Saída de Rede

Renan opta pela segurança e chama base campeã olímpica em sua primeira convocação

Carolina Canossa

08/05/2017 11h44

Lenda como jogador, Renan é o substituto de Bernardinho após 16 anos de trabalho do antecessor (Foto: Divulgação/CBV)

Ciente da pressão que é substituir Bernardinho no comando da seleção brasileira masculina de vôlei, o técnico Renan Dal Zotto optou pela segurança na convocação para seu primeiro torneio no cargo, a Liga Mundial: nada menos do que dez dos 12 atletas campeões olímpicos no Rio de Janeiro foram chamados para a disputa do torneio, cujas finais serão em Curitiba no início de julho.

Os 18 nomes anunciados na manhã desta segunda (8) são: Bruno*, Rapha e Murilo Radke (levantadores), Wallace*, Evandro* e Renan Buiatti (opostos),  Ricardo Lucarelli*, Maurício Borges*, Douglas Souza*, Lipe* e Rodriguinho (ponteiros), Lucão*, Éder*, Maurício Souza* e Otávio (centrais), Tiago Brendle e Thales (líberos) – todos os que estão com um asterisco ao lado participaram da vitoriosa campanha na Rio 2016.

Só os melhores! Confira nossa seleção da Superliga masculina 2016/2017

Genial como jogador, Renan deve ter começo difícil como técnico da seleção

Os dois campeões olímpicos que ficaram de fora, William Arjona e Serginho, o fizeram por vontade própria – enquanto o primeiro tinha a promessa de passar um tempo maior com a família, o líbero de 41 anos decidiu não defender mais a seleção.

Lucarelli passou boa parte da temporada machucado, mas foi bem nos playoffs da Superliga ((fotos: Guilherme Cirino/Instagram @guilhermectx)

Wallace, por sua vez, não vai participar da primeira etapa da Liga Mundial, entre os dias 2 e 4 de junho na Itália, por conta do nascimento do primeiro filho.

“Alguns atletas do Rio 2016 realmente estavam em dúvida sobre a continuidade nesse momento, pois foi uma temporada bastante difícil com os Jogos Olímpicos no Brasil e é natural que eles queiram dar uma relaxada. Mas vi também que a maioria estava motivada para o recomeço. Senti que os que estavam em dúvida se motivaram e agora vão com a cabeça focada em dar 100% do melhor”, destacou o treinador.

Atuar com os atletas mais experientes no primeiro ano do ciclo olímpico não é um fato muito comum no voleibol de seleções – em geral, os treinadores aproveitam a oportunidade para dar maior rodagem a jovens, mas Renan prefere abrir essa janela à nova geração em outras oportunidades.

“Temos jovens bastante interessantes surgindo, na própria Superliga vimos isso, e, na medida do possível, vamos tentar dar espaço para os garotos em algumas competições e amistosos. O Brasil é visto sempre com favorito e temos que ir com o que temos de melhor”, justificou.

Ao todo, a lista de inscritos para a Liga Mundial possui 21 nomes, mas o central Isac, o oposto Rafael Araujo e o líbero Mario Jr. só jogarão em caso de lesão de algum companheiro de equipe.

Não bastasse a necessidade de apresentar resultados rápidos para superar a desconfiança, outro motivo para Renan ter optado pelos nomes anunciados nesta segunda é o fato de o Brasil viver um jejum na Liga Mundial, torneio que não vence desde 2010.

Leal só pode defender o Brasil em 2019

Leal

O técnico também falou sobre uma possível convocação do cubano Leal, cuja liberação para defender a seleção brasileira foi anunciada pela FIVB (Federação Internacional de Vôlei) na semana passada.

“É um jogador espetacular, certamente um dos melhores ponteiros do mundo, mas que só estará à nossa disposição para a convocação em 2019: hoje, ele faz a diferença na nossa Superliga, é agressivo, definidor, não tem nem o que falar tecnicamente. Mas esporte é momento, vamos ver como ele vai estar lá até lá”, destacou Renan.

O técnico ainda deixou em aberto a possibilidade de chamar o cubano para um período de treinamento com a seleção durante os dois anos de carência que ele precisa cumprir. “Quem sabe no ano que vem, se estiver em condições, como está hoje, o Leal vai poder ajudar nos treinos. Mas, sinceramente, não estou pensando nisso agora, meu foco é a Liga Mundial”, afirmou.

Curta o Saída de Rede no Facebook!

Siga-nos no Twitter: @saidaderede

Além da Liga Mundial, cuja vaga da fase final em julho já está assegurada pelo fator sede, a seleção brasileira masculina de vôlei vai disputar o Sul-americano (classificatório para o Mundial) em agosto, mesmo mês em que fará quatro amistosos com a seleção americana. Em setembro, será a vez da Copa dos Campeões, no Japão.

Sobre o autor

Carolina Canossa - Jornalista com experiência de dez anos na cobertura de esportes olímpicos, com destaque para o vôlei, incluindo torneios internacionais masculinos e femininos. João Batista Junior - Já cobriu campeonatos mundiais e a Liga Mundial. Sidrônio Henrique - Trabalhou para publicações da Europa e da América do Norte, produziu conteúdo para a Federação Internacional de Vôlei (FIVB).

Sobre o blog

O Saída de Rede é um blog que apresenta reportagens e análises sobre o que acontece no vôlei, além de lembrar momentos históricos da modalidade. Nosso objetivo é debater o vôlei de maneira séria e qualificada, tendo em vista não só chamar a atenção dos fãs da modalidade, mas também de pessoas que não costumam acompanhar as partidas regularmente.

ID: {{comments.info.id}}
URL: {{comments.info.url}}

Ocorreu um erro ao carregar os comentários.

Por favor, tente novamente mais tarde.

{{comments.title}}

{{comments.total}} Comentário

{{comments.total}} Comentários

Seja o primeiro a comentar

{{subtitle}}

Essa discussão está encerrada

Não é possivel enviar novos comentários.

{{ user.alternativeText }}
Avaliar:
 

* Ao comentar você concorda com os termos de uso. Os comentários não representam a opinião do portal, a responsabilidade é do autor da mensagem. Leia os termos de uso

Escolha do editor

{{ user.alternativeText }}
Escolha do editor

Blog Saída de Rede
Blog Saída de Rede
Blog Saída de Rede
Blog Saída de Rede
Blog Saída de Rede
Blog Saída de Rede
Blog Saída de Rede
Blog Saída de Rede
Blog Saída de Rede
Blog Saída de Rede
Blog Saída de Rede
Blog Saída de Rede
Blog Saída de Rede
Blog Saída de Rede
Blog Saída de Rede
Blog Saída de Rede
Blog Saída de Rede
Blog Saída de Rede
Blog Saída de Rede
Blog Saída de Rede
Blog Saída de Rede
Blog Saída de Rede
Blog Saída de Rede
Blog Saída de Rede
Blog Saída de Rede
Blog Saída de Rede
Blog Saída de Rede
Blog Saída de Rede
Blog Saída de Rede
Blog Saída de Rede
Blog Saída de Rede
Blog Saída de Rede
Blog Saída de Rede
Blog Saída de Rede
Blog Saída de Rede
Blog Saída de Rede
Blog Saída de Rede
Blog Saída de Rede
Blog Saída de Rede
Blog Saída de Rede
Blog Saída de Rede
Blog Saída de Rede
Blog Saída de Rede
Blog Saída de Rede
Blog Saída de Rede
Blog Saída de Rede
Blog Saída de-Rede
Blog Saída de Rede
Blog Saída de Rede
Blog Saída de Rede
Topo