Saída de Rede

Sorteio ajuda e Brasil terá início tranquilo no Mundial feminino de vôlei

Carolina Canossa

07/12/2017 06h09

Fernanda Garay deve ser uma das estrelas do Brasil no Mundial (Foto: Divulgação/FIVB)

Segundo campeonato de maior relevância no mundo do vôlei, perdendo apenas para a Olimpíada, o Mundial teve, na madrugada desta quinta-feira (7), a definição da primeira fase de sua edição 2018. E a seleção brasileira feminina de vôlei terá vida tranquila nos primeiros dias de competição: cabeça de chave do grupo D, sediado em Hamamatsu, o time comandado por José Roberto Guimarães vai encarar Sérvia, República Dominicana, Porto Rico, Cazaquistão e Quênia.

Destes, o adversário de maior relevância é a vice-campeã olímpica Sérvia, mas tal confronto já era conhecido de antemão, já que a seleção europeia também havia sido escolhida como cabeça-de-chave do grupo no sorteio realizado em Tóquio. Vale destacar que a equipe da República Dominicana também conta com um “tempero” verde-amarelo, já que é comandada por Marcos Kwiek, ex-assistente de Zé Roberto no time nacional.

Grávida, Dani Lins avisa: quer defender a seleção no Mundial 2018

Brasil encara a França na primeira fase do Mundial masculino

Dos seis times de cada chave, quatro se classificam para a fase seguinte, na qual os times do grupo do Brasil encaram os melhores do grupo A, composto por Japão, Holanda, Argentina, Alemanha, Camarões e México. A tabela com dias e horários dos jogos ainda não foi divulgada pela FIVB (Federação Internacional de Vôlei).

Já os demais grupos preveem um pouco mais dificuldades para as grandes seleções internacionais, especialmente considerando o cruzamento da segunda etapa. O grupo B, por exemplo, conta com a campeã olímpica China, Itália, Turquia, Bulgária, Canadá e Cuba, enquanto o grupo C terá os Estados Unidos (atuais campeões mundiais), Rússia, Coreia do Sul, Tailândia, Azerbaijão e Trinidad & Tobago.

Confira os grupos da primeira fase abaixo:

Na segunda fase, as 16 seleções ainda vivas na disputa são divididas em dois grupos de oito, levando adiante os resultados obtidos contra os outros classificados da sua chave e enfrentando os demais. Os três melhores de cada grupo vão à terceira fase, onde serão novamente divididos em dois grupos. Os dois mais bem colocados, por fim, classificam-se às semifinais.

O Mundial feminino de vôlei será disputado entre 29 de setembro e 20 de outubro no Japão. Vice-campeã em 1994, 2006 e 2010, além de terceira colocada em 2014, a seleção brasileira feminina irá em busca de um título inédito.

Curta o Saída de Rede no Facebook!

Siga-nos no Twitter: @saidaderede

Sobre o autor

Carolina Canossa - Jornalista com experiência de dez anos na cobertura de esportes olímpicos, com destaque para o vôlei, incluindo torneios internacionais masculinos e femininos. João Batista Junior - Já cobriu campeonatos mundiais e a Liga Mundial. Sidrônio Henrique - Trabalhou para publicações da Europa e da América do Norte, produziu conteúdo para a Federação Internacional de Vôlei (FIVB).

Sobre o blog

O Saída de Rede é um blog que apresenta reportagens e análises sobre o que acontece no vôlei, além de lembrar momentos históricos da modalidade. Nosso objetivo é debater o vôlei de maneira séria e qualificada, tendo em vista não só chamar a atenção dos fãs da modalidade, mas também de pessoas que não costumam acompanhar as partidas regularmente.

ID: {{comments.info.id}}
URL: {{comments.info.url}}

Ocorreu um erro ao carregar os comentários.

Por favor, tente novamente mais tarde.

{{comments.total}} Comentário

{{comments.total}} Comentários

Seja o primeiro a comentar

{{subtitle}}

Essa discussão está encerrada

Não é possivel enviar novos comentários.

{{ user.alternativeText }}
Avaliar:
 

* Ao comentar você concorda com os termos de uso. Os comentários não representam a opinião do portal, a responsabilidade é do autor da mensagem. Leia os termos de uso

Escolha do editor

{{ user.alternativeText }}
Escolha do editor

Blog Saída de Rede
Blog Saída de Rede
Blog Saída de Rede
Blog Saída de Rede
Blog Saída de Rede
Blog Saída de Rede
Blog Saída de Rede
Blog Saída de Rede
Blog Saída de Rede
Blog Saída de Rede
Blog Saída de Rede
Blog Saída de Rede
Blog Saída de Rede
Blog Saída de Rede
Blog Saída de Rede
Blog Saída de Rede
Blog Saída de Rede
Blog Saída de Rede
Blog Saída de Rede
Blog Saída de Rede
Blog Saída de Rede
Blog Saída de Rede
Blog Saída de Rede
Blog Saída de Rede
Blog Saída de Rede
Blog Saída de Rede
Blog Saída de Rede
Blog Saída de Rede
Blog Saída de Rede
Blog Saída de Rede
Blog Saída de Rede
Blog Saída de Rede
Blog Saída de Rede
Blog Saída de Rede
Blog Saída de Rede
Blog Saída de Rede
Blog Saída de Rede
Blog Saída de Rede
Blog Saída de Rede
Blog Saída de Rede
Blog Saída de Rede
Blog Saída de Rede
Blog Saída de Rede
Blog Saída de Rede
Blog Saída de Rede
Blog Saída de Rede
Blog Saída de Rede
Blog Saída de Rede
Blog Saída de Rede
Blog Saída de Rede
Topo