Saída de Rede

Argentina derrota o Brasil pela primeira vez na Liga Mundial

Sidrônio Henrique

17/06/2017 21h14

A Argentina, do ponteiro Alejandro Toro, quebrou a escrita contra o Brasil na Liga Mundial (fotos: FIVB)

Pela primeira vez na história da Liga Mundial, o Brasil caiu diante da Argentina. Na noite deste sábado (17), em Córdoba, na casa do adversário, o time comandado por Renan Dal Zotto perdeu por 3-1, de virada, com parciais de 19-25, 25-21, 25-22, 25-19 – jogo da segunda rodada da terceira e última semana da fase classificatória. Foi o 24º confronto entre as duas equipes na competição, que teve sua edição inicial realizada em 1990. Foi também a primeira vitória dos hermanos sobre a seleção brasileira principal neste século – haviam derrotado a seleção B por 3-2 na final dos Jogos Pan-Americanos 2015. No total, as duas seleções se enfrentaram 102 vezes, com 92 triunfos do Brasil.

Siga @saidaderede no Twitter
Curta o Saída de Rede no Facebook

Depois de um bom primeiro set, com equilíbrio entre saque, bloqueio e defesa, a seleção brasileira se perdeu em quadra. Sacou mal, consequentemente parou de bloquear, diminuindo a eficiência da defesa. A equipe chegou a jogar de forma displicente. Do outro lado, após a derrota na primeira parcial, o que se viu foi um time organizado, com apuro técnico. É indiscutível a superioridade física dos brasileiros sobre os argentinos, mas os adversários, sob a batuta do técnico Julio Velasco, sacaram com inteligência, sem forçar desnecessariamente e ainda se valeram do bloqueio defensivo para explorar os contra-ataques. Mas mesmo ofensivamente, para surpresa do Brasil, a Argentina levou vantagem no fundamento, marcando 11 pontos contra apenas três dos brasileiros.

O oposto Wallace, com 18 pontos, e o ponta Lucarelli, com 15, foram os maiores pontuadores da partida. Pela Argentina, numa distribuição mais equilibrada, o oposto Martin Ramos e o central Sebastián Solé lideraram com 13, enquanto o ponta Alejandro Toro marcou 12 vezes.

A última vez que a Argentina havia derrotado a equipe principal do Brasil tinha sido nas quartas de final da Olimpíada de Sydney, em 2000, quando venceram por 3-1.

Jogadores de Brasil e Argentina se cumprimentam na rede antes do início da partida em Córdoba, Argentina

Mesmo classificado para as finais da Liga Mundial como país-sede, pois a competição será decidida em Curitiba, na Arena da Baixada, de 4 a 8 de julho, o Brasil entrou em quadra com força máxima: o levantador Bruno, o oposto Wallace, os pontas Maurício Borges e Lucarelli, os centrais Maurício Souza e Lucão. A exemplo do dia anterior, na vitória de 3-0 sobre a Bulgária, o técnico Renan Dal Zotto optou por escalar apenas um líbero, em vez de revezá-los como vinha fazendo. Tiago Brendle jogou contra os argentinos. A ideia da comissão técnica é dar mais ritmo ao Brasil, de olho nas finais, que começam daqui a 17 dias. A seleção acumula cinco vitórias e três derrotas na competição. França e Sérvia já se classificaram para a etapa decisiva. Restam três vagas, que serão decididas neste domingo (18).

Mudança na Liga Mundial e no Grand Prix
A Argentina entrou em quadra precisando desesperadamente de uma vitória, pois estava em último lugar na tabela (subiu para penúltimo), correndo risco de ser rebaixada para a segunda divisão em 2018. O time dirigido pelo técnico Julio Velasco aguarda a expansão do grupo de elite da Liga Mundial de 12 para 16 equipes, o que garantiria sua permanência, independentemente do desfecho desta edição. A notícia tem sido veiculada na mídia italiana, que informa ainda que a Federação Internacional de Vôlei (FIVB) alteraria o nome do Grand Prix, competição feminina, que passaria a se chamar também Liga Mundial.

Em relação ao time que resistiu bravamente ao Brasil nas quartas de final da Rio 2016, a seleção argentina compete nesta edição da Liga Mundial sem seu melhor jogador, o ponta Facundo Conte, que ganhou folga esta temporada, oferecida por Velasco. Outra ausência é o oposto Bruno Lima. O levantador Luciano De Cecco integrou-se ao grupo esta semana.

Neste domingo, o Brasil encerra sua participação na fase preliminar contra a Sérvia, às 16h10, com transmissão do SporTV.

Sobre o autor

Carolina Canossa - Jornalista com experiência de dez anos na cobertura de esportes olímpicos, com destaque para o vôlei, incluindo torneios internacionais masculinos e femininos. João Batista Junior - Já cobriu campeonatos mundiais e a Liga Mundial. Sidrônio Henrique - Trabalhou para publicações da Europa e da América do Norte, produziu conteúdo para a Federação Internacional de Vôlei (FIVB).

Sobre o blog

O Saída de Rede é um blog que apresenta reportagens e análises sobre o que acontece no vôlei, além de lembrar momentos históricos da modalidade. Nosso objetivo é debater o vôlei de maneira séria e qualificada, tendo em vista não só chamar a atenção dos fãs da modalidade, mas também de pessoas que não costumam acompanhar as partidas regularmente.

ID: {{comments.info.id}}
URL: {{comments.info.url}}

Ocorreu um erro ao carregar os comentários.

Por favor, tente novamente mais tarde.

{{comments.total}} Comentário

{{comments.total}} Comentários

Seja o primeiro a comentar

{{subtitle}}

Essa discussão está encerrada

Não é possivel enviar novos comentários.

{{ user.alternativeText }}
Avaliar:
 

* Ao comentar você concorda com os termos de uso. Os comentários não representam a opinião do portal, a responsabilidade é do autor da mensagem. Leia os termos de uso

Escolha do editor

{{ user.alternativeText }}
Escolha do editor

Blog Saída de Rede
Blog Saída de Rede
Blog Saída de Rede
Blog Saída de Rede
Blog Saída de Rede
Blog Saída de Rede
Blog Saída de Rede
Blog Saída de Rede
Blog Saída de Rede
Blog Saída de Rede
Blog Saída de Rede
Blog Saída de Rede
Blog Saída de Rede
Blog Saída de Rede
Blog Saída de Rede
Blog Saída de Rede
Blog Saída de Rede
Blog Saída de Rede
Blog Saída de Rede
Blog Saída de Rede
Blog Saída de Rede
Blog Saída de Rede
Blog Saída de Rede
Blog Saída de Rede
Blog Saída de Rede
Blog Saída de Rede
Blog Saída de Rede
Blog Saída de Rede
Blog Saída de Rede
Blog Saída de Rede
Blog Saída de Rede
Blog Saída de Rede
Blog Saída de Rede
Blog Saída de Rede
Blog Saída de Rede
Blog Saída de Rede
Blog Saída de Rede
Blog Saída de Rede
Blog Saída de Rede
Blog Saída de Rede
Blog Saída de Rede
Blog Saída de Rede
Blog Saída de Rede
Blog Saída de Rede
Blog Saída de Rede
Blog Saída de Rede
Blog Saída de Rede
Blog Saída de Rede
Blog Saída de Rede
Blog Saída de Rede
Topo