Topo
Saída de Rede

Saída de Rede

Saque sérvio complica e Brasil sofre primeira derrota no Grand Prix

Carolina Canossa

2008-07-20T17:12:04

08/07/2017 12h04

    Sérvia deixou claro que a prata olímpica não veio por acaso (Fotos: Divulgação/FIVB)

Em seu maior desafio do novo ciclo olímpico até o momento, a seleção brasileira feminina de vôlei falhou: na manhã deste sábado (8), o renovado time comandado pelo técnico José Roberto Guimarães foi derrotado pela Sérvia por 3 sets a 0, parciais de 25-19, 25-20 e 25-19. O duelo foi válido pelo Grand Prix, torneio no qual o Brasil havia vencido a Bélgica nesta sexta.

Não que a derrota seja exatamente uma surpresa: a Sérvia é uma das melhores seleções do mundo na atualidade e o vice-campeonato olímpico não foi uma casualidade. E olha que hoje o técnico Zoran Tersic nem contou com duas de suas principais jogadoras na Rio 2016, a levantadora Ognjenović e a oposta Boskovic. Em compensação, a armadora Antonievic fez uma partida correta e a ponteira Mihajlovic estava inspiradíssima.

Antes preocupação, saque vira arma da seleção masculina para ir à final da Liga Mundial

Lucão é destaque e ganha elogio de americano: "Acabou conosco"

Bem conhecida dos brasileiros, já que defendeu o Rexona na temporada 2013/2014, Mihajlovic teve um ótimo desempenho no ataque, fazendo excepcionais nove pontos no fundamento somente no segundo set (20 no total). Além disso, a ponteira se destacou por agressivos saques que detonaram a recepção brasileira e acabaram com qualquer chance de equilíbrio – ela é uma das poucas atletas do feminino que sacam viagem.

O saque foi justamente o grande diferencial da partida, com Antonievic, Malagurski, Malesevic e Veljkovic também contabilizando aces. Além dos 11 pontos tomados assim, as dificuldades apresentadas na primeira bola deixaram mais difícil a vida da levantadora Roberta, que se esforçou ao máximo, mas muitas vezes foi obrigada a forçar bolas com suas compatriotas. O problema é que, nestas situações, normalmente o bloqueio europeu já estava montado: não bastasse o 11 x 4 no fundamento, as europeias ainda conseguiram inúmeras possibilidades de contra-ataque.

Bem conhecida das brasileiras, Mihajlovic teve uma grande atuação no ataque e no saque

Apesar do 3 a 0, a seleção brasileira teve pontos positivos, como a boa atuação da central Bia e da oposta Tandara, as duas principais opções de desafogo de Roberta no duelo disputado em Ancara (Turquia). Quando o saque brasileiro entrou, também deu problemas para as sérvias, mas isso não aconteceu com a frequência necessária para sonhar com uma vitória.

Sem algumas de suas principais jogadoras, que pediram folga em 2017 ou estão tratando de lesões, o Brasil volta à quadra neste domingo (9), às 13h30 (horário de Brasília) contra a Turquia, pelo encerramento da primeira rodada do Grand Prix.

Curta o Saída de Rede no Facebook!

Siga-nos no Twitter: @saidaderede

Sobre a autora

Carolina Canossa - Jornalista com experiência de dez anos na cobertura de esportes olímpicos, com destaque para o vôlei, incluindo torneios internacionais masculinos e femininos.

Sobre o blog

O Saída de Rede é um blog que apresenta reportagens e análises sobre o que acontece no vôlei, além de lembrar momentos históricos da modalidade. Nosso objetivo é debater o vôlei de maneira séria e qualificada, tendo em vista não só chamar a atenção dos fãs da modalidade, mas também de pessoas que não costumam acompanhar as partidas regularmente.