Topo
Saída de Rede

Saída de Rede

Transexual brasileira faz história e joga entre as mulheres na Itália

Carolina Canossa

20/02/2017 15h23

Tifanny foi destaque em partida da Série A2 Italiana neste domingo (19) (Fotos: Divulgação)

Desconhecida entre o grande público, mas revolucionária à sua maneira. Se, em quadra, Tifanny Abreu ainda luta para se estabelecer no vôlei, é inegável que a atacante já colocou seu nome na história do esporte brasileiro. É que, nascida Rodrigo há 32 anos em Goiânia, ela se tornou a primeira atleta transexual brasileira a conseguir autorização da Federação Internacional de Vôlei (FIVB) para atuar entre as mulheres.

Curta o Saída de Rede no Facebook!

Qual time leva mais público aos ginásios da Superliga? Descubra

Tifanny, inclusive, fez sua estreia em uma liga de alto rendimento neste fim de semana: contratada pelo Golem Software Palmi, da segunda divisão do Campeonato Italiano, ela foi o destaque da vitória por 3 a 1 sobre o Delta Informatica Trentino marcando 28 pontos (25 ataques, dois aces e um bloqueio) no jogo encerrado com parciais de 17-25, 25-16, 25-22 e 25-23. Com uma eficiência de 48% no ataque, foi eleita a melhor jogadora em quadra.

Antes de ir pra Itália, brasileira (camisa 1) atuava em um time masculino

Com 1,94 m, a oposta anteriormente jogava na Série B masculina da Bélgica e foi bastante aplaudida pela torcida do Palmi. "Estou muito feliz com essa estreia e animada com o que estou vivendo dentro e fora da quadra", comentou Tifanny, em entrevista ao jornal "La Gazzetta dello Sport". "Os aplausos e abraços que recebi me fizeram viver uma noite extraordinária. Vencemos um jogo importante e agora estamos confiantes", destacou.

Mas Tifanny não viveu este novo capítulo de sua vida sem resistência. Presidente da Liga Italiana feminina, Mauro Fabris colocou em dúvida a própria continuidade da brasileira na competição, apesar de ter enviado um buquê de flores parabenizando-a após a partida. "Faço questionamentos em relação a esta situação que está se multiplicando. Quero que tanto o Comitê Olímpico Italiano quanto a Federação me digam o que esperar, até porque muitos times da Série A2 também estão se perguntando isto. Quero um campeonato limpo e correto com as pessoas", afirmou.

Siga-nos no Twitter: @saidaderede

Jaqueline avisa: "Sempre estarei à disposição da seleção brasileira"

Atualizado às 16h55 de 20/02/2017: Como o assunto gera muita polêmica, nesta terça (21), teremos uma reportagem exclusiva explicando o porquê de, ao contrário do que muitos pensam, Tifanny não levar vantagem em termos físicos no esporte. Não percam!

Sobre a autora

Carolina Canossa - Jornalista com experiência de dez anos na cobertura de esportes olímpicos, com destaque para o vôlei, incluindo torneios internacionais masculinos e femininos.

Sobre o blog

O Saída de Rede é um blog que apresenta reportagens e análises sobre o que acontece no vôlei, além de lembrar momentos históricos da modalidade. Nosso objetivo é debater o vôlei de maneira séria e qualificada, tendo em vista não só chamar a atenção dos fãs da modalidade, mas também de pessoas que não costumam acompanhar as partidas regularmente.