Blog Saída de Rede
Blog Saída de Rede
Blog Saída de Rede
Blog Saída de Rede
Blog Saída de Rede
Blog Saída de Rede
Blog Saída de Rede
Blog Saída de Rede
Blog Saída de Rede
Blog Saída de Rede
Blog Saída de Rede
Blog Saída de Rede
Blog Saída de Rede
Blog Saída de Rede
Blog Saída de Rede
Blog Saída de Rede
Blog Saída de Rede
Topo